A primeira vez

postado em  •  13 comentários

A primeira vez que beijei foi aos dezessetes anos, tai uma coisa que jamais esquecerei, afinal, sonhei com este momento durante toda minha adolescência, e quanto mais tempo esperava, mais frustrada eu me sentia. Com toda razão, afinal quando eu finalmente beijei, minhas amigas estavam falando sobre a primeira relação sexual. Não preciso nem dizer que quando tive esta experiência, minhas amigas já estavam programando o casamento. Ser tardia assim nunca foi minha intenção, é que as pessoas (quando digo as pessoas quero dizer os homens) é que tardavam comigo.

O fato é que independente de como aconteça ou quando aconteça, toda primeira vez é marcante. Primeiro dia na escola, primeiro dia no trabalho, primeiro beijo com aquela pessoa por quem você está apaixonada há séculos, primeira vez que alguém lhe diz “eu te amo” ou a primeira vez que alguém lhe diz “não te amo mais”, a propósito, bem traumático isso, não? Enfim, a revista Gloss (Abril) da edição deste mês, traz uma matéria bem interessante sobre o primeiro orgasmo, que não tem absolutamente nada a ver com a primeira vez que você fez sexo, até por que, em se tratando de mulheres, bem sabemos que orgasmo e sexo nem sempre andam juntos.

Esta matéria, que tem depoimentos de mulheres relatando seu primeiro orgasmo, me lembrou de um ví­deo que vi no YouTube sobre o assunto e que estava afim de dividir com vocês faz tempo.

O “Orgasmo Feminino (Remix Documental)” fala sobre a relação das mulheres com seu próprio prazer, com a forma de alcançá-lo e com o fato de tratarmos o assunto como algo proibido. No documentário, embalado por cenas do delicioso  “O fantástico destino de Amelie Poulain” (é sério você TEM que ver) as mulheres falam sobre masturbação, a primeira experiência, a vulgarização do sexo e a expectativa pelo orgasmo. Observem:

O que me chamou a atenção foi justamente o fato de não vermos os rostos das moças que participam do documentário, afinal, tudo o que elas falam são coisas que pensamos, fazemos e dizemos entre amigas todos os dias. Ou seja, apesar de tudo o que dizem, o mundo e toda sua forma liberal de pensar, não está preparado para mulheres que falam sobre sexo de maneira franca e aberta. Ainda acredita-se que este é um assunto que deve ser mantido entre quatro paredes e somente as meninas más é que o levam para fora do quarto.

Bem sabemos que uma coisa não tem nada a ver com a outra, a única verdade é que assim como a mulher que dá o último depoimento no ví­deo, existem muitas por ai presas em relaçíµes cujo o sexo está longe de ser uma experiência agradável, justamente por não tratá-lo com a naturalidade com que deve ser tratado.

Se você pensa assim e não fala sobre sexo e SUAS preferência nem com seu namorado, está mais do que na hora de rever os seus conceitos.

Beijos, @jackelineaguiar

13 comentários em “A primeira vez”

  1. Luana às 13:14

    Excelente! O mais lindo foi o final, quando a senhora deu seu depoimento. Penso que é tão difícil pessoas antigas falarem com essa liberdade. Tiro exemplo de minha avó, a forma como ela vê e subjulga o sexo é horrível. Cenas de sexo em novelas ela despreza com nojo e age como se aquilo nunca tivesse acontecido com ela. Sexo é um tema que para os dias atuais deve ser "falado" com menos tabu e é bom ver essa evolução.

  2. Beatriz às 19:08

    Eu tenho 15 anos é to me 'descobrindo ' ,conheço um garoto é penso qe vai ser com ele a minha primeira vez, gosto de ler esses textos sobre como é, pq nao tenho coragem de perguntar pra minha mae kkk' .é com esses textos tiro algumas duvidas .achei mt legal o video tem uma conversa aberta , a materia tbm te deixa mais avontade e a cada paragrafo que vc le vc fica com mais vontade de ler o proximo rsrsrs . (:

  3. Lisa Simpsomm às 23:03

    Nossa! A Matéria tem muito haver com o que se passa na cabeça da mulher.. (principalmente adolescente) que se descobre sozinha e vai comprovando que não só ela mais muitas outras mulheres pensam, sentem, agem e fazem as mesmas coisas; tem as mesmas duvidas, receios e outros… Tenho um namorado que na minha opinião é o HOMEM QUE TODA MULHER PEDIU A PAPAI DO CÉU! rsrs Agente conversa, discute sobre sexo, orgasmo.. masturbação.. e isso deixa a relação mais gostosa.. mais acesa sem preconceitos e constrangimento! :)

  4. Nini Vianna às 02:50

    Muito interessante esse post e adorei o video =]

  5. Gefferson às 18:48

    Caralho.

    Isso só me faz amar mais e mais ainda as mulheres. São seres divinos, criações perfeitas, justamente por suas imperfeições. Eu amo vocês mulheres, seu cheiro, seu sexo, seus mistérios. Tudo!

  6. elisa às 15:22

    E a primeira vez do CHIFRE, como é? Vejam A GAIA que esse CORNÃO levou sem saber
    http://sakuxeio.blogspot.com/2008/02/se-voc-diz-q

    Morri de rir do babaca! huahauahuahuahaua :-)

  7. Leandro às 00:15

    Gostei muito do post…
    Video e texto muito bons..
    Acredito que quanto mais essa coisa do proibido e sagrado ficar de lado, nao digo desaparecer, mas enfraquecer, mais e mais vezes o sexo será mais intenso!

  8. Luan! às 23:32

    Poxa muito bom o video, com um destaque pro final quando a senhora está falando… muito bom =D

  9. ADM às 21:39

    Parabéns pelo artigo!

  10. Christiane às 08:24

    Ótimo video :D

  11. Hellê às 13:13

    adooorei o post, o vídeo é excelente, e realmente trata disso tudo de uma forma muito natural, é isso que falta, até como fonte de informação às pessoas mais inseguras, outra coisa que acho engraçado é que muitas vezes o homem se preocupa muito mais que a mulher, por exemplo, eu, na minha primeira vez, apenas eu era virgem, meu ex-namorado não, e uma coisa que ele me disse que nunca vou esquecer "poxa, vc é virgem e estava tão tranquila, eu que não sou estava nervoso", achei isso tão engraçado, e sei lá, acho que talvez alguns se sintam intimidados em ser o primeiro de uma mulher com medo de fazer feio sei lá, acho isso besteira, não que a culpa seja apenas de um sabe, acho que quando não rola química, não rola e pronto ;)

  12. Camies às 13:08

    AHHHHHHHH SE EU TIVESSE UM NAMORADO! Hahahahaha. Meu, Samantha Jones é inspiração pra vida, sabe. E eu dei meu primeiro beijo aos 20 anos, colega, quer pessoa mais atrasada que eu?

    Adorei o post =)

Deixe seu comentário!