Blog Day e um post como nos velhos tempos

postado em  •  25 comentários

Ontem, dia 31/08, foi celebrado o Blog Day, uma data criada em 2005 pelo blogueiro israelense Nir Ofir para incentivar seus leitores a não só conhecerem, mas também indicarem outros blogs neste dia -3108, que se você observar bem, lembra um pouco a palavra “blog”). A idéia surgiu depois que Ofir percebeu que a maior parte dos leitores acabam lendo sempre os mesmos blog o que, diga-se de passagem é uma das grandes verdades da blogosfera.

Conversando ontem no Twitter com o Phellipe, surgiu o desejo de brincar de Blog Day, coisa que eu não fazia há pelo menos uns 3 anos porque simplesmente eu esquecia. Mas porque eu decidi brincar esse ano? Por um simples motivo: momento nostalgia da old school blogosfera.

Coincidência ou não, tenho estudado muito sobre os blogs e a evolução da blogosfera nos últimos dias por conta da minha monografia do semestre na pós graduação, que será justamente sobre o quanto os blogs mudaram ao longo dos anos e tentar entender um pouco sobre esse boom que aconteceu principalmente nos últimos 2 anos. O mais engraçado de tudo isso é que buscando referências para embasar meu estudo, me sinto viajando no tempo e relembrando tudo o que eu vivi nesses quase 10 anos blogando, sendo 5 deles neste domí­nio. Acho que só quem viveu todas essas épocas de uma forma intensa, tanto como blogueiro ou como leitor, vai entender o que eu to falando. Da época que os blogs eram atualizados com gifs piscantes e frases motivacionais “sua inveja faz a minha fama” com brilhos (como já diria Katylene, quem nooooooooonca?) , os layouts gratuitos e o fórum do By Marina, as trocas quase que semanais de layouts, o saudoso Barraco Virtual da Lari Ventorim (e você ai achando que o Tipo de Blogueira era ~inovador~), os awards organizados por domí­nios, layouts feitos em blender, o Deletéria e mais recentemente os blogs abordando temas mais especí­ficos. Claro que nem todo mundo aderiu a todas as fases, mas é curioso olhar e ver como a blogosfera funciona quase como a nossa vida, cheia de épocas, fases e tendências que desaparecem, voltam ou simplesmente mudam. E eu falo principalmente por mim, que passei por todas essas fases e hoje estou em uma outra que anda lado a lado com meu modo de vida atual: sem roteiros, sem regras, prezando apenas pela liberdade e pelo lado “fun” de tudo aquilo que eu gosto e acredito. E é assim que eu pretendo ficar daqui pra frente, porque é justamente “o do meu jeito” que me faz feliz.

De fato, devo muito do que eu sou hoje ao blog e minha convivência na blogosfera: os amigos que eu fiz, as oportunidades que eu tive e principalmente, em descobrir minha real vocação profissional. Foi blogando que eu descobri que eu gostava de escrever e me comunicar com as pessoas, e mais tarde, participando de açíµes, que eu descobri minha vocação para a área de publicidade ”“e daí­ o resto da história vocês já conhecem. Talvez se eu nunca tivesse blogado, estaria em um escritório trabalhando na área de administração de algum hotel infeliz. E não pense que eu sou a única: conheço muita gente que descobriu, blogando, o que queria ser quando crescer. Ou ainda quem percebeu, fazendo layout, que gostava tanto da coisa que acabou virando designer.

Nos últimos meses tenho blogado muito menos do que eu gostaria pela mais pura falta de tempo. Além estar trabalhando bastante (tks God né gente? Trabalhar e ter dim dim no bolso é sempre bom) estou fazendo pós-graduação, então preciso conciliar meu tempo que anda bastante corrido com tudo isso, meu tempo de lazer (que ultimamente virou lenda) e também praticando a arte que eu mais entendo: a de fazer absolutamente nada, ou seja, dormir. Por outro lado, tenho aproveitado os momentos de folga no trabalho para ler alguns blogs fora do circuito moda-beleza, porque confesso que o fato de trabalhar com este segmento me deixou um pouco de saco cheio desse tipo de leitura nos meus momentos off-work.

Por isso, resolvi fazer um Blog Day “de raiz”, seguindo o principal objetivo do tio Nir Ofir: estimular a leitura de blogs fora do circuito que muitos de vocês estão acostumados a ler no Reader. Gente que compartilha vários assuntos de uma maneira única, divertida e principalmente, cheia de paixão <3

Engraçado, divertido e deliciosamente incrí­vel. Essa é algum dos adjetivos que eu associo quando penso no Maçãs Verdes, blog daquela lindja da Mandy Arruda. Sabe aquelas situaçíµes que nós passamos todos os dias mas nunca sabemos como nos expressar? Aquela sensaão meio que indescrití­vel? A Mandy é craque em traduzir esses nossos sentimentos em posts deliciosos. O post sobre o constrangimento de comprar lingeries mais sexies é um bom exemplo disso.

E a Mandy abriu um novo blog, o “E agora, Donna Reed?”, com o dia-a-dia de uma menina prestes a subir ao altar e o desespero de se tornar, dentro outras mil funçíµes, “do lar”. O blog é novinho em folha, mas tem muitas dicas, principalmente sobre organização. Vale também a indicação e a leitura!

O Spicy Vanilla Cinthia do Make Up Atelier e confesso que se eu já amava o de maquiagem, passei a amar ainda mais esse. O foco aqui são as experiências da Cih em viagens e também em restaurantes em São Paulo e em outras partes do mundo, inclusive sobre o casamento dela em Las Vegas. Inspiração define.

E foi graças a Cih e ao Spicy Vanilla que eu conheci a Clau da Che Peccato, que além de ser minha “cupcakera” oficial, virou uma das pessoas mais queridas da minha vida.


Outra pessoa craque em conseguir transformar situaçíµes cotidianas em posts deliciosos é a Rê do Mulher Vitrola. Tudo que ela vive e vê por aí­, tornam-se dignos de um post daqueles que a gente adora. O que eu mais gosto no blog dela é que o blog não tem um tema central definido mas você lê e acha que tudo tem a cara da autora ou da forma com que ela vive.

Talvez o nome da Emi não soe estranho para quem acompanha o blog ou ficou encantado pelo layout novo. A Emi (a responsável por esse layout lindsay <3) é além de webdesigner talentosí­ssima, blogueira de mão cheia. Para quem gosta de fotografia, arte, webdesign e referências, o blog dela é uma ótima opção. Isso sem falar que a Emi é linda e cheia de estilo, e faz uma sequência de “looks” inspiradores.

Conheci o Felipe Luno de uma forma bem curiosa. Quase 4 anos sendo assinante da Gloss (é, comecei a assinar na primeira edição!) e eram raras as ocasiíµes que eu lia aquelas crí´nicas das últimas páginas. Um dia resolvi pegar para ler e fiquei encantada com o texto. Acabei citando ele em um post aqui do blog, descobri que tinhamos alguns amigos em comum e nós acabamos nos conhecendo. Em uma das nossas conversas, ele me apresentou o Kiss & Yell, um blog-seriado aonde os posts são capí­tulos e assim como nas séries, divididos em temporadas. O mais bacana desse formato é que você acaba o post já ansioso pelo próximo capí­tulo da história. O negócio é tão mas tão bacana que ele anunciou hoje, no dia do blog, que o K&Y virou livro. Muito orgulho!

Ainda da série “de tudo um pouco” com a cara da dona, outro blog fofo e amado é da Babee. Referências de design, achados da interwebs, nerdices, música e um pouco de comentários sobre a vida. Tudo com a cara dela e o jeitinho Babee de ser <3

A Jackie já é conhecida de vocês, mas eu queria explicar o porque eu me apaixonei pelos textos dela. Assim como a Mandy, a Jackie consegue traduzir exatamente o que eu penso sobre alguns assuntos, principalmente sobre comportamento e relacionamentos. Isso sem falar que ela consegue falar sobre relacionamentos e assuntos até mesmo mais delicados como ninguém. Sou fã!

A Camies é a caçula dentre os amigos a ingressar na blogosfera, mas já tem uma história digna de ser contada no blog: ela emagreceu horrores e agora compartilha toda a experiência para quem quiser acompanhar o processo e conferir dicas de como emagrecer com saúde e sem remédios. Leitura diária e inspiradora <3

Conheci o blog da Ba Moretti por um post da Emi, depois coincidentemente ela começou a comentar aqui no blog e eu lá. Se você é do tipo que adora ver fotografia de situaçíµes do dia-a-dia muito bem tirada e inspiradoras corre lá.

Esses são alguns exemplos de que existe muita coisa bacana além dos blogs que nós estamos acostumados a ler todos os dias. E uma prova de que sim, ainda é possí­vel encontrar conteúdo diferenciado e único na blogosfera.

E por último e não menos importante: faça por amor e principalmente, o que vai te fazer realmente feliz. Não importa se você fale sobre a criação de pulgas para o circo, moda, beleza, esmaltes, humor, diversão, achados, música, cultura pop ou sobre a vida no Uzbequistão. O que importa é o que te faz se sentir a vontade dentro do seu ambiente afinal de contas, o blog é SEU e precisa ter a SUA cara. Ligue o foda-se para a audiência, para os assuntos que “bombam”, se as pessoas criticam o tema que você escolheu para postar ou ainda o que as pessoas esperam que você escreva -e sim, digo isso por experiência própria, cortando a própria carne.

E acredite: é o melhor conselho que eu posso dar para você :)

25 comentários em “Blog Day e um post como nos velhos tempos”

  1. camis às 20:12

    Sabe é engraçado Vic, em meados de 2001 eu tive um blog desses gifs piscantes e abandonei porque um engraçadinho comentou lá (na época nem existia aprovação de comentários) meu namorado que hoje é meu marido viu, e foi maior pau… hauhauua

    tentei começar alguns novos, mas nunca tinha uma idéia boa. E só voltei a blogar no começo de 2009 depois de perder meu pai.

    E eu acho que é realmente isso que você disse, você tem que escrever e colocar lá no seu blog aquilo que você gosta, ir melhorando e evoluindo no texto, no conteúdo, mas fazer por TUDO por amor. Não pela grana, não pelo jabá… por que isso é difícil e agora as empresas meio que descobriram como fazer a parte delas dentro das redes sociais.

    Em relação ao meu blog, eu adoro ler um post e ver que coloquei o melhor de mim nele, independente se o post que dá mais ibope é realmente o de swatches do batom da mac (e de esse ser um post que eu também curta fazer) ou os de esmaltes…

    Não vou negar que eu fiquei por uns tempos bem desesperada por querer views e comments, etc, etc…
    mas no final cheguei a conclusão de que não vale a pena, isso só faz você ficar estressada e triste…

    Por que antigamente as pessoas se ajudavam, se linkavam como você está fazendo agora, se citavam ("vi no borboletando e me inpirei a escrever aqui") hoje alguns blogs são pior que a globo neste quesito.

    Não sei se estou fazendo certo, mas estou fazendo do jeito que quero, do jeito que gosto, quem gostar também me acompanha e se deixar um comentário eu ficarei muito feliz…

    1. Victoria Siqueira às 07:41

      Camis!

      Acho que todo mundo passou pela fase de entrar em crise pela quantidade de views/acesso. Aliás, acho bem natural. A gente quer ver resultado dos nossos esforços. Mas acho que ao mesmo tempo, chega uma hora que isso é o que menos importa e outras coisas começam a ganhar mais proporção, como fazer o que a gente gosta e se sente a vontade. Digo isso por experiência própria: só voltei a ser feliz blogando quando resolvi fazer as coisas do meu jeito e da maneira que me agradava. Agora quero voltar a ser mais frequente no blog, vms ver se a partir dessa semana eu pego o embalo rs

      =*

  2. niquesb às 09:58

    Bateu saudades, recebia tantos awards rsrs agora não tem mais isso! Uma pena!

  3. Helena Merlo às 11:34

    Gostei desse post! Seria incrivel um filme sobre a historia da blog … Não sei se já existe, com o tempo que tenho de blog-diario, porque meu blog não é bem um blog mesmo. Com esse tempo, venho percebendo cada vez mais impessoalidade nos blogs, a internet já é super impessoal … e preciso garimpar pra achar uns blogs bons!

  4. Angélica às 08:39

    Vic, passei por algumas fases de blogueira como layouts free, gifs piscantes, blinkies com nominhos, etc, etc… E, vendo hoje, sinto saudade… Por mais que doesse as vistas todas aquelas cores! Rsrsrs…
    Falando em ser blogueira, não se esqueça da sua trajetória no blog da Close Up, que eu tanto amei <3
    Das suas indicações, sem dúvida, as que eu vou levar para frente é a Mulher Vitrola e a Iemai. A Rê já é parceira no quesito maternidade, e a Emi é uma webdesign de mão cheia (leia-se design-lindo-do-borboletando)!

  5. Ariane às 16:05

    Muito obrigada pelas dicas, flor….defitnivamente o "Pensando Magro" vai virar aquele blog pra eu visitar a todo minuto….tô no mesmo barco da Camilla…e o blog dela vai me ajudar MTO!
    Bjão.

  6. Lusinha às 21:48

    Sinto muita falta do meu. Mas tô como você, incentivando também quem tem vontade.
    A gente compartilha tanta experiência e vê o mundo através dos olhos das outras pessoas, encontra gente como a gente… Ai que saudade do meu de novo que deu agora! :p
    Conheço alguns dos blogs que você citou, mas abri todos os outros aqui que não conheço para conhecer suas indicações… Como nos velhos tempos.
    E eu que descobri hoje a animação que tem no seu lay? kkkkk Achei muito legal, fiquei uns minutos passando o mouse pra lá e pra cá…
    Bjitos!

  7. Lec às 17:16

    Vicky… a coisa entre os blogs anda bem feia, na minha opinião… que quando a gente vê uma lista dessas, tem que abraçar, adicionar no reader e ler com carinho… pq não tem mais espaço para ctrl c ctrl v de release… ninguém tem tempo sobrando pra ler 20x o mesmo assunto. Feliz BlogDay!

    1. Victoria Siqueira às 10:22

      Falou e disse.

      O resto da história você já sabe, inclusive com a minha mono :~ ahahhaha

      =*

  8. Bárbara às 16:32

    Eu amei o post, você destacou super relevantes da blogsfera e que eu participei quase que ativamente, mesmo no anonimato e assim como nós, muita gente também passou por isso pra chegar ao que somos hoje, BLOGUEIRAS de vdd, né <3 E é lindo ver como a influência dos blogs cresceu de tal forma que muita gente consegue trabalhar por meio dele, e não falo de blogs marketeiros, falo de gente que conseguiu job escrevendo bem ou acabou descobrindo um talento oculto :D

    Adorei as indicações, alguns blogs eu já conhecia mas não frequento tanto, outros acabei conhecendo agora e adorei :D Aliás, fico super feliz pela indicação e não só por ela, por tudo o que veio com ela, nos acertamos e a amizade voltou e isso é lindo <3

    PAS E LUS VLW FLW

    1. Victoria Siqueira às 10:20

      Mas é uma bestinha mesmo né gente? Me fez chorar lendo o comentário :,)

      Vc sabe do que eu penso e acompanha meus surtos sobre isso no msn melhor do que ninguém hauahaua. Então vou pular essa parte e dizer o que realmente interessa: melhor coisa dos últimos tempos foi a gente ter voltado a se falar e vc fazer parte de novo da minha vida. Obrigada por fazer minha net mais feliz <3 nhom!

      =***

  9. JackelineAguiar às 11:24

    Falei no Twitter, mas venho aqui dizer que amei o post, lindo e até eu que ainda não fazia parte da turma naqueles tempo hehehe fiquei com saudades! Lindo, lindo, lindo!
    E nem preciso dizer da felicidade de estar lista. Tirei print, vou contar pra minha mãe! hahahahahhaha
    ~é sério~

    1. Victoria Siqueira às 11:58

      Sempre lia seu blog e pensava: a Jackie poderia ser minha amiga, ela me entenderia. Algum tempo depois advinha?

      <3 te adoro SUA LINDA!

  10. Angélica às 10:05

    Meninaaaa! Comecei a ler seu post ontem, fiquei vidrada mas o sono me pegou de jeito e tive que continuar a leitura hoje… rsss

    Adorei relembrar várias fases bacanas da blogosfera. Engraçado como as coisas mudam não é? E como esse meio realmente me influenciou na escolha da minha profissão. Também acho que se eu não tivesse resolvido ter um blog hoje eu seria qualquer outra coisa que não fosse desenvolvedora de interfaces. *ai que triste*
    Adorei cada indicação sua pro #blogDay, já estou me coçando aqui pra visitar todos aqueles que ainda não conhecia, mas como estou do iPhone melhor esperar pra conferir pelo pc depois com calma né?

    Parabéns pelo post viu? De todos que eu li sobre o blogday esse ano, é o mais completo e com um sugnificado perfeito o assunto! :)

    Beijokas!!!!

    1. Victoria Siqueira às 10:17

      Angeeeel! Fiquei tão feliz em saber que vc e mais um monte de gente bacana se identificou com o post *-* Fiquei com medo das pessoas me tacarem pedras e me chamarem de alejada hipocrita (momento Paola Bracho HAHAHAHAHA).

      Mas falando sério. Acho que só a gente que acompanhou de perto todas essas fases entende como as coisas foram e são. Eu ainda tô dos 2 lados da moeda, e é engraçado analisar isso como um telespectador de fora das situações… juro que eu tento analisar de uma maneira mais neutra, mas não consigo.

      O mais legal da nossa leva é pq a gente cresceu todo mundo junto, descobrimos as coisas juntos (tipo a transição de todo mundo pro WordPress, que ainda era novidade e todo mundo só sabia fazer um layout padrão, lembra? hahaha) e o quanto tudo isso influenciou a maneira que nós somos hoje na nossa vida pessoal :D

      =*** sua linda

  11. Michelli às 09:37

    ADOREIIII!! falou pouco, falou bonito e falou bem e não falou mal de ninguém! hahahah
    Eu levo isso tudo que você falou pro Chocottone, e isso que me faz estar sempre por lá… vontade de escrever. E foi o blog que me ajudou a descobrir que eu queria ser designer ˆˆ

    AMAY!

    1. Victoria Siqueira às 09:56

      Mi, a intenção nem é alfinetar nem "falar mal" de ninguém, mas só incentivar todo mundo a fazer o que bem entende e falar aquilo que mais sente vontade, sem ficar se preocupando com o que os outros vão achar ou se vai render alguma coisa. O que eu vejo é um misto de coisas hj: a galera n é mais unida, tem os que criticam quem escreve sobre moda e beleza, muita rixinha enfim… Eu leio tudo que é tipo de blog, tenho vários amigos que blogam em todos os estilos mas gosto principalmente dos que vc lê e vê que a pessoa escreve por amor, não importa o tema :D

  12. Amanda às 09:29

    Preciso falar do tamanho da minha felicidade por estar na sua listinha Рe, digo mais, NO TOPO DA SUA LISTINHA? Ṇo vou dormir hoje, ̩ tudo! HAHA
    Fico realmente muito feliz de você gostar tanto assim do MV, Vi! Você sabe que eu tô sempre aqui no Borboletando e, MAIS DO QUE ISSO, você tá sempre aqui no coração. <3

    Te adoro, amorinha!

    1. Victoria Siqueira às 10:13

      Mandy, vc é minha IDÓLA e musa! HAHAHAH

      Mas sério, é claro que o MV entraria na lista né? Eu adoro o jeito que vc escreve e aborda as coisas. O lance do corset foi bem por aí mesmo e vou além. Semana passada fui comprar lingeries na Marisa Lingerie e vi um homem comprando calcinhas mega sexies. Fico imaginando que pra ele deve ser tão constrangedor quanto pra gente, e o pensamento que deve passar pela cabeça dele: "será que vão achar que é pra minha namorada? será que vão achar que é pra mim mesmo?". O assunto ainda é tabú, e você mostrou de um jeito engraçado e que fez todo mundo se identificar de alguma maneira.

      E claro. Tô amando o blog novo, mesmo. Principalmente pra ajudar azamiga desorganizadas (eu!) a se organizarem melhor hahahah

      =* te adoro mto mto mto mto mto sua linda

  13. Vivi às 08:18

    Normalmente não sou uma pessoa nostálgica, mas confesso que sinto saudade (de verdade) desses tempos tão inocentes e espontâneos. Lembra? ai, ai… Beijo, querida. Saudade de você também.

    1. Victoria Siqueira às 10:10

      Vi, você sabe como eu me sinto porque tivemos essa conversa várias vezes, principalmente sobre o lance da profissionalização do meio, da valorização e também desse boom. A cada dia que passa sinto mais saudades dos velhos tempos e principalmente, em acreditar que as coisas eram mais verdadeiras e espontâneas. Esse aliás é o tema da minha pós, dps te conto mais! hahaha

      Mtas saudades de vc linda <3

  14. Fernanda N às 01:18

    oie vivi! nossa, passou um filminho na minha cabeça agora… também vivi todas estas fases da blogosfera, apesar de não ter passado pela dos gifs brilhantes, que sempre foram motivo do meu pavor. hahaha! mas todos os outros eu acompanhei nesta minha longa jornada de blogueira… conheço a maioria dos blogs que tu citou, mas confesso que, assim como tu, ando tão sem tempo, que mal consigo visitar os que eu mais gosto e comentar… mas quero me organizar melhor este semestre e voltar a seguir uma rotina de escrever e comentar posts, porque é isso que faz um blogueiro feliz, néam? e outra, concordo contigo… a gente tem que escrever o que nos faz bem, não se importando pra audiência. é a única maneira de fazer o seu blog ser um sucesso, sendo você mesma! =) beijo, beijo!

    1. Victoria Siqueira às 10:08

      Feee sua linda!

      O lance dos gifs brilhantes eu tb não participei, mas lembro que era toda uma galera que postava nos tempos de Blig HAHAHAHA. Mas lembra da época dos layouts rosas com um efeito meio brilhante? Esse eu aderi…. HAHAHAHHA :P

      Eu queria ter mais tempo pra me dedicar ao blog, mas ando num cansaço físico e mental que muitas vezes não tenho saco sequer de abrir o pc, acabo ficando no Twitter/FB por causa do celular, mas confesso que ao mesmo tempo bate uma saudadinha de escrever. Estou tentando me forçar a escrever mais, mas ao mesmo tempo o fato de trabalhar com net e conteúdo me deixou mto criteriosa e chata com relação ao que postar. Enfim, vira uma bola de neve, mas juro que tô tentando mudar. E to tentando principalmente voltar a comentar nos blogs. A gente reclama que hj as pessoas não comentam mais tanto por causa de Twitter e feeds, mas tb não fazemos nada pra mudar. Então bora fazer nossa parte :D

      =*****

  15. Patrícia às 22:26

    É desse tipo de blog que eu mais gosto. Pois o que eu mais vejo hoje são blogs com textinhos, ou falando apenas sobre um tema. Isso enjoa depois de um tempo. Já enjoei de bastante blog bombadão que antes eu visitava todos os dias. Outros, como o seu, são mais inovadores.
    Visitei todos os blogs que você indicou. Gostei de alguns. Acho que vou até virar leitora.
    Espero te ver mais por aqui Victoria. Bjs

    1. Victoria Siqueira às 10:03

      Oi Pat! (íntima já hahahaha)

      Durante algum tempo eu me sentia mal por falar sobre muitos assuntos, e depois quis segmentar. Mas putz, não sou uma pessoa com um único assunto favorito sabe? AMO maquiagem, sou compradora compulsiva de roupas, sapatos e acessórios, mas gosto na mesma proporção de música, fotografia e tecnologia e principalmente, entender o comportamento das pessoas e querer divagar sobre. Fiquei 2 anos tentando segmentar, mas chegou uma hora que eu desencanei e resolvi fazer do meu jeito, pq eu olhava o blog e não me enxergava nele sabe? O blog, por mais que eu participe de ações, faça publieditoriais e enfim, tenha um lado "comercial" é antes de mais nada MEU canto, e um reflexo das coisas que eu gosto, acredito e penso. Na hora que eu resolvi admitir isso mesmo pra mim comecei a ser mais feliz. Hj prefiro atualizar com menos frequência mas falar sobre coisas que eu encontrei por aí e curti ou ainda divagar sobre algum assunto que eu vivi ou li por aí do que atualizar todos os dias ou mais de uma vez por dia com um assunto x determinado ou que vc vai ver em outros veículos.

      Fico feliz em saber que vc curte o blog mesmo sendo esse samba do criolo doido pq no fundo a intenção é mesmo essa :D É o que me faz feliz e fico feliz (mesmo!) em saber que vc se identifica com isso.

      =*

Deixe seu comentário!