outubro 2013

5 Filmes “Sessão da Tarde” para comemorar o Halloween

postado em  •  12 comentários

Nunca fui chegada em filmes de terror. Confesso que durante muito tempo, essa minha não-afinidade era pelo medo, mas hoje em dia até me arrisco a dizer que eu assistiria numa boa em um dia desses -obviamente seguido de umas capsulas de passiflora para conseguir dormir depois HAHAHAH!

boo

Para celebrar o Halloween, a galera do Rotaroots propí´s uma nova blogagem coletiva, para que nós escolhêssemos nossos 5 filmes favoritos dentro da temática. E como eu sou uma pessoa nostálgica e medrosa, fiz minha lista baseada naqueles filmes “sessão da tarde” que marcaram nossa infí¢ncia e adolescência para assistir não só no dia de hoje, mas assim que você tiver uma oportunidade porque eles são praticamente atemporais. Olha só minha seleção:

#05 Os Fantasmas se Divertem (Bettlejuice, 1988)

bettlejuice

Tim Burton bom é Tim Burton roots, de raiz. O clássico do final da década de 80, “Os Fantasmas se Divertem”, é um daqueles filmes que fizeram nossa cabeça em Telas Quentes e Sessíµes da Tarde da década de 90, mas que nós não cansamos de assistir ainda hoje. Eu gostava tanto desse filme que tinha gravado em VHS e até perdi a conta de quantas vezes eu assisti. E quase fui a loucura quando lançaram a versão desenho do filme ”“não perdia um episódio sequer!

O mais engraçado é que, mesmo tantos anos após o seu lançamento, as lembranças do filme continuam na nossa mente, tanto nas falas, quanto em cenas épicas como a coreografia da Banana quanto no figurino do personagem principal que inclusive foi super tendência em 2013 #modas. Ah, e de acordo com boatos, se você disser “Bettlejuice” 3x seguidas neste Halloween, Robin Thicke vem fantasiado de Bettlejuice junto com a Miley Cyrus twerkando na sua frente.

TWERK MILEY #TEAMTWERK

TWERK MILEY #TEAMTWERK

Continue lendo →

Em 1 relacionamento sério com Imagine Dragons

postado em  •  8 comentários

Já disse algumas vezes aqui no blog que eu tenho uma certa resistência e preguiça de conhecer novos artistas. Mas confesso que, por outro lado, essa coisa do meu gosto musical ter estagnado na primeira metade da década passada (sim, estou falando de 2006 e não 1996 rsss) também me incomoda bastante. Nesses últimos 6 anos, alguns novos artistas tem ganhado meu coração e toda vez que eu vicio em algum deles, venho contar e indicar para vocês conhecerem -e o que também é ótimo me forço a sair da minha zona de conforto musical.

Meu mais novo ví­cio é o Imagine Dragons. Conheci a banda em uma coletí¢nea que a Universal mandou aqui para casa com vários outros artistas com uma pegada mais indie/folk, mas só fui me apaixonar mesmo alguns meses depois, assistindo um show da banda no Lollapalooza Chicago. Achei um rock tão delicinha que não me contentei com as amostras e fui ouvir o álbum completo no Deezer e mais recentemente, acabei comprando o CD também (dsclp, mas não consigo abandonar o hábito de comprar cópias fí­sicas!).

IMAGINE DRAGONS: ROCK FOFINHO SEM SER GRUDENTO

IMAGINE DRAGONS: ROCK FOFINHO SEM SER GRUDENTO

Assim como o Killers, o Imagine Dragons também é de Vegas, o que mostra que a cidade do pecado também já pode virar a cidade mais legal do mundo quando lembramos que Britney fará residência lá pelos próximos dois anos. A banda está na ativa desde 2007 e o primeiro álbum, “Night Visions”, foi lançado ano passado. Diga-se de passagem, o álbum é a mais pura delí­cia cremosa da música e dá vontade de ouvir em looping eterno. Sabe aquela trilha delicinha para ouvir num domingo de preguiça? Ou ainda para acompanhar a ida para o trabalho numa manhã ligeralmente ensolarada de primavera? Então, é isso!

A minha favorita até o momento? “It’s Time”, com letra e melodias fofinhas, impossí­vel não viciar e sair cantarolando por aí­ ~~~~~<3.

Agora é só torcer para que a banda venha em breve para o Brasil. Será que no LollaBR 2014 eles estarão escalados para representar Vegas no festival? Tí´ aqui acompanhando e fazendo minha torcida :D.

E para quem quiser conhecer mais sobre a banda, o álbum está disponí­vel na í­ntegra para os assinantes do Deezer e do Rdio.

Mixtape #30: Bug do Milênio

postado em  •  1 comentário

A vibe da blogosfera old-school do post passado me contaminou e confesso que estou mais nostálgica do que nunca. Daí­, como se não bastasse isso, a Pat fez um post com uma seleção de músicas que marcaram a vida dela na década passada (sim, estou falando dos anos 2000!). A Carla, inspirada pela Pat, também fez a dela.

E euzinha não quis ficar de fora deste maravilhoso meme e vim aqui deixar minha contribuição em forma de mixtape, para todo mundo começar a semana com essa vibe mais nostálgica e mais feliz. Essa mixtape também pode ser conhecida como a mais bipolar musicalmente de todos os tempos, já que é uma grande mistura de estilos e hits que fizeram nossa cabeça ao longo da primeira parte da década de 2000.

30bug2

Gostou dessa mixtape? Para baixar, clica aqui. E para ouvir todas as outras que já passaram para o blog, vem pra cá! \o/

welcome2000

Uma semana linda e cheia de coisas maravilhosas para todo mundo \o/

10 motivos para sentir saudades da blogosfera moleque

postado em  •  30 comentários

Eu sou uma grande entusiastas dos blogs e acho que isso se deve ao fato de eu ter um desde os primórdios da Internet, em 2002. Da época que Internet banda larga era luxo e que eu tinha que me conectar escondido da minha mãe, para atualizar meu primeiro blog no Blig, um dos primeiros servidores gratuitos da plataforma, e desligar assim que ela pegasse o telefone e ouvisse o chiado caracterí­stico das conexíµes discadas. Isso sem falar nas aulas de educação fí­sica cabuladas para ficar na biblioteca do colégio atualizando meu blog com desabafos, situaçíµes engraçadas e muitos, mas muitos gifs piscantes com mensagens ”“isso antes mesmo dos scraps do Orkut.

blogroots

Os anos passaram, o estilo mudou mas a paixão continua aqui. Nesses quase 12 anos blogando, mudei algumas vezes de endereço, tirei alguns breves perí­odos sabáticos, outras tantas de roupa e raras vezes de estilo -a última, vocês já sabem, me arrependi amargamente e nunca tive vergonha de admitir isso. Mas eu sou o tipo de pessoa que além de nostálgica, mantenho um certo orgulho do meu passado e confesso que gosto de relembrar as coisas legais que marcaram um perí­odo bom da minha vida.

Prova disso foi o que aconteceu no sábado passado. Resolvi aproveitar o dia livre para dar uma organizada no blog que estava í s moscas, trocando algumas coisas do design e corrigindo alguns bugs. Foi na busca incansável pela correção de um erro que eu me dei conta do quanto os antigos fóruns blogueiros eram importantes e o quanto eles faziam falta nessas horas -sempre tinha alguém disposto a ajudar outro amigo blogueiro. Resolvi abrir um status disso no meu Facebook e BOOOOOOOOOM: vários amigos da blogosfera old-school começaram a desenterrar várias coisas que faziam de nós blogueiros mais felizes.

Foi a partir dessa conversa que surgiu a ideia deste post que faz parte de uma blogagem coletiva com vários outros lindos sobre a blogosfera platinum-gold e nossos greatest hits. Spoiler: este post te levará de volta para o ano de 2005 e eu serei sua guia. Pega na minha mão, feche os olhos, dê o play e vem comigo:


#01 ”“ Os posts eram mais livres

blogueiromoleque2

Nicho não era um problema -ninguém se sentia pressionado, mesmo que indiretamente, a nichar o blog. Os blogs moleques levavam a sério mesmo a denominação de serem “diários virtuais” e ninguém se esquivava de falar sobre como tinha sido o dia na escola/faculdade/trabalho, sobre o namorado, sobre o pé na bunda, sobre o que fez no final de semana. Em resumo: todos os check-ins que hoje damos no Foursquare, as mágoas do Facebook ou as indiretas no Twitter, tudo era motivo para um post. Se é que a gente precisava de algum motivo especial para isso.

Continue lendo →