Barbie como você nunca viu por Mariel Clayton

postado em  •  28 comentários

Ao contrário da maioria das meninas da minha geração, a Barbie nunca foi uma grande paixão na minha vida. Na real, gostava mesmo era dos acessórios tipo carro, casa, banheira e claro, das roupinhas de Barbie que eu tinha várias delas. Acho que durante minha vida inteira tive duas ou três Barbies (inclusive a que falava e foi meu trauma de infí¢ncia porque minha vó mandou pra doação sem querer) e um Ken. Sempre preferi ganhar pelúcias e roupas a bonecas.

Já a fotógrafa Mariel Clayton sempre teve um ódio mortal pela boneca, e expressa seu desprezo em um projeto inspirado num conceito “serial killer”, definido por ela como “o sorriso vazio pintado de batom e os olhos sem alma escondem o coração negro de uma verdadeira sociopata, assim como na vida real.”

Mariel também criou uma série de fotos batizada como “Rooms”, que coloca a boneca e seus amigos em cenas cotidianas, dessas que podem estar acontecendo em um apartamento ao lado do seu. Uma visão mais real e próxima da nossa realidade do que o mundo intocável da Barbie tradicional e sua versão “serial killer” produzida por Mariel.


Segundo a própria Mariel, a idéia não é transmitir nenhuma mensagem a partir dessas fotografias, mas apenas se divertir e compartilhar isso com outras pessoas.

Transmitindo alguma mensagem mesmo que subliminar ou não, mostram uma Barbie muito diferente do que estamos acostumados a ver -e bem longe do que nossa imaginação sempre permitiu que nós imaginássemos. Eu pelo menos, sempre tive as brincadeiras mais fúteis possí­veis envolvendo minhas Barbies, como chá com as amigas e passeios no shopping. Confesso que gostei mais da série rooms, que mostra a Barbie também sofre por amor, lava e usa banheiro como qualquer pessoa, do que a versão assassina.

E você achou engraçado ou de extremo mal gosto? Opine aí­ nos comentários!

Para ver outras situaçíµes ilustradas por Mariel, acesse o Flickr da fotógrafa.

(via Gaby do Cadê o Controle)

28 comentários em “Barbie como você nunca viu por Mariel Clayton”

  1. Pessoa às 13:24

    Ela tem mensagens sublimagens subliminares, eu já havia percebido. Minha irmã ficava vidrada olhando pra essa boneca magricela feia que nem presta

  2. Priscila às 21:06

    E a Barbie do inferno ela e bonita para levar nos para o inferno e isso e uma boa informação boa para nos e outras pessoas

  3. jéssica às 23:33

    eu sinseramente eu odiei! a barbie é linda meiga e simpatica ha e o ken tambem ele nunca iria namorar com a barbie e sei um viado. eu odieiiiii

  4. flavianne samara às 22:31

    nada a vez não a cheia nenhuma graça

  5. izabella às 14:42

    eu acho ela adoravel

  6. @juliana0cat às 05:17

    Adorei também, realmente a Barbie real. O mundo não é só feito de compras, namorados bonitões e salões de beleza todo dia, claro q para algumas mulheres é assim mesmo, mas para a maioria não. Mulher bebe, faz festa, tem seus momentos de solteirona com as amigas e chora porque o "ficante" não ligou mais

  7. elfinha1 às 22:00

    Adorei…
    Eu sou fã da boneca e tenho coleção, claro que ainda é pequena, mas um dia… Hahahahaha
    E invejei essa fotografa, pois para quem odeia a boneca, ela tem muitas coisas legais… =D
    Beijos

  8. sirlei às 19:04

    As cenas do dia dia ficaram lindas, mas nda a ver as de serial killer. Pegou pesado!!

  9. Mari M. às 18:56

    Achei divertido e legal!

  10. Lec às 21:23

    Gosto muito dos dois projetos, o Rooms pela humanizada que dá na Barbie, mas os detalhes das fotos serial killers são ótimos e tão bem pensados… adorei os dois.

  11. Re_ifeminina às 06:13

    ja tinha visto a barbie assassina, mas as do cotidiano ficaram bem legais! Mas acho q ela dizer que não gosta de barbie é exagero né? Afinal, ela ta gastando tempo e dinheiro até hoje com barbie, coisa que até nós (eu amava a barbie!) que brincamos qo crianças ja deixamos essa "paixão" pra trás! Tem uma designer que transformou pedaços de barbie em bijus, ja viu? Isso sim é meio macabro, parece jogos mortais! rs http://www.intuicaofeminina.net/2011/04/barbies-v

    Beijos

    1. Leticia às 15:53

      Se ela odeia a Barbie, e dai? E a opinião DELA, e você não pode criticar isso. Eu acho que ela fez essas obras pra retratar que NINGUÉM e santo, que todo mundo tem seu lado sombrio. Ela se revoltou com a Barbie porque ela mostra uma imagem de "perfeitinha", o que ninguém e, e suas obras retratam como a Barbie realmente, assim mostrando que a Barbie e uma "farsa", digamos assim.

  12. Kelly às 21:09

    Achei bem interessante e divertido!

  13. Thatiana às 16:36

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    gennnnnnnnnteeeeeeeeeeeeeeeee

    adorei!

    muito legal!

    beijão!
    http://elasopensaemaquiagem.blogspot.com/

  14. Lalaylah às 15:11

    Oi, Victoria, Tudo bem?

    Nossa, eu amei a forma como a fotógrafa se expressou, ao mostrar a Barbie de uma forma totalmente fora do convencional, é engraçado e ao mesmo tempo uma forma de expõe, uma vida real e que ninguém é perfeito, mesmo que seja a Barbie! Rsrsrsr

    =D

    Beijos,
    Laylah Almeida
    http://www.lalaylah.com
    @Lalaylah

  15. Gaby Wolks às 14:07

    O mais engraçado é que na bio Mariel se mostra meio sádica, mesmo dizendo que é uma pessoa normal. O que acho mais legal é que mesmo com cenas bizarras, a Barbie agrega beleza ao resultado.

  16. Luly às 22:51

    Eu gosto do trabalho dela com as fotos do dia a dia.
    As de serial killer acho meio tosco, porque ela fala que é um modo de mostrar o lado negro da barbie, que odeia a boneca, mas compra horrores pra fazer as montagens. As do dia-a-dia adicionam muito mais beleza aos olhos e valor à arte da fotografia
    (exagerei, mas era isso…)

  17. Bárbara às 21:02

    A sessão assassina é realmente muito radical, mas a sessão realmente ficou super criativa..

  18. hilo_blog às 18:49

    Sinceramente, morri de rir! hahaha
    Bjs
    Narda

  19. Luiz Inácio às 17:35

    Não achei graça nenhuma, acho que a fotógrafa retratou o mundo dela, gay e sombrio, eu diria que isso é um diário e não uma obra de arte nem uma brincadeira de boneca e foto.
    Os detalhes das maquetes mostram muito entendimento do assunto.

  20. KARLLA às 14:08

    GOTEI SIM… MAIS PARA AS CRIANÇAS NAUM IA DAR CERTO,É MAIS PARA GENTE CRAZY COMO EU….. EU QUERO!!

  21. Jéssy às 12:04

    p.s.: Sobre o que disse a Fabiana: não é por conta dessas coisas que as crianças são o que são hoje, não… Sou formada em Pedagogia e posso te garantir que o problema são os pais e amigos, não um brinquedo……………… Abssssss.

  22. Jéssy às 12:02

    AMEEEEEEEEEEEEEEEI!!!!!!!!!! Demorou pra aparecer alguém incrível como Mariel! As pessoas vivem muito na fantasia, tá louco… A Barbie não é tudo isso que pensam, não. ADOREI, ADOREI, ADOREI essas fotos! (L)

  23. @ifcardoso às 11:35

    Se essas barbies existissem na minha época eu ia ADORAR uhahuahauhua sempre ODIEI Barbies!!!

  24. Fabiana às 11:11

    Que ridículo! Essa fotografa sim tem o "coração negro". Não teve infancia! Sorte de "nós" que brincamos e somos felizes por termos aproveitado muito bem a infancia brincando de Barbie! É por essas e outras que as crianças tem cada vez mais problemas hj em dia, no nosso tempo apenas brincávamos! Que tempo dessa mulher em recriar ambientes tão sombrios!

  25. Mariana Abramo às 10:56

    não gostei não… a barbie é linda, doce, meiga, romântica… nada a ver… prefiro ela na mansão da barbie e escorregando no tobo-água pra cair na piscina hahahaha

    bjos

    1. jenisa às 12:01

      acho nao ,tenho certesa que a babie é linda e comportada. isso foi um abisordo
      posso ter 11 anos ,mais isso ja passou dos limites

  26. Francieli às 10:51

    adorei, Barbie real…rsrs