Pequeno manual dos meus dias zero glúten e lactose

postado em  •  48 comentários

Quem me acompanhou nas últimas 2 semanas pelo Twitter, Facebook e Instagram, acompanhou os dramas e as vitorias da vida sem glúten e lactose. Para você que não acompanhou, ou acompanhou e não entendeu bulhufas, eu explico: sou uma pessoa extremamente alérgica e/ou intolerante a algumas coisas, que incluem alimentos, mas, digamos, sempre negligenciei essa condição, principalmente quando se tratava de leite e derivados. Descobri que eu era intolerante a lactose ainda pequena, mas conseguia consumir, com algumas restriçíµes, alguns derivados como queijos, iogurtes e claro, chocolate. Mas chega uma hora que a água bate na bunda, o calo aperta etc e o corpo começa a reclamar, no meu caso, por urticárias (vulgo vergíµes vermelhos) e coceiras, que da mesma forma que aparecem, somem. Como se não bastasse isso, tanto uma nutricionista que eu fiz acompanhamento algum tempo atrás quando meu endócrino já haviam recomendado a suspensão tanto da lactose quanto do glúten, por serem alimentos com alto í­ndice de intolerí¢ncia entre as pessoas e que, consequentemente, podem atrapalhar no processo de perda de peso, uma vez que essa condição causa uma espécie de inflamação no intestino e dificultando a digestão ”“se algum nutricionista/especialista ler este post, pfvr, me corrijam se eu estiver errada. Depois de muito protelar e deixar para depois, resolvi tomar uma atitude. O objetivo é que meu corpo faça um detox destes nutrientes e, daqui um tempo, retomar o consumo para sentir como ele reagirá. Embora não tenha emagrecido muita coisa (talvez algo em torno de 1kg?), meu corpo está funcionando melhor, tive uma redução significativa das urticárias e me sinto muito mais disposta.

Foto por: flickr.com/photos/marcosiguenza/

Foto por: flickr.com/photos/marcosiguenza/

E, ao contrário do que muita gente me questionou, viver sem glúten não é o fim do mundo, e, inclusive diria que viver sem lactose é muito mais complicado. Digo isso porque muitas coisas livres de glúten levam lactose na receita, o que acaba complicando quem vive nessa condição dupla, como por exemplo sequilhos e biscoitos de polvilho. Não é a toa que, nesses últimos dias, os rótulos foram meus melhores amigos.

O lado bom é que, em pleno 2013 e com essa democratização da informação na Internet, a vida fica muito mais fácil. Claro que, em alguns momentos, você vai passar por apertos e vai perceber que nem sempre as coisas são tão fáceis assim para a “minoria”. Essa semana, por exemplo, pedi delivery no trabalho por um desses serviços de pedidos pela Internet, reforcei que eu queria o bife grelhado e… chegou a milanesa. Foram mais uns 50 minutos de espera pelo novo prato, dessa vez, glúten free.

E sim, existe amor sem trigo, aveia, cevada, centeio e leite. Na primeira ida ao supermercado após a decisão, achei que fosse entrar em depressão porque tudo que eu olhava, levava algum desses ingredientes. Mas do terceiro dia em diante, tudo fica mais fácil, principalmente com a ajuda do Google e de gente que passa por essa situação. Inclusive devo boa parte dessas descobertas a menina Verí´nica, aka personal recalquer do Bruno Ernica (rssss), que é celí­aca e intolerante a lactose, e me passou uma porção de dicas do que consumir nesse perí­odo.

Foi pensando nas perguntas que meus amigos fizeram constantemente nestas 2 semanas que eu vim compartilhar um pouco da minha rotina nesse perí­odo sem lactose e glúten, para vocês verem que não é nenhum bicho de 7 cabeças.

Café da Manhã

Suco Verde: tai uma coisa que eu virei uma entusiasta. Basicamente é um suco que leva uma fruta da sua preferência (limão e abacaxi são as minhas versíµes favoritas <3) + água de coco + couve. Não olha torto, eu juro que é incrivelmente bom e não tem nada a ver com a couve refogada que você come na feijoada de sábado. E a pele fica incrí­vel de linda depois de ums 4 dias consumindo.

Suco + Soja: sucos de soja sempre foram meus melhores amigos, desde a infí¢ncia. Gosto muito do Ades, mas nenhum suco deste mundo superará o Mupy, de preferência, de saquinho. Meu ví­cio desde que eu descobri a intolerí¢ncia a lactose, aos 4 anos.

Omelete: 1 ovo + atum ou peito de peru fatiado + tomatinho picado + manjericão + 1 fio de azeite + 1 pitada de sal + misturar com o garfo + colocar na frigideira = sucesso matinal.

Iogurte de soja: a Batavo tem uma linha chamada Naturis, com clássicos lácteos só que a base de soja. Amor vdd, amor eterno pelo lí­quido de Morango e pelo cremoso com pedaços de frutas vermelhas. Minha única reclamação é que é muito, mas muito difí­cil de achar, não sei se é por falta de interesse dos supermercados ou porque a galera não conhece ou tem preconceito.

Chocolate Quente: um tempinho atrás, a fofa da Debora do Cozinha Pequena (que também passou por uma situação como a minha hehehe) me ajudou na adaptação de uma receita de chocolate quente sem lactose. Para quem quiser aprender, é clicar aqui!

Almoço/Jantar

Aqui não tem muita complicação não, viu gente? O que eu percebi é que tem muita gente que acha que todo carboidrato tem glúten, mas não. Arroz não tem glúten,e se for integral, melhor ainda ”“e só tomar cuidado para não ser daqueles 7 grãos, que geralmente tem trigo. Batata e mandioquinha também são ótimas opçíµes, é só fugir das versíµes “purꔝ que certamente levam leite e farinha para dar uma ~engrossada~. E as saladas serão suas melhores amigas. Fritura também é bom evitar: mesmo que não sejam empanados, como batata frita, geralmente são feitas no mesmo óleo em que coxinhas, risoles e outras coisas que levam farinha de trigo, “contaminando” sua opção glúten free.

Para quem gosta de sair para jantar com os amigos, é só fugir de pizzarias e cantinas, a não ser que eles ofereçam opçíµes alternativas. No Outback e no America, eles tem cardápios especiais para quem tem algum tipo de restrição. Japonês também tá liberado, é só abrir mão do hot roll, tempurá, guioza e rolinho primavera. Na hora de pedir o temaki, é só pedir sem cream cheese ou maionese, e pronto. Para quem gosta de comida chinesa, uma boa opção é o bifum, aquele macarrão de arroz, que leva broto de bambu, pimentão e algum tipo de carne. Daí­ é só jogar shoyo e, voila!, fica maravilhosour.

Sobremesa

Chocolates tradicionais tem, além da lactose, glúten em sua formulação. A Nestlé tem uma versão zero açúcar e lactose e com 70% de cacau, que seria perfeita se não tivesse o maldito glúten na formulação. Tentei as versíµes de soja, mas parecia que faltava alguma coisa e aquele gosto não parecia em nada meu amado chocolatinho.

Daí­, lendo alguns blogs vegans (sim, eles foram alguns dos meus melhores amigos nesse perí­odo!), descobri que a Cacau Show tem duas opçíµes zero glúten e zero lactose, o Miau (vulgo o Lí­ngua de Gato deles) e em barra, ambos com 50% de cacau. E sim, são bem gostosos e até amigos meus extremamente chocólatras e sem nenhuma restrição experimentaram e aprovaram.

chocolate-semlactose

Da mesma linha do Naturis da Batavo, tem uma sobremesa cremosa de chocolate estilo ~Danette~ e um flan de caramelo, que são bem gostosinhos mas enfrentam o mesmo problema de distribuição.

Larica dos Muleque (aka para beliscar)

Oleaginosas: nozes, amêndoas, castanhas e macadí¢mias são ótimas, mas tem que tomar cuidado para não enfiar o pé na jaca já que elas são ultra calóricas (embora tenham aquela gordura que faz bem etc). Para quem acha caro ou nunca sabe a hora de parar de comer, uma boa opção são as barrinhas de nuts, que são formadas basicamente por… nuts! Custa em torno de R$2, mas recomendo não deixar na bolsa ou em algum lugar quente, já que o que dá liga e mantém o “unidos venceremos” pode derreter e transformar sua barrinha numa maçaroca.

Frutas: também tá liberado, pessoal! Sei que não é a coisa mais deliciosa do mundo (embora eu ame cereja e amora na mesma proporção que eu idolatro chocolate), mas nessas horas, elas se tornam tão apetitosas quanto um petit gateau com sorvete.

Biscoito de polvilho: não tem glúten, mas algumas versíµes que tem soro de leite. O jeito é ler o rótulo e achar alguma versão que leve água ou gordura vegetal.

Sequilhos: mesma coisa do biscoito de polvilho. Não tem glúten, mas algumas marcas o fazem com leite. Tem que dar uma lida no rótulo também.

Pipoca de arroz: vi na bomboniere perto do trabalho, que tem uma área só destinada a produtos “especiais” e peguei para experimentar. Nada mais é do que aquele “doce” de arroz cor-de-rosa que fez parte da infí¢ncia de muita gente. Esse da Vitao é mega gostosinho, não tem corantes, e é feito de arroz integral, o que não muda, em absolutamente nada, o sabor mas pelo menos é (ou pelo menos, a gente acredita que seja) mais saudável rssss.

Barrinhas de Sementes: outra opção glúten e lactose free, docinha e com poucas calorias são as barrinhas de sementes como linhaça e gergelim. São bem gostosinhas e servem mais para dar uma tapeada na vontade de comer doce do que na fome.

No bar/balada

Quase tudo permitido, exceto, uma das paixíµes nacionais: cerveja, que leva cevada na composição. Confesso que essa tem sido a parte mais frustrante da dieta, já que sempre preferi drinks mas garrei amor por ela nos últimos 2 anos. Batidas com creme de leite ou leite condensado também estão proibidas, mas who cares quando se pode tomar caipirinha and tequila né gente? HAHAHA <3

Na hora de petiscar, o jeito é fugir das frituras e apelar para a porção de frios (nada de queijo, rsss) ou coisinhas no réchaud, tipo frango/carne grelhada. Esse final de semana fui no Coconut, um karaokê bem bacana na região central de SP, e que tem boas opçíµes de espetinhos, inclusive frios com palmito, rúcula e tomate seco <3.

Ou seja: fácil não é. Mas, também não é o fim do mundo. í‰ mais questão de paciência e boa vontade. No primeiro dia você vai sentir vontade de chorar quando seu colega do trabalho come uma empadinha enquanto você tá comendo nuts, mas depois de alguns dias, vai virar tão normal quanto comer pão na chapa e tomar leite com chocolate. Questão de adaptação.

Vale lembrar que esta foi uma experiência pessoal, recomendada por profissionais e baseada no fato de eu ser intolerante a lactose e ter uma tendência alérgica. Portanto, antes de sair cortando o pão e o leite do cardápio, converse com seu nutricionista ou endócrino para que ele possa te dar uma melhor orientação.

E para quem passa por este tipo de situação, aceito dicas e sugestíµes de coisinhas para comprar e fazer aí­ nos comentários :D.

48 comentários em “Pequeno manual dos meus dias zero glúten e lactose”

  1. Josy Belem às 12:01

    Nossa! Sem eu ir em médico algum eu já descobrir que tenho tolerância a glúten e lactose, mas eu estou com mas coisas que preciso fazer exames pra descobrir, pois não posso comer ovo, principalmente a gema, assim q eu acabo de comer em minutos volta como se eu tivesse tomado qualhada, se alguém tem ou teve esse problema e sabe qual o nome da doença por favor me falem.
    Obrigada pelas informações dada…

  2. Myla Passos às 12:00

    Adorei o post, descobrir que tenho intolerância a Glúten a pouco tempo, fiquei em desespero achando que não tinha mas nada pra eu comer. O post me ajudou muito.

  3. Jane às 17:08

    Acabei de confirmar que estou com intolerância a lactose e gluten…confesso que ainda estou em pânico!!!kkkkkkk

  4. Simone Maronezi às 21:25

    Ola..como vc msm disse..so qdo a agua bate na bunda a gente vai atras de socorro ne?
    Descobri intolerancia a lactose ha 4 anos e a sindrome do intestino irritavel(q precisa de uma dieta tbem)nunca fui atras de uma alimentacao adequada…mas sempre sentindo dores e fazendo minhas proprias restricoes…Ate q ha uns 20 dias atras e com muita dor fui a procura de uma nutricionista da qual me passou uma dieta(como vc disse parecer o fim do mundo)….dsd entao estou otima…..
    Adorei as suas dicas pois como vc msm disse ando atras de rotulos hj….
    Mas vale a pena.obrigda pelas dicas

  5. Fernanda machado da silva às 20:00

    Estou há uma semana de dieta e detalhe: bem nas férias! Descobri intolerância ao gluten e ao leite (não só à lactose, mas à caseína também, então para mim não adianta iogurte ou requeijão lac free), carne vermelham café, banana e pasmem:ao açúcar! Esse ultimo sim, é dificil demais porque muitos produtos se gluten ou lactose tem açúcar. Mas vamos lá, os primeiros 3 dias foram os piores, com muita dor de cabeça e mal humor, agora tá bem mais tranquilo. Aho mais difícil ter que explicar ao outros do que ficar sem comer esses alimentos,

  6. Helena Nazário às 09:43

    Agradeço pelo seu post!!! Não imagina o quanto me animou! Estava desesperada!

  7. Jéssica Ramos às 22:12

    Oi Vic! Amei suas dicas! Não tenho intolerância a nada, mas estou tentando corras algumas coisas, realmente viver sem glúten é mais fácil do que imaginava, sem lactose complica por causa do queijo, mas estou tentando me adaptar! Uma boa opção pra café da manhã/lanches é a tapioca, que não contém glúten. Você pode bater 1 ovo com duas colheres de tapioca e fritar numa antiaderente, fica parecendo panqueca, o recheio fica por conta da criatividade (eu costumo colocar peito de peru com tomate ou banana com mel e canela.. Ficam ótimas)! Obrigada mais uma vez pelas dicas! Beijos.

  8. Roberta Benoliel às 13:51

    Oi, adorei esse blog ! Estou diagnosticada com doença celíaca e intolerância a lactose ! Bateu uma tristeza sabe e como bate … Ando lendo seu blog pra pegar varias dicas e aproveitar e incluir na minha dieta ! Não tem sido fácil mas acredito que aos poucos vou me adaptando !!

  9. Raquel Beatriz castro às 18:03

    Descobri que além de intolerância à lactose,tenho intolerancia ao glúten e ao arroz que segundo médico disse ser raro.imaginem meu desespero.procurando alimentos e receitas te achei e adorei tudo.vou acompanhar sempre.
    Se tiver receita de um pão sem glúten me avisem .

  10. Magda Verônica às 21:33

    Amanhã faço exame p saber se tenho alguma intolerância. To na torcida p que não seja, mas pelo andar da carruagem creio que o glúten deixará de fazer parte da minha vida. Realmente bate um desespero e até raiva. De qualquer forma já estou procurando formas p não passar fome caso dê positivo. Seu post já está sendo de grande ajuda!!

  11. Lívia às 11:57

    Eu sei que é antigo, mas me ajudou muito, pois descobri que tenho alergia à trigo e cacau, intolerânia à glutém e a lactose.

  12. Giseli às 19:50

    Oi Victoria que bom essas dicas maravilhosas que bom compartilhar essas dicas com todos e estou esperando o meu diagnóstico triste porque tenho sofrido a anos sem saber o que tenho realmente e só agora acho que vamos descobrir.Obrigada.

  13. Lilian às 21:51

    Oi! Adorei as dicas, mas me diz se sabes que MacDonald podemos comer? Cheddar nao tem lactose?

    1. Victoria Siqueira às 18:24

      Mc tem lactose e tem glúten. Se for só lactose, pede pra tirar o queijo :)

      Beijo!

    2. Ana às 07:25

      Obvio que tem …a guria acabou de falar queijo tem leite e pao farinha branca,,,jesus cada pergunta.

  14. Dimitrius às 13:18

    Meu medico me disse para evitar gluten e derivados do leite, como é dificil!!!!!!!!! tudo que eu gusto tem gluten ou derivados de leite. Gostei de suas dicas, sabe dizer nome de estabelecimento(s) que concetra(m) maior quantidade destes produtos???
    Valeu

    1. Rose às 22:29

      Concordo. Todos ao meu redor passam “por um cursinho”. Dou uma apostila explicando sobre minha intolerância e tenho um papel colado na minha mesa. Quando alguém que não conheço bem, me oferece um biscoito, aponto para o papel. Dá certo. Hoje, meus amigos de trabalho leem rótulos, e com carinho lembram de mim nas festas. Até na páscoa, compraram um chocolate especial para mim. O início é complicado

  15. Roberta mello às 20:19

    Oi, tudo bem?Adorei seu blog.Obrigada.Tenho eczema e depois de anos de sofrimento e os últimos meses comendo só frutas e vegetais , meu doutor me prescreveu um anti-alérgico chamado cloridrato de hidroxina que reduziu meu eczema em quase 80 por cento.Voltei a comer de tudo e mesmo tomando o remédio, tenho um pouco de eczema nas mãos e por isso estou tentando continuar na minha dieta mas incluído alimentos sem gluten e sem lactose.Ótimas dicas no seu blog!Obrigada.

  16. Penélope Salles às 22:42

    Oie, Victoria. Tdo bem?
    Comecei a acompanhar o seu blog há pouco tempo e estou adorando. Achei as suas receitinhas ma-ra-vi-lho-sas. Pretendo em breve, colocá-las em prática ;)
    Eu tenho uma dúvida: os cookies integrais não podem entrar na lista dos produtos sem lactose?
    Vi os rótulos dos que eu compro e não tinha nenhuma referência a leite ou a seus derivados.
    Bjs

    1. Victoria Siqueira às 22:59

      Oi Penelope! obrigada lindeza <3

      Então, depende da marca. A maioria não tem leite (no meu caso, eu não posso nem caseína), mas algumas marcas colocam. Precisa olhar direitinho os ingredientes msm toda vez que for comprar. O mesmo vale para bolachas normais: Negresco e Oreo não tem leite, e alguns dos sabores da Bono tb não :D

      Beijo!

      1. Roberta Benoliel às 13:47

        Jura que negresco não tem leite ? Que noticia boa !

  17. Cláudia às 13:51

    Comecei a fazer, acompanhada de uma nutricionista a dieta detox, sem gluten, lactose e açucar….estou no ssexto dia e me sentindo melhor, mas tive muita dor de cabeça e fraqueza nos primeiros dias, é assim mesmo?

  18. Placido gomes às 12:27

    Parabéns pelo post!!! Ajudam muito pessoas que estão passando por esse problema. Ao saber da notícia e desesperador!!! O mundo não e feito pros diferentes e algo que envolve a alimentação significa mexer na sua vida dia a dia e mudança radical. Vida nova!!!! Vou precisar !!! Abcos

  19. Marlon Miranda às 12:44

    estou entrando nessa de I.L. agora e acho que ja te odeio srrssrr

  20. Mõnica Rodrigues às 12:59

    Estou feliz por achar seu blog. Venho sofrendo com minha intolerância a lactose há anos, há alguns meses cortei definitivamente o leite e derivados da minha vida já ajudou muito, porém, estamos desconfiados do glúten também, por que não consegui ficar livre das cólicas e minha médica agora me indicou a retirada do glúten.
    Ótimas dicas.

  21. Bianca às 17:10

    Olá,
    Eu também sou celíaca e com intolerância a lactose. Moro na Bahia e aqui achamos um leite da Piracanjuba, sem lactose. Então, dá para usá-lo no dia a dia, inclusive fazer receitas, como bolo e purê. Além de tudo, o gosto é super parecido com o leite comum. Também encontrei um pão feito com fécula de batata, mas infelizmente aqui, custa R$ 15,00 (o pacote com 15 fatias). Não dá para comer todos os dias…

    Eu também pensei que não aguentaria uma vida sem o meu pão de cada dia, mas estou vivendo. E bem melhor agora!

    Abraços,

    Bianca Pereira

  22. Gabriela Machado às 17:53

    acho que esse post salvará minha vida!

  23. Adrika às 11:45

    Salvando esse post nos favoritos! Post pra VIDA! Muito obrigada Vivi, vai me ajudar muito agora que descobri a intolerância a lactose/glúten :( No começo meu mundo caiu rs, eu ficava pensando, e agora? O Que comer? Como me virar? Mas estou vendo que vai ser menos complicado do que pensava! Bjs

  24. laceplace às 23:33

    Eu costumo comprar leite e queijo com baixa quantidade de lactose, pq meu gastro pediu que eu evitasse leite e derivados, e só tomasse leite de soja ou sem lactose. Então já faz mais de 3 anos que só tomo leite sem lactose. Numa dessas doideras da minha cabeça eu suspeitei que tivesse doença celíaca e passei a cortar o glúten por um tempo. Acabei reduzindo beeeeeem. Parei de comer pão, massas e só como doces de vez em quando. Tô fazendo um projetinho saúde no meu blog. Já está na etapa #4. Nele eu conto sobre essa minha busca por ter mais saúde :) Uma dica tb é a loja "Mundo Verde". Tem um monte de snacks, biscoitinhos e produtos gluten free ou sem lactose!
    :*

  25. Ana Zilio às 22:42

    Sem dúvidas ficar sem lactose é pior do que ficar sem glúten. Eu odeio com todas as minhas forças (drama mexicano) leite de soja, e praticamente tudo que leva soja na composição, então minhas opções se reduzem a leite de arroz e leite de amêndoas, mas oi, nunca que tem o mesmo gosto do leite integral, e isso é péssimo.
    http://herrogenetico.wordpress.com/

  26. Marlon Bruno às 20:12

    É sempre bom aprender sobre comidas, embora eu esteja mais light. Abraço Vic.

  27. sininhu às 19:53

    Em 2008 tive um diagnóstico precipitado de doença celíaca, que logo depois foi comprovado não ser nada. Porém, nesse meio tempo fiz uma super dieta por alguns meses, sei como é difícil encontrar alimentos sem glúten e sem lactose, mas tem muitos substitutos mega saborosos que vamos descobrindo pelo caminho.
    Vi que tu comentou sobre cerveja no post. Tem uma marca especial com glúten free, é a Estrella Damm Daura. O inconveniente é o valor, acho que é uns 15 reais uma garrafinha, mas pelo menos os celíacos não morrem de vontade de cerveja. Não sei se ela é boa pq não bebo nada alcoolico, então na época nem cheguei a experimentar, mas é sempre bom ter uma liberdade maior nas escolhas quando se tem uma dieta tão restrita, né.
    Outra dica… Para fazer bolos, pega qualquer receita normal e substitui a farinha por maizena, a manteiga por óleo ou alguma margarina vegetal, o leite por água (não fica ruim) ou leite de soja/arroz, o chocolate em pó por cacau em pó. O segredo é sempre bater muito bem as claras em neve para ficar fofinho. Sabe que fica muito mais leve e gostoso do que bolo com trigo?! Recomendo o teste!
    E outra dica… Cuidado com o arroz de restaurantes, muitos colocam manteiga para ficar soltinho, então é sempre bom confirmar com o gerente do local antes de comer e passar mal.

    Ah! Cuidado com presuntos e etc tb. Compra eles sempre fechadinhos na embalagem original, nunca aqueles fatiados na hora. Esses geralmente são fatiados nas mesmas máquinas que o queijo, então ficam "contaminados" com lactose.

    Tá, chega de dicas… huaha acho que meu comentário ficou gigante! Espero ter ajudado um pouco. Boa sorte com a dieta! :)
    Beijos

  28. Delma às 11:17

    Oi Vic
    Sabe que to com uma urticária que me ataca o tempo todo, os meus olhos incham, a boca, coça muito, e já fui em um milhão de médicos e ninguém descobre a causa?
    Será que tenho intolerância e não sei?
    Caraca, a vida fica um pouco mais difícil né?
    Força na peruca….kkkk
    Beijinhos

    1. Victoria Siqueira às 11:21

      Será que não é algum tempero ou leite mesmo? Tenta dar uma cortada. Pode ser que seu caso seja tipo o meu, que nem exame de alergia dá para fazer pq qq coisa que colocar na pele pode dar alguma reação.

      Esse fds vou me dar ao luxo de comer glúten pra ver o que rola, dps volto a dieta e tento com derivado de leite. Vms acompanhar! hahaha :D

      :*

  29. Agislânia às 07:23

    To eu aqui esperando o resultado do meu exame pra saber se tenho intolerância a glútem (já que o maldito laboratório não funcionou no carnaval e atrasou tudo ¬_¬) e acompanhei seus comentários sobre o assunto no twitter… nem preciso dizer que já estava me preparando pra te pedir um post desse né.
    Ainda não recebi meu exame, mas espero mesmo que não seja esse o meu caso, porque apesar das suas ótimas dicas e qualquer outra que eu pudesse encontrar na internet minha vida pode ficar bem impossível se isso acontecer comigo já que minha dieta consiste em 90% de massa e eu luto pra aumentar qualquer meio quilo. Não quero nem pensar em como eu vou conseguir me alimentar assim se nesse fim de mundo onde eu moro mal encontro produtos diferentes no grupo dos "normais", quanto mais se eu tiver essa restrição.
    Mas torço muito por você e sua nova dieta. Se você pensar pelo lado bom, pelo menos você tem acesso aos produtos diferenciados né =)
    Beijos e obrigada pelo post que com certeza vai ajudar muita gente com esse problema.

  30. Raquel Benati às 16:37

    Vc talvez possa experimentar ficar sem soja também – ela( junto com o trigo e o leite) está na lista dos alimentos mais alergênicos e causadores de inflamação. Sei que fica bem mais difícil, pois TUDO tem alguma coisa de soja, seja o óleo, a lecitina ou a proteína. Se tiver tempo leia um pouco sobre a Dieta Paleo ou Primal e vai entender porque os cereais, o leite e as leguminosas nem sempre são nossas melhores opções alimentares.
    Em São Paulo também tem a Padaria Sabor de Saúde, onde tudo é sem glúten e sem leite ( fica na Vila Madalena).

    Beijos sem glúten

    Raquel Benati http://www.riosemgluten.com

    1. Victoria Siqueira às 13:50

      Eu tava lendo HOJE sobre a Paleo, acredita? Pensei em tentar, pelo menos pra dar um detox. Só cortando a lactose e o gluten deu uma diferença bem grande, mas, o bom seria dar uma limpada geral né?

      E tks pela dica! Já to querendo ir lá <3

      :*****

  31. Julia Thetinski às 10:04

    Oi Vicky!
    Tô indo pro médico essa semana, minha nutricionista anda desconfiada que eu tenha alguma intolerância alimentar… Certamente acompanharei sua saga.

    Beijo.

    1. Victoria Siqueira às 12:34

      Sério Ju? Mas eles tem alguma desconfiança do que pode ser? :(

  32. Nary às 16:31

    Num disse q n era o fim do mundo!
    Aliás, esquecesse da tapioca, também gluten e lactose free, fica ótima pra janta, faz a massa e põe blanquet de peru dentro pra comer! <3 Delicia.
    Ah, tem macarrão gluten free no mercado, são mais carinhos mas são gostosos viu e vende macarrão de arroz no supermercado pra fazer em casa é bom, só n lembro se o shoyu pode, mas acho que é liberado! :)
    Vamos em frente!

    bjs!

  33. Carol Mancini às 11:40

    Victoria, te admirando muito pela persistência e coragem porque, olha, não sei se eu consigo… Claro, se eu precisasse como é o seu caso, eu me esforçaria muito mais hahahaha… O caso é que eu preciso só parar de comer porcarias em horas erradas, como pizza de noite (minha perdição), o meu único problema é o feijão: eu odeio detesto e tenho asco eterno por feijão. Daí sempre tive que fazer reposição com complexo ferroso – o pior efeito colateral são os gases (sou sincera, dsclp) HAHAHAHA… No mais, o importante é ter a saúde em dia, corpo funcionando BEM significa melhor qualidade de vida, o que vai te ajudar em tudo, no trabalho, em casa, a emagrecer, a ficar mais feliz!!! yey! o/

  34. Janaína às 11:35

    Oi, Victoria!
    Eu e meus filhos somos celíacos, descobrimos faz 4 anos. Desde então fazemos a dieta sem glúten e também sem lactose. Apesar deles serem pequenos encaram numa boa as restrições, sem neuras.
    Até criei um blog para compartilhar com as pessoas as receitas e experiências, você está convidada a dar uma passadinha lá, o endereço é http://www.quitandasemgluten.com.br
    Bjs!!

    1. Victoria Siqueira às 11:40

      Oi Janaína! Com certeza já adicionando nos favoritos pra aprender receitas novas. Mega tks pelo comentário <3

  35. Lu Fávero às 11:24

    Nunquinha! Vou procurar <3

    Super obrigada pelo último site. E por apresentar essa padaria incrível cuja existência eu desconhecia.

  36. Lu Fávero às 11:05

    Uma banana madura muito bem amassada e batida (no garfo mesmo, até virar um creme) + 1 ovo + canela + um fio de azeite. Junta tudo e coloca 1minuto e meio no microondas e pronto :)

    1. Victoria Siqueira às 11:09

      Gente, que incrível. Eu tô viciada no bolo de chocolate com coco ralado, já fez?

  37. Lu Fávero às 10:43

    Macarrão de arroz salvou minha vida. E bolo de banana de caneca também (praquele dia que dá uma super vontade de comer bolo de manhã). Esse site também foi bem útil: http://www.semglutensemlactose.com

    1. Victoria Siqueira às 11:01

      Eu já gostava pq minha mãe costuma fazer, mas agora virou questão de sobrevivência! HAHAHA :D vou procurar a receita desse bolo <33333

      Também tô acompanhando esse blog, salvei nos favs, tem sido minha salvação. Esse tb tem umas receitas bem bacanas: http://www.patriciadavidson.com.br/blog/

      :***

Deixe seu comentário!