Para onde foi o romance?

postado em  •  18 comentários

Ontem estava virando musa do verão (NOT) na praia e enquanto relaxava pegando um bronze percebi que quatro rapazes – na casa dos vinte poucos anos – haviam chegado e sentado perto de mim. Perto o suficiente para que eu escutasse tudo o que eles diziam. Não me levem a mal, mas sou curiosa mesmo e dificilmente resisto a tentação de ouvir a conversa de outras pessoas. Deve ser coisa de jornalista, sempre ligada 24h por dia no que acontece ao meu redor. Enfim, o papo dos meninos era sobre bundas. Não só bundas, mas também peitos e piriquitas (que eles enchiam a boca na hora de chamá-las de “bu….”). De repente conclui que finalmente, sem querer, havia adentrado no estranho mundo masculino e estava presenciando ao vivo um “papo de homem” sobre mulheres. Fiquei sabendo justo aquilo que sempre quis saber durante toda a minha adolescência: afinal, o que os homens falaram, com sinceridade, quando estão sozinhos, sobre as mulheres?

Agora te conto: Para aqueles quatros rapazes nada mais somos do que um corpo. Ok. Confesso que estou generalizando, nem todo homem é assim, mas a triste verdade é que ao conversar com alguns amigos depois do choque da praia, percebi que quando estão sozinhos esse tipo de papo é normal. Então, não digo que seja uma regra, mas sim uma constante.

Toda essa história me levou a um outro questionamento: e o romance, onde foi parar? O namorado sempre diz que as brasileiras são romí¢nticas demais e que os ingleses são bem mais frios e práticos. Sendo algo cultural ou não a verdade é que no fundo toda mulher quando investe em um relacionamento espera viver um romance e não só um relação amorosa prática, simples e previsí­vel. Sempre digo para o bofe: “surpreenda-me”. Mas será que dá para esperar supresas se a ala masculina na maioria das vezes está mais preocupada em saber se você vai ou não abrir as pernocas?

E ai gatas, depois de muito pensar só consegui chegar a duas soluçíµes (e aceito outras, ok?): ou a mulherada, assim como eles, começa a praticar sexo como esporte ou diminui as espectativas e aceita que homem é um bicho na maioria das vezes muito menos sensí­vel e muito mais prático. Escolhi a segunda opção.

Isso porque quando elevamos nossas expectativas a queda é sempre maior e se tratando de relacionamentos interpessoais (não só de homens e mulheres, mas amigos, parentes…) é sempre melhor manter os pés nos chãos. E quando, lá na praia, deixei a raiva de lado e finquei os pés na areia escutei uma frase que descrevia algo além de coxas e peitos, os rapazes estavam falando sobre ex-relacionamentos onde foram super apaixonados por suas namoradas e foram pisados, usados e traí­dos por elas. Um até comentou que até hoje não se recuperou.

í‰ meninas, homem pode ser um bicho galinha, mas tem muita mulher por aí­ que não fica atrás. Peguntem para os seus amigos e perceberão que a maioria já sofreu na mão de mulheres a mesma coisa que sofremos na mão dos homens. No final das contas quem sai mesmo perdendo no meio de toda essa história é o romance.

Eu como boa romí¢ntica me desespero: o que será da humanidade sem as flores, bombons, serenatas, pedidos de casamente incrí­veis, votos de amor eternos e o famoso “felizes para sempre”? Se já está difí­cil ter paz e esperança quando ainda há amor, cumplicidade e esperanças, imagina o que acontecerá quando o romance for extinto! O que será de Shakespeare, Austen, das escritoras de chick-lit, dos poetas?

Imagino um mundo triste, cinza, sem graça. Sem coração acelerados, sem noite mal dormidas de ansiedade, sem espectativas…

Como dizia Lulu Santos “talvez eu seja o último romí¢ntico dos litorais desse Oceano Atlí¢ntico..” e talvez tudo isso seja uma grande besteira. Talvez o romance nem seja tão importante assim a ponto de ganhar um post. A única certeza é que ontem fiquei triste porque vi o meu sonho de contos de fada começar a morrer.

18 comentários em “Para onde foi o romance?”

  1. EMERSON às 00:35

    Peraê! Mas vc não disse no outro post que prefere os cafas? E agora tá reclamando?!? Do que?!?

    Vc tem um sério problema de raciocínio lógico…Aliás, qual mulher não tem?!?!?

  2. Luzia Cardoso às 18:07

    Uau! Esse post me levou a uma reflexão um pouco mais além, que me deixou com a seguinte pergunta na cabeça: porquê os homens (pelo ao menos a maioria) nos vêem assim? Sinceramente, jogo a culpa em 'nós' mesmas. Buscamos direitos iguais e nos perdemos no meio do caminho. A mulherada perdeu a sua essência, a fragilidade, a feminilidade, que tanto atraia e valorizava a classe. Mas depois dos 'sutien queimados' em praça pública, o que vemos é a mulher chegar nos homens dizendo que quer ir pra cama com ele sem a menor cerimônia, mulheres que querem fazer sucesso 'pagando peitinho' e mostrando a genitália nas festas e ainda aquelas (como tive amigas pra provar isso) que deixavam de sair com o cara, depois de no primeiro encontro, ele abrir a porta do carro, puxar a cadeira no restaurante e pagar a conta, por achar seus 'modos' muito forçado. Fala sério, as mulheres reclamam que não existe homem romântico ou que as valorize se as mesmas não se portam ou se dão o devido valor. Difícil né?! Bjs e parabéns pela página…

  3. peruicesfashion às 08:11

    Oii, lendo seu post concordo plenamente, os homens hoje não querem mais romance, eles querem saber de sexo sem compromisso, mais ainda tenho esperança que isso mude, ótimo post… beijos!

  4. julia às 12:48

    meninaa concordo em genero, numero e grau com vc… eu ainda espero meu principe encantado, nao sei pq…sei que ele nunca vai chegar!!! otimo post!!!

  5. Iara às 04:47

    Pois é… complicado. Eu também já ouvi muitas conversas de homens juntos, em grupo, bem do jeito que você descreveu mesmo, e tive votade de dar um tapa na cara de cada um.
    O que falta é acreditar mais! Eu já fui totalmente iludida, sabe quando você dá T-O-D-O o seu amor, dedica tudo o que vc tem para uma pessoa mas essa pessoa parece só querer aquelas mulheres que são verdadeiras capas de revista? Pois é… e isso, acabou totalmente com a minha auto-estima, SE É que eu tinha alguma. :~ Mas ainda assim, não foi com um cafa. Ele era super maduro, culto. Mas… muita coisa aconteceu nesse tempo.

    Tem que buscar o equilíbrio dos dois lados. De nada adianta existirem homens super românticos com mulheres que só querem vulgarizar e vice-versa, pq o problema está em ambas partes.

    É um assunto muito extenso e que poderíamos ficar dias aqui escrevendo, mas eu ainda tenho uma pequena esperança… não uma esperança que todos homens mudem para melhor, isso nunca. Mas, tenho esperança, que toda mulher merecida de um bom homem, consiga um. E vice-versa!

    Porque eu sou a favor de frio na barriga, noites sem dormir planejando coisas no pensamento, troca de olhares em silêncio, flores, e, principalmente, aquele sentimento que os olhos/gestos não conseguem demonstrar.
    Beijos

  6. Natalí Freitas às 19:50

    Como resgatar o romance em pleno tempo de decadencia ? Se nos oferecermoos ao romance e ele não é correspondidoo , ai começa uma história de decepção amorosa,

    Hoje a geração não é mais vivida coom o amoor em mente , até as músicas , só falão de sexo e nada mais , como letras Um pente e rala ♪

    Onde está o romance aii ? este é o presente que temos !

    Eu soou a favooor do Romancee *—-*

  7. Ana Carolina às 19:09

    Sabe que eu tbm tive essa constatação, mas continuo sendo romantica, se eu me dei mal e não deisti de ser assim com certeza alguém faz o mesmo.Não sonho com o principe encantado, mas sei que existe alguem que é meu numero, do meu jeitinho

  8. Dane às 18:38

    (PS: até acho que todo homem, quando em grupo com outros homens, se renda ao machismo e fale "merda", mas prefiro acreditar que é da boca pra fora.)

    Eu acredito nisso aqui em cima. ;o

    não é por nada não, mas homens, dentro de um grupo/com mais um homem/etc, são movidos pelo ego. Ego de se mostrar. Ego de ser o "alfa". Ego de encher a boca e falar numa gostosa, e ter aprovações de outros machos. Isso, quem me disse, foi meu ex, e um outro amigo meu com muita "experiência" de vida. (:

    Também não acho válido generalizar, muito menos julgar o primeiro homem que passar na minha frente!

    ALIÁS! Julgar + preconceito + orgulho = OMG! Pride and Prejudice! Linda a img! :D

  9. Priscila G às 11:50

    Super show o post, a verdade é que realmente o romance está sumindo, e culpa não é só dos homens ;))

  10. Erika às 19:24

    Eu concordo com a Fabiana ali em cima. O que é ser romântico hoje em dia? Assim como o sexo e o casamento, o romantismo também sofreu mudanças ao longo dos anos.

    Romantismo (o natural, é claro, não o "encenado") virou um atributo que as pessoas não têm mais orgulho em mostrar. Foi superado pela beleza, pela sensualidade, pela riqueza, pelo status, etc. Mas eu asseguro que o romantismo ainda existe, sim! Sou prova disso! =)

    Só acho que, hoje em dia, a intimidade vem antes do romantismo, e não o contrário. No meu relacionamento foi assim. Sempre fomos apaixonados, mas só agora eu me sinto vivendo um romance. Trocamos longos olhares silenciosos, planejamos coisas especiais um pro outro, conversamos em sussurros, trocamos e-mails ou torpedos "só pra dizer que te amo"…

    Concluindo: Me parece que antigamente a paixão gerava o romantismo, que levava à intimidade. Agora a paixão gera intimidade, e, se essa intimidade for prolongada, permite que o romantismo se manifeste.

    (PS: até acho que todo homem, quando em grupo com outros homens, se renda ao machismo e fale "merda", mas prefiro acreditar que é da boca pra fora.)

  11. Vanessa às 17:15

    Concordo com vc que precisamos mesmo manter os pés no chão! Mas não devemos acreditar que o romance acabou ou que não merece um post a respeito.
    Eu como romântica assumida, que sonha com uma proposta de casamento de fazer rolar rios de lágrimas de alegria, me recuso a pensar que isso é algo impossível! É realmente muito difícil, mas no meio dessa multidão de cafas, certeza que existem alguns que possam fazer a espécie valer a pena! Já sofri todo tipo de desilusão, mas não posso deixar de acreditar no amor romântico!

  12. amanda rt. às 16:08

    Marilyn monroe já dizia que não está faltando HOmem e sim amor. E depois de ler esse seu post eu cheguei a conclusão de que isso é realmente verdade.
    Já presenciei uma dessas conversas sem querer. Quando estava na acdemia dois rapazes aparentando vinte e poucos anos começaram a falar vulgarmente sobre mulheres, que me deixou bem chocada. Uma vez perguntei a um amigo o que os homens acham das mulheres e ele disse que mulheres ssão um "nada" , só dão trabalho e só olham para homens que as dão presentes. O.O achei issoo um absurdo, porque, na evrdade, acredito, que toda mulher, no fundo, quer ser amada mesmo, como no conto de fadas. Eu acrdito que com o tmepo , me parece, que o homem foi perdendo a capacidade de amar verdadeiramente e passou a olhar para outros seres humanos como simples objetos. Mas, tenhamos esperanças, existem muitos homens na terra.

  13. Fabiana Inu às 13:15

    Sempre fui muito mais ligada aos homens do que as mulheres, e na área que trabalho acabo não tendo escolha…
    Acontece que fico o dia todo rodeada por homens e por ser a única lady do grupo, os caras acabam esquecendo os modos e conversam como se eu não estivesse ali.

    No final das contas, todos os dias (e já reparei que são todos mesmo) eles conversam sobre mulheres como se fossem um pedaço de filé exposto no açougue. As vezes estamos tendo uma conversa e um para e diz "olha aquela teteia ali!" e ficam reparando e falando das mulheres em volta, como se não houvesse amanhã.

    Eu realmente perdi as esperanças, até porque as mulheres com que convivi eram da mesma forma. Parece que a única coisa que importa hoje em dia é sentir prazer e nada mais. E não digo só referente ao sexo, mas prazer em todos os sentidos. As pessoas não querem mais fazer o que não gostam, nem se sentir prezas a um relacionamento.

    Mas uma coisa interessante é que estes meus amigos, apesar das conversas, muitos deles tem namoradas e você vê que eles realmente as amam e respeitam. Então, no final das contas, talvez o romantismo ainda exista sim, mas é tão escondido que quase ninguém vê.

    Acho que é "brega e inconveniente" ser romântico para a sociedade. Então as pessoas não saem fazendo loucuras de amor, "todo mundo vai ver".
    Mas também me pergunto, o que é ser romântico hoje em dia?

  14. Alyce às 12:55

    Eu tenho medo de onde essa igualdade toda vai parar.

    Mas sinceramente, existem homens que fazem um puta tipo para os amigos, mas quando vai rolar a coisa séria com a mulherada muda de figura.
    São tão ou mais bobos pro relacionamento que a mulher!

    Eu acho que homens não são sinceros uns com os outros quando estão sozinhos, eles sempre querem competir.
    Eles não se abrem como nos abrimos.

  15. Bárbara às 12:43

    Ai fiquei curiosa para saber o que eles falaram na integra. Hahahhaha
    Sempre quis escutar o que os homens realmente falam sobre as mulheres.

  16. Victoria Siqueira às 12:41

    Lendo seu post e suas observações finais, incluindo as mulheres que "judiam" dos homens, só reforçam uma conversa que eu tive ontem com um amigo. Tava conversando com ele que desde meu ultimo relacionamento, passei a me considerar uma pessoa não bem fria com relação a sentimentos, mas prática. E só aumentou aquela coisa de "gosto de quem gosta de mim, de quem me trata bem". Comigo não tem essa coisa de mulher de malandro, cafajestes e afins: eu gosto é dos meninos bonzinhos, de carater, de família e bem resolvidos. Meninos como esses da praia, que tem essa visão machista de que mulher é peito, bunda e piriquita, por mais bonitos que sejam, não me atraem nem um pouco. O que eu tenho mais medo é ver mulheres bonitas e inteligentes, daquelas que tem tudo para arrumar algum cara bacana, se sujeitando aos caprichos de homens machistas que no fundo só querem o corpo mesmo. E ai vira uma bola de neve e generalizam tudo: os homens acham que as mulheres preferem os cafas e as mulheres por sua vez, acham que tem que aproveitar, com aquele discurso de igualdade. Não sou contra a igualdade, muito pelo contrário, mas vamos acertar um equilibrio né? Nem tanto o céu, nem tanto a terra.

  17. Marina às 12:37

    Parabens pelo texto, acho q a verdade é bem oq o texto fala: assim como há homens q tratam mulher como objeto, há muitas mulheres tratando homem igualzinho. Fico realmente trsite com isso. Pois quem naum gosta de ganhar uma rosa? um elogio não é?!

  18. Thamy Sande às 12:17

    Oun, o romance, realmente, está decadente. Já presenciei coisas desse tipo (ouvir conversas de garotos), fiquei triste por chegar a conclusão, que a maioriadeles agem dessa forma pq as mulheres (sem generalizar) os permitem fazer isso através de suas atitudes que derespeitam o Mulheriuu. Beijos

Deixe seu comentário!