Editorial abre debate sobre preconceito

postado em  •  2 comentários

Antes de começar o post, quero dizer aqui que minha intenção não é dar uma de politicamente correta ou bancar a ví­tima. Ou ainda começar uma discussão que nós sabemos que nunca termina em lugar algum. Acho que discutir a respeito de quem sofre preconceito e quem banca a ví­tima perseguida é como discutir futebol, religião e polí­tica, o melhor jeito é não discutir.

Mas ao ver a noticia que irei reproduzir logo abaixo, não resisti.

Da Criativa:

“A inspiração black é recorrente em desfiles e editoriais, mas entre as capitais da moda o número de modelos negros pode ser comparado ao de brancos. As semanas de alta-costura de Paris não contam com negras. Em Nova York, a fashion week soma 8,6% deles. Em São Paulo, o SPFW instituiu a cota de 10% para cada desfile, apesar disso, houve protestos em frente ao prédio da Bienal, em 2009.

Nessa esteira polêmica, a revista francesa Numéro acende o debate publicando em sua edição #117 o editorial protagonizado por Constance Jablonski. Ela aparece caracterizada com megaperucas e tom bronzeado, vestida com looks de quê hippie, ao lado de um bebê negro não identificado, em cena como mãe e filho. O que você achou das imagens? Preconceito ou não?”

Eu não sei, e meu convite não é para que pensem sobre isso. O que ficou na minha cabeça foi, a revista ciente do boom que tal editorial causaria, o fez de propósito, ou estava justamente querendo acordar as pessoas para o preconceito que existe no meio?

Valendo…

@jackelineaguiar

2 comentários em “Editorial abre debate sobre preconceito”

  1. Vanessa às 14:41

    Sinceramente, acho que a humanidade inventou o preconceito, e tentar acabar com ele é só mais uma maneira de denotá-lo.
    Por exemplo, as cotas raciais, não seria crime de racismo contra qualquer pessoa julgar um ser humano pela cor da pele pra se conseguir obter algum privilegio? Todos não deveriam ser iguais perante a lei? Para mim, isso é racismo propriamente dito.
    Em vez de se discutir o que é preconceito, está mais do que na hora da sociedade tomar a atitude e começar a tratar todos do mesmo modo, porque a discussão não nos levará a lugar algum.

  2. licedoa às 14:09

    Acho preconceito as pessoas ficarem nessa porcaria de quem é branco ou quem é negro. Nós somos pessoas, e temos de ser tratados pelo nosso caráter não por essa hipocrisia que eles chamam de preconceito racial. Acho que isso tudo é um grande preconceito intelectual, porque o cara se acha muito inteligente e só porque não aceita outras ETNIAS prefere inferiorizá-las..
    =1

Deixe seu comentário!