The Killers sendo maravilhosos no Lollapalooza Brasil 2013

postado em  •  11 comentários

Não é nenhum segredo o quanto eu sou apaixonada pelo The Killers. Embora seja uma pessoa movida a música e gostar de vários artistas, poucos alcançam o status de “amor incondicional” no meu coração ”“e claro que Brandon e sua trupe fazem parte deste ~seleto~ grupo, junto com o Garbage.

Acompanho a banda praticamente desde o “Hot Fuss”, de 2005. Se Garbage foi a banda da minha adolescência, posso dizer que Killers é a banda da minha vida adulta. E preciso confessar que a cada oportunidade que eu tenho de ver a banda ao vivo, este amor só aumenta. E a expectativa de vê-los é sempre gigante, acompanhada de uma certa ansiedade em vê-los novamente.

Quem já teve a oportunidade de conferir a performance ao vivo da banda de Las Vegas, ou pelo menos através de ví­deos ou do maravilhoso DVD Live From Albert Hall, sabe que Brandon, Dave, Mark e Ronnie não se contentam com pouca coisa. Além de uma setlist poderosa, a banda esbanja simpatia e carisma, com performances inesquecí­veis. E me perdoem os haters, mas se tem uma coisa que o Killers sabe fazer bem é fazer um show de encher os olhos. E o show desta sexta-feira no Lollapalooza Brasil 2013, não poderia ser diferente. Ou melhor, foi. E para a melhor.

EUZINHA FAZENDO UMA PONTA NA FOTO OFICIAL DO SHOW DO LOLLAPALOOZA 2013!

EU (SETA) E BRANDONLINDO NA FOTO OFICIAL DO SHOW: UM DIA DIFICIL NA VIDA DAS INIMIGAS

Cheguei no Jockey por volta das 13h30, dei uma volta e, ao ver que eu conseguiria um bom lugar no palco “Cidade Jardim”, dedidi ficar por lá. A partir das 14h, consegui um espacinho na grade que separava o público do palco e achei por bem ficar por lá. Dali em diante, foram horas de espera, sem comer, sem beber água, sem ir ao banheiro, sem circular, dores nos pés e nas costas. Mas eu sabia que aquele esforço valeria a pena ”“e valeu!

Depois de uma longa espera e muitos gritos durante a montagem (principalmente quando o sintetizador com o raio iluminado de Brandon chegou), a banda entrou no palco com um dos seus maiores hits, Mr. Brightside, e botou o Jockey inteiro abaixo. Brandon ficou tão emocionado que era visí­vel que ele estava tremendo nas primeiras músicas do show, e assim como restante da banda, que parecia desacreditar em tudo aquilo –nesse trecho dá pra ver a cara de surpresa dele. Durante a terceira música, “The Way It Was” (Battle Born, 2012), BFlow aproveitou para cumprimentar o público em português, muito amor.

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno1_500

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno2_500

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno3_500

Gifs por oversunsetplain.tumblr.com

GIFS POR OVERSUNSETPLAIN.TUMBLR.COM

Daí­ em diante, o que se viu nas outras 1h30 de apresentação foi um show recheado de grandes hits da banda e pouquí­ssimas músicas do último álbum. Acredito que esta escolha se deva ao fato de não ser um show independente da banda, mas um formato festival, considerando que nem sempre o público presente é fã da banda a ponto de conhecer músicas que não sejam single, assim como o Brandon puxando coros em músicas não singles do BB. De qualquer forma, senti falta de músicas como Bones, Here With Me, Flesh and Bone (próximo single) e a faixa-tí­tulo da tour, Battle Born. A estrutura do palco estava linda, contando com backdrops incrí­veis e iluminação, que mudava de acordo com a era/single da banda, e efeitos especiais, como uma “bomba” inesperada em “Miss Atomic Bomb”, papéis picados em formato de raios e “K” na maravilhosa “All These Things That I’ve Done” e chuva de fogos em “When You Were Young”.

O que me deixou mais impressionada é o fato da banda estar a cada nova tour, em melhor forma ”“ e olha que os shows sempre foram fantásticos. Os CDs podem decepcionar os fãs mais xiitas (não euzinha, porque eu amo o Day and Age e o Battle Born, rsss), mas não dá para negar que no palco os filhos de Nevada estão ainda melhores, tanto em termos de carisma, quanto forma: Brandon está cantando mais do que nunca (e olha que 2 semanas atrás ele cancelou shows por conta de uma faringite) e está cada vez mais performático, carismático e usando seu poder de persuasão para conquistar plateias, que respondem prontamente com vozes, mãos e palmas.

Assim como BFlow, o restante dos músicos também esbajam carisma, embora Dave e Mark sejam mais introspectivos. E devo confessar que fiquei emocionada em ver o Ronnie, mesmo com o braço enfaixado por conta de uma tendinite, dando o melhor de si na bateria. Dá para sentir que o que existe ali é paixão pela música, da mesma forma que os fãs brasileiros correspondem este amor.

tkblo3

tblog2

FOTOS QUE EUZINHA TIREI NA SEXTA <3

FOTOS QUE EUZINHA TIREI NA SEXTA <3 [/caption] Me faltam palavras para expressar o que eu senti nesta última sexta-feira. Mas diria que três grandes ápices daquela noite foi lavar a alma com “For Reasons Unknown”, “All These Things That I”™ve Done” sob a garoa fina que caia em São Paulo seguido da chuva de papel picado e terminar de chorar com Brandon ajoelhando em “When You Were Young”. Alegria e emoção suficiente para relevar a fome, a sede, o coturno apertando, os pés cheios de bolha, a dor nas costas, roupa suja de barro e a espera interminável por um taxi pós show.

Parafraseando a letra de “The Way It Was” e do que minha chará publicou aqui, traduzo o que eu senti naquela noite: o paraí­so não foi enterrado em meio ao mar de lama, foi melhor do que quando nos “conhecemos” e Brandon nem precisará me perguntar se eu me esquecerei desta noite épica, porque veja, sonhos se tornam realidade. Obrigada por mais um dia inesquecí­vel e por permitir que eu renovasse meu amor por vocês por mais alguns anos. E espero que nosso reencontro seja mais rápido possí­vel <3. E deixo para os leitores e amigos “victims” meu presente de Páscoa: consegui extrair e editar os áudios do show de sexta para ouvir em looping eterno e lembrar para sempre deste dia maravilhoso em nossas vidas. Já aviso que “The Way It Was” e “From Here On Out” estão com uma pequena falha já que houve um problema na transmissão e eu não consegui encontrar outra versão full que estivesse em boa qualidade. Para baixar e deixar seus dias mais felizes, clica aqui!. O Julio do grupo “The Killers Brasil” do FB fez uma versão linda em HQ, corrigidí­ssima e sem falhas. Clica aqui e baixa esta coisa maravilhosa <3. [caption id="attachment_30133" align="aligncenter" width="408"] BRANDON FLOWERS DESEJA UMA í“TIMA PíSCOA PARA VOCíŠS BRANDON FLOWERS DESEJA UMA í“TIMA PíSCOA PARA VOCíŠS

11 comentários em “The Killers sendo maravilhosos no Lollapalooza Brasil 2013”

  1. Luca às 11:55

    MINHANOSSASENHOOORA MULHER!
    que show foi esse? <3 fiquei na grade tb, mas pro lado do Davelicious
    eu sou DOENTE no killers desde os primórdios tb (Brandão com eyeliner e blazer de couro pink, sim. HAHAHAHAH)
    o primeiro show q fui foi o de 2009, e minha nossa, foi incrível, mas fiquei meio decepcionada pq foi MTO automatico (não sei se eram as circunstancias… o cansaço deles, sei lá hahahaha). No Lolla, apesaar de ser festival, foi um show INCRIVELMENTE lindo e espontaneo, como eu esperava (ou mais, justamente pela surpresa deles ao ver a galera cantando TUDO)
    Tb senti MTA falta de mais músicas do Battle Born E DE BLING GENTE :~~~~~

    1. Victoria Siqueira às 20:25

      AFFFFFFF Luca, me abraça! Também amo o Brandão desde a época que ele usava mais maquiagem que eu e nossa, maravilhoso desde sempre ~~~~~~<3

      O show do Lolla foi realmente muito maravilhoso e melhor do que os 2 primeiros (eu fui no de 2007 também!). Brando tava todo sorridente e fofo, afffff melhor Brandon! E o Ronnie tb, sempre um amor e querido, queria ser amiga dele! HAHAHAHA

      Eu senti falta de muitas músicas, mas acho que a maioria delas não teria mesmo no setlist tipo This River Is Wild e Sweet Talk. Do BB, queria ouvir Matter Of Time, Deadlines e Be Still, e claro, Battle Born. PLMDDS espero que eles voltem logo :~~~~~~

      1. Luca às 21:35

        (pega no delay, sorry =x)

        AAAH vc foi no Tim *———-* COMO eu queria ter ido ver o Dave caindo de bêbado!!! hahah

        E SIM, queria MUITO ser amiga do Ronaldo tb (amiga e tudo mais etc CAHAM) =X Ele é sempre TÃO lindo com os fãs, tão zé graça *-* hahhahaahha

        VC VIU o show intimista q rolou essa semana? tocaram Under the Gun e Change your mind. PQ, VIDA?? PQQQQQQQQ????? :~~~~

  2. Juliana às 00:26

    Vic! Chorei lendo seu post! Foi exatamente isso aquele dia!! Tambem amo muito e foi meu primeiro show deles e eu tava muito na expectativa e posso dizer q voltei mais talifa!!! Hahahaa Simplesmente amo! BFlow é rei dos <3 <3! Foi mto melhor do que um sonho…To dando looping infinito em The way it was so por causa daquela performance…Indescritivel!
    Ps.: E aquele louco do Flaming lips com a nóia dos avioes?? Que inadequado!!!

    1. Victoria Siqueira às 20:27

      BFlow é amor, é sol, é raio, é estrela, é lugar. Cara, como eu amo esse homem PLMDDS!

      E gente, medo total do Flaming Lips, tava ficando muito incomodada com aquele cara hahahahaha

  3. Paula Dal Pont às 16:12

    Era o show mais aguardado por mim no Lolla,e ainda foi muuuito melhor do que o esperado! Brandom lindo, simpático e chocado com a animação do publico brasileiro! Com certeza o melhor show da minha vida, que só vai ser substituído por um deles de maior duração, porque convenhamos, apenas uma hora e meia de show foi tristeee :((( The Way It Was foi a mais linda da noite, acompanhada por All These Things That I've Done, Mr. Brightside e Miss Atomic Bomb, enfim não me canso de rever o show, e lembrar que eu estava la =) Adorei o blog e obrigada por disponibilizar o áudio do show!! =)

    1. Victoria Siqueira às 18:42

      Eu só fui por causa deles! HAHAHAHA. Amo o Killers desde sempre e o Brandinho é um maravilhoso, cheio de carisma e beleza. Como não amar este homem, me diz? HAHHA to sofrendo até agora com a dor da separação hahahha :(

      :*

  4. Natassia às 13:12

    Eu fuiii *_* não estava tão perto quanto você, mas fiquei perto o suficiente pra ver bem o muso Brandon… muuuuito bom viu! Além destes pontos que vc citou adorei também aquele vídeo que passaram fotos de pessoas pulando, não lembro bem em que música foi, acho que foi na The Way it Was….
    agora, o que foi uó mesmo foi aturar o Flamming Lips, (tirando as piadinhas infames do vocalista que até foram divertidas) parecia que não ia acabar nunca!

    1. Victoria Siqueira às 10:36

      Foi todo lindo, como pode né? O que mais me deixa feliz é que eles não se acomodam em ser uma banda aclamada, e sempre se esforçam pra melhorar. Muito amor <3

      Agora Flaming Lips foi de doer. Falaram que "ah vc n gostou pq gosta de Killers", mas sério, o show foi cansativo, o cara não largava aquele bebê e não tinha fim, afffff :(

      :*

  5. Raissa às 12:20

    É tão bom ver um show de uma banda assim que a gente ama né?
    Vi o Keane antes de ontem (que catalogo como a minha preferida da "vida adulta" também) e foi uma emoção indescritível…duas horinhas de música boa extase!!!

    Valeu por partilhar o audio do Killers =)

  6. Talita M. às 19:40

    Foi perfeito mesmo o show deles! *-* Infelizmente tive de assisitir pelo pc. =/
    The Killers é simplesmente muito bom!
    Até hoje estou deprê e sem acreditar que eu não estava lá!
    Amei o post!
    Flor, vou linkar esse post à um post que vou escrever sobre o Lolla, ok?
    Beijos, Talita M. http://mileduascoisinhas.blogspot.com.br

Deixe seu comentário!