The Runaways

postado em  •  12 comentários

Se você nunca ouviu falar em The Runaways ao menos já deve ter lido por aí­ sobre o filme que no Brasil foi carinhosamente (NOT!) chamado de Garotas do Rock. Bizarrices de traduçíµes brasileiras í  parte, o filme não é só mais uma obra cinematográfica que tem a participação das badaladas meninas do Crepúsculo (Kristen Stewart e Dakota Fanning estão no elendo), ele conta a história da primeira banda de rock só de meninas a fazer sucesso.

A verdade é que as Runaways abriram espaço para uma série de bandas femininas que vieram depois dos anos 70, mas são pouquí­ssimo lembradas até mesmo por quem viveu naquele perí­odo. í‰ mais fácil lembrar de Joan Jett, lí­der da banda que fez muito sucesso nos anos 80 cantando músicas como Bad Reputation e I Love Rock ‘n Roll (que Britney Spears fez favor de regravar e estragar…)

Mas, por que falar de tudo isso agora? Porque depois de séculos de espera o filme finalmente estréia amanhã (sexta-feira, dia 8 de outubro) nas salas de cinema nacionais e eu acho que quem curte música e moda tem-que-ver! Há duas semanas tive a oportunidade de assistir durante o Festival do Rio e digo que superou minhas expectativas.

Mas, antes de mais nada vale apena ressaltar alguns pontos:

– Acima de tudo é um filme de banda naquele estilo que já vimos aos montes por aí­, contudo, por ser uma banda só de meninas tentando sobreviver em meio aos anos 70 o filme se torna muito mais interessante e empolgante;

– O filme é baseado na auto-biografia da primeira vocalista da banda, Cherie Currie, Neon Angel: The Cherie Currie Story (nome de uma das melhores músicas da banda) e por isso, conta a história do ponto de vista da Cherie. Com isso, o filme meio que acaba quando a moça deixa a banda. Na verdade, as Runaways continuaram mesmo depois da saí­da dela, com Joan Jett nos vocais. Nessa fase pós-Cherie a banda gravou 2 discos. Somando tudo, a banda lançou 4 discos gravados em estúdio e um gravado ao vivo no Japão;

– A Joan Jett andou meio barraqueira e arrumou confusão com a baixista Jackie Fox – a banda teve várias baixistas, mas Jackie foi a mais importante e é a mais lembrada por estar no grupo em seu auge – e a guitarrista solo Lita Ford. Por isso, Jackie Fox foi cortada do filme e Lita Ford aparece como uma invejosa quase sem falas. Fato triste porque a Lita, por exemplo, ao lado da própria Joan e da baterista Sandy West foi uma das integrantes que mais acreditou e levou a banda í  sério;

– A banda acabou porque Joan se sentia cada vez mais influênciada pelo movimento punk e Sandy e Lita queriam tocar metal. Lita, inclusive, chegou a gravar uma música com Ozzy Osbourne chamada If I Close My Eyes Forever e lançou vários discos em carreira solo. Além disso, o excesso de crí­ticas negativas da imprensa norte-americana também pesou: O paí­s não estava preparada para ver meninas cantando sobre sexo e dominação!

Kristen Stewart, sempre com cara de bunda, está muito bem no papel de Joan Jett. Sério mesmo. Quando eu soube que ela faria o papel de uma das minhas cantoras favoritas eu tremi, mas a moça me surpreendeu. E a Dakota Fanning, como sempre, está espetacular!

Enfim, acho que foi uma adaptação muito válida e fiquei feliz de ver a história de uma das minhas bandas favoritas na telona, mas esperava mais. O filme é, digamos, superficial. Ele empolga pela trilha sonora, por toda a loucura com drogas e pelo cenário dos espetaculares anos 70, mas peca ao apresentar um roteiro confuso onde fica difí­cil saber se situar na história. Ao assistirmos o filme é complicado entender como a banda atingiu seu auge e como acabou. As relaçíµes entre as integrantes, todas com mais ou menos 16 anos, também é pouco explorada. Como seria um grupo de meninas tão novas conquistando o mundo tão rapidamente e depois decaindo em um perí­odo de 4 anos? São questão que poderiam ter sido bem exploradas, mas foram deixadas de lado e apagadas por drogas e rebeldias sem sentido. Sem contar que vendo o filme parece que elas só gravaram um disco e só tiveram uma música de sucesso, Cherry Bomb.

Confesso aqui que não faço a mí­nima ideia de como é o livro da Cherie Currie e nem a forma como ela aborda os acontecimentos, então, não sei se o filme é uma boa adaptação ou não. Só sei que esperava algo bem pior e por isso, o filme me supreendeu, mas isso não quer dizer que não poderia ser melhor.

Mas, quem quer conhecer mais a história da banda em si eu super indico o documentário Edgeplay que conta com entrevistas das meninas da banda, familiares, amigos e do produtor Kim Fowley. Conta inclusive com depoimentos de Sandy West que ainda estava viva na época das gravaçíµes.

A banda tinha um estilo de se vestir que mesclava o Glam com o punk – tal qual o som que faziam. No filme vemos muitas calças boca de sino de cintura alta, plataformas metálicas, jaquetas de couro, maquiagens carregadas, allstars e os tí­picos cabelos mullet!

Ou seja, é um bom programinha para o final de semana :)

Tem crí­ticas, sugestíµes, reclamaçíµes ou qualquer coisa do tipo? Envia um email ou me segue no twitter.

12 comentários em “The Runaways”

  1. lowley às 07:52

    muita gente conheceu a banda por causa do filme , e principalmente por ter sido muito divulgado pelos fãns de crepúsculo (filme modinha adorado pelos "emos da nova era"), porém muitas pessoas estão muito bravas pelos emos divulgarem que amam the runaways sendo que só conheceram por causa do filme e por ter a tal garota do crepusculo e dakota, na minha opinião foi bom para o povo ter mais cultura e parar com essa historia de (restart, e co caralho á 4), bom Drogas é a realidade do Rock 'n roll querida é logico que o filme tinha de mostrar foi a realidade pôs as the runaways, como o nome já diz erram selvagens…o rock em si é selvagem..num era whisky com red bull como os amigos "emos modernos", play boys e Patys toma e.." uhu sou selvagem e rebelde"… É a realidade do rock…

  2. tila às 14:00

    é realmente impressionante como a britney estragou a música mesmo ASUHAUHSASUHUHAS e olha que eu só conheci essa música porque eu ouvi a versão da britney .-. mas quando eu ouvi a original. nossa, sem comparação, show de bola. o/

  3. Thais às 10:52

    Não conhecia não.
    Sou bem desligada nessas coisas! :)

  4. Adam Mitch às 22:57

    Amo DE MAIS essa banda <3

  5. Ana Carolina às 17:57

    eu acho que nunca vi esse filme, mas na verdade estou comentando apenas para elogiar seu blog, que eu achei bem interessante e adorei os posts anteriores também.. tá muito legal aqui. Eu adoro esse nome também, borboleteando. Sou fã de borboletas.. uma vez eu tive um blog com esse nome também, mas era bem bestinha, tipo um diário.. rsrs até teve uma menina que brigou comigo uma vez por causa do nome (caraaa será que era tu? kkkk ia ser muita coincidência! rsrs) Bom, de qualquer jeito… adorei! bjinho!

  6. sophiecadabby às 17:47

    Ando a adiar ver esse filme à muito tempo mas estou super curiosa. Quando as coisas acalmarem na faculdade vou vê-lo de certeza!

  7. licedoa às 13:56

    Quero muito assistir ao filme! Acho que vai ser bem legal…Mas não quero pensar que as meninas vão atuar super bem, quero tirar minhas próprias conclusões sobre isso na hora em q estiver assistindo, quero ver porque as cine-biografias sempre tem as melhores sequências fotográficas! Adoooro fotografia cinematográfica! Gostava das Runaways sem saber porque eu ouvia as músicas da Joan Jett e se não me engano ela regravou algumas músicas da banda depois que ficou solo..Mas, enfim, quero muito ver o filme!
    =1

  8. Fernanda Prevedello às 10:11

    GIRL POWER!

  9. Michelli Buzogany às 08:46

    já faz um bom tempo que vi o filme e achei super divertido!

    As cenas com drogas q me incomodam, mas normal rs

  10. Nath Cobain às 01:12

    Eu também já assisti, baixei na internet (: Não conhecia a banda antes, só procurei porque tinha visto na Capricho sobre e me interessei, mas pra ser sincera não gostei do trabalho da Kristen nele, acho ela uma péssima atriz, ainda fazendo papel de macho/lésbica ficou pior ainda, é melhor a sonsa da Bella, ela ficou parecida com a Joan Jett só fisicamente. A Dakota sim, fez um ótimo papel, ela sim é uma boa atriz, mas isso é minha opinião né! haha O filme é bem legal, mas quando acabou eu senti que esperava mais.

    Muito legal o post (:

    Beijos

    1. Joana às 09:36

      Eu também acho a Kristen uma péssima atriz, mas engraçado, achei ela igualzinha a Joan! Até o jeitinho de mexer o cabelo enquanto canta… Tudo ficou igual.

      Nesse filme eu gostei dela.

  11. loma às 19:50

    Eu já assisti (através de downloads que vazam ilegalmente na net e eu adoro). É excelente! A atuação da Kristen nesse filme realmente surpreendeu. Da Dakota a gnt sempre espera o melhor, né? Mas o enredo, apesar de não ter sido tão fiel a história da banda, como vc mencionou, te envolve e te faz querer mais quando o filme acaba. Eu super recomendo! ♥

Deixe seu comentário!