Chilly, a pimenta mais doce da cidade

postado em  •  18 comentários

Há exatos 4 meses e 3 dias, contava aqui no blog sobre a minha dor de perder a minha pequena e amada cadelinha Jully. Dois meses e alguns dias depois, vinha contar para vocês a história da adoção da Lilly. E hoje, venho oficializar a notí­cia que quem me segue no Twitter ou curte o blog no Facebook está sabendo desde ontem: adotei mais uma cachorrinha! \o/

O desejo de ter 2 cachorrinhas é antigo. Quem é leitor do blog há tempos deve se lembrar da Belly que partiu no final de 2007 e era minha fiel escudeira junto com a Jully. Desde então, a idéia de adotar um segundo cachorrinho era recorrente, mas meus pais sempre vetavam toda e qualquer tentativa de adoção já que a Jully havia se adaptado muito bem como “filha única”. Quando a Jully partiu e eu comecei a cogitar as possibilidades de adoção, minha idéia já era de adotar duas cadelinhas, uma para fazer companhia para outra.

Na mesma semana que eu adotei a Lilly, uma amiga da minha mãe havia comentado com ela que a cadelinha do tio dele estava prenha e ele doaria os filhotes para quem realmente gostasse de animais. Para a minha surpresa nem precisei insistir para minha mãe para adotar um dos filhotes: ela mesma disse que queria uma fêmea para fazer companhia para a Lilloca, já que nós já haviamos notado que ela sentia falta de outros cães.

Ontem, 45 dias depois do nascimento, fui buscar a nova filhota, que é a coisa mais pequena e roliça da cidade!

Colocamos o nome de Chilly (é, com LLY para fazer jus aos cães da famí­lia) é por dois motivos: porque segundo a Alyce ela parece um Chinchilla e porque ela, segundo o tio da amiga da minha mãe, tem cor de pimenta do reino.

Já sobre a Lilly, ela está se adaptado ao pouco com a novidade. Apesar dela ter sentido a falta de outros cães antes da chegada da Chilly, ela anda super carente e morrendo de ciúmes da caçula, mesmo quando nós pegamos as duas no colo ou fazemos carinho ao mesmo tempo. A melhor parte é que o ciúmes da Lilly tem rendido boas risadas pra gente, como a bundada que ela dá na Chilly no ví­deo abaixo:

Enfim, tí´ feliz pra caramba Brasyl! Claro que ainda sinto saudades da Jully, mas tenho certeza que ela está duplamente feliz por mim agora, afinal, Lilly e Chilly tem feito meus dias muito mais divertidos e cheios de amor. E isso, não tem dinheiro neste mundo que pague.

Como eu já disse na outra ocasião, não sou só a favor da adoção de animais como também o faço e ajudo algumas protetoras independentes e ONGs de animais abandonados. Adotar um animal não é só um ato de amor pelos animais, mas também de cidadania. Antes de comprar um animal, que muitas vezes pode ser fruto de uma exploração animal, cogite a possibilidade de adotar um dos milhares cães e gatos que estão abandonados a espera de um lar em ONGs, CCZ e protetores independentes na sua cidade :D

18 comentários em “Chilly, a pimenta mais doce da cidade”

  1. Gabi às 15:44

    Fofinha!!!!!!! Ain!!!! Que vontade de apertar!!!!! Como eu queria ter um au au agora… triste… Mas a Chilly é muito linda, amei o nome. Super linda!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Emi às 17:23

    Que fofuuura! E essa bundada foi demais, coitada da Chilly kkk

  3. Angélica às 15:42

    HAUHuahUHUhHUShauha! Morri de rir com a bundada que a Lilly deu da pequena Chilly… hahaha Eu fico tão feliz quando vejo essas historinhas de amor na adoção de animais! Eu sou louca pra adotar um bichinho… ano que vem com certeza terei mais uma companheirinha em casa! o/ Seja bem vinda Chilly! =*****

  4. Nicas às 21:58

    Adorei o nome! Confesso que eu fiquei um tempinho considerável tentando pensar em alguma coisa com lly e nada veio!

    Ela é uma fofa! Adoro viralatinhas peludinhos!

  5. Beatlemarta às 20:10

    Oiiii!!!!! :) Simplesmente enchi o PC de baba aqui! Amo bichinhos e sua cadelinha é lindaaaaaaaaaaaaa!!!!!!! Muito amor!!!! Beijo

  6. Vivi às 15:09

    AWN QUE COISA MAIS FOFA!
    Eu tenho uma vira-lata que está comigo há 10 anos. Ela também era acostumada a ser a princesinha da casa, mas aí meu irmão arrumou outra cachorrinha pra casa ( que por sinal, é muito bagunceira, até em cima do carro ela sobe, fora o fato de comer chinelos e td mais). No começo, e até hoje, a mais velha MORRE de ciúme da mais novinha, de vez em quando até sai briga, acredita? Mas acho importante ter outro cachorro pra fazer companhia.
    e a sua é uma gracinha!

  7. Patrícia às 23:06

    Sabe Victoria, você é uma grande influencia pra mim quando se trata de ser protetora dos animais. Não posso ter muitos, até porque meu fiel cachorrinho(que já estava comigo a 8 anos e eu só tenho 16!) morreu a alguns meses, então minha mãe nem quer saber de animais. Mas, pra minha felicidade, recentemente minha irmã adotou um gatinho! Antes ela pensava em comprar, mas eu fiquei louca com ela e disse que o certo era adotar, e ela fez isso! Minha mãe aceitou numa boa, estamos cuidando dele direitinho e espero que ele fica conosco por muuuito anos. Obrigada por essa influência, O MUNDO precisa de pessoas como você. ALIÁS, suas cachorrinhas são lindas e um amor!

    1. Victoria Siqueira às 09:09

      Ai que fofa Patrícia, até chorei :,) Fico feliz em saber que influenciei você nesse quesito. Qnd eu defendo os bichos e incentivo a adoção, é pq é verdadeiro, é algo que eu acredito de verdade. Ganhei meu dia com seu comentário :DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

      =***

  8. Ana às 10:08

    Q q é essa blusa de lã da Chilly. Owwwwwn!

  9. Poly às 09:46

    A Chilly é mto linda *_________*
    Me apaixonei por ela!!!
    <3
    E morri de rir da bundada que a Lilly dá nela hahaha
    Mto fofas!!
    Bjuxxxx

  10. Kelly às 09:17

    Que legal o vídeo! Já vi um dos cachorros da minha tia fazer isso. kkk

  11. I LOVE PINK às 09:15

    Muito linda as duas juntas!

  12. Camies às 08:34

    aaaaaaaaaaaaaaaaah *__* adorei o nome. e ainda não convenci minha mãe adotar um cachorro :(

  13. Manu Sampaio às 23:20

    Ah ela é muito fofinha *–* Tomara que viva muito. Eu queria ter uma mas minha casa é pequena e meus pais implicam com essa ideia, aí o máximo que eu posso ter é um hamster –‘

  14. Luiza às 23:01

    own que linda!
    Eu adoraria ter outra cachorrinha, mas evito justamente por causa dos ciúmes da minha atual <3

  15. Loma Sernaiotto às 22:07

    que preciosidade! mas que deu dó da surra de bunda, deu! HAHAHAHA to mega feliz por vc!! e as duas são lindissimas, puxaram à mãezinha delas HAHAHAHA

  16. Isabelle Ferreira às 22:05

    Chilly toda fashion com sua roupinha. É muita fofura!!

  17. Alyce Takai às 22:00

    Morram de inveja que a idéia do nome da cachorra foi minha Brasyyyyyl!!!!
    Minha chinchilinha e minha Liloca com essa hair babadeiro trendy do inverno Londrino, é tão amor.

    Agora preciso ir visitar minhas sobrinhas pra levar coisinhas pra elas comerem e viver do puro creme do amor que é ter um animal em casa.
    Um não, DOIS!

    <3

Deixe seu comentário!