Agradecimentos

postado em  •  2 comentários

Esse post é simples, mas cheio de sinceridade e amor. Não tenho palavras para agradecer todo o carinho e força que vocês vem me dando desde a partida da minha pequena. Como eu disse naquele update, era para ser um desabafo misturado a última homenagem a minha companheira de tantos anos e no fim, percebi que muitos de vocês se emocionaram com nossa história de companheirismo e até mesmo se identificaram de alguma maneira. Confesso que fiquei surpresa e ao mesmo tempo muito emocionada com todos os comentários, mensagens no Twitter e Face, e-mails e afins. Tenham certeza que cada palavra dita por vocês me ajudou muito, principalmente em saber que a Jully era tão amada e querida mesmo por aqueles que não a conheciam, mas sabiam da importí¢ncia dela na minha vida :,). Aos poucos estou respondendo cada mensagem, porque acho que é o mí­nimo que eu posso fazer para retribuir tanto carinho e tanta força que vocês me deram nesses últimos dias.

Pouco a pouco a dor está passando, mas tenho cada vez mais certeza que esse desfecho foi o melhor para ela e conseqí¼entemente para mim. í‰ dolorido vê-la partindo, mas era ainda mais dolorido vê-la sofrendo dia após dia, semana após semana com uma dificuldade diferente. í‰ naquelas: se eu pudesse escolher, ela seria imortal e nunca ficaria doente, assim como todos aqueles que eu amo como meus pais, minha famí­lia no geral, meus amigos. Esse seria o melhor para mim. Mas como eu disse no post, ver alguém que nós amamos sofrendo, seja um bicho ou seja uma pessoa, só porque os queremos ali vivos ao nosso lado é muito egoí­smo. Por isso, deixá-los partirem quando eles cumprem sua missão aqui na Terra é o melhor que nós temos a fazer, a maior prova de amor que nós podemos dar. Quando a Jully partiu em meus braços na terça, poderia ter me desesperado, mas pedi para que fosse feita a vontade Dele, que nem sempre é a mesma que a nossa. E assim foi. Ela partiu serena, sem sofrimento, sem eu ter que optar por uma eutanásia ou assisti-la sofrendo ainda mais dali alguns dias. Estou tranqí¼ila, segura e acreditando que ela está descansando e olhando por mim em algum lugar, melhor do que a maneira que eu temia ficar com sua partida. Claro que ainda doi, mas aceitar que foi o melhor já é um primeiro passo para que o sentimento triste dê lugar a outro ainda mais bonito como a saudade.

A vida continua. Pretendo adotar mais um peludinho (ou quem sabe, dois!) mas vou esperar passar um pouco dessa dor. Ao contrário da maioria das pessoas que passam por uma situação dessas, ficar sem ter um animal está fora de cogitação, mas vou dar tempo ao tempo, deixar as coisas acontecerem e esperar a dorzinha que eu ainda sinto se transforme em saudades. Depois estarei preparada para amar outro bichinho da maneira que ele é, e não para preencher um vazio deixado por ela, até porque acredito que assim como uma pessoa não substitui a outra, um animal não substitui o outro. Acredito que cada um, sejam pessoas ou animais, é único e importante de alguma maneira e passí­vel de ser admirado e amado, com suas caracterí­sticas e peculiaridades. E só tempo cura tudo e nos prepara para a próxima fase.

A partir de amanhã o blog volta ao ritmo normal de atualizaçíµes, inclusive com Mixtape nova e resultado do sorteio da Pure Zone (na terça!), que eu adiei por motivos óbvios. E se tudo der certo, essa semana ainda ou no máximo a próxima tem layout novo que a linda da Emi está finalizando (já posso falar que tá lindo?) e outro sorteio incrí­vel com mimos da Fricotes.

Obrigada a todos pela força e pelo carinho <3

2 comentários em “Agradecimentos”

  1. Bebe às 04:28

    Oi querida! Lia agora seus últimos posts e olha, me solidarizo muito com vc. Lamento muito, mas a pouco e pouco vc vai ver que toda a dor passará e que ficarão só as boas lembranças!Beijos

  2. estela às 14:49

    Força!! EH dificil mas com o tempo, como vc mesma disse…essa dor vai se transformar em saudades e vc vai conseguir lembrar dela com sorriso no rosto :)

Deixe seu comentário!