amor vdd amor eterno

Os 10 anos de The Killers no maravilhoso “Just Another Girl”

postado em  •  8 comentários

Tá, não é novidade que Killers é minha banda favorita e eu tenho plena consciência de que ás vezes, os leitores do blog ficam de mimimi porque eu faço fangirling. Por outro lado, o blog é meu, é um reflexo do que eu sou e do que eu gosto, logo, eu escrevo sobre o que eu quiser nele! HAHAHAHA

CRí‰DITOS: BATTLEPORN.TUMBLR.COM

MINHA REAí‡íƒO QUANDO RECLAMAM QUE EU Sí“ FALO DO MOZíƒO

Brincadeiras (ou não) a parte, o Killers completou 10 anos de carreira e para celebrar este marco, lançou sua primeira coletí¢nea, o Direct Hits. Além dos singles lançados pela banda (quer dizer, quase todos porque deixaram “Bones” e
“Here With Me” de fora)
e dos hinos desperdiçados do Battle Born que resolveram reaproveitar na coletí¢nea, “The Way It Was” e “Be Still”, o álbum conta com 1 remix-farofa-uh-uh-aiaiaiai do Calvin Harris para “When You Were Young” e 2 faixas inéditas. A primeira, “Shot At The Night” produzida em parceria com Alexander Gonzalez do M83 (e que eu já babei ovo neste post), virou o single-chefe da coletí¢nea e ganhou um clipe todo fofuxo, com uma fotografia linda mas que eu como fã, confesso que fiquei decepcionada, já que, com exceção do Brandon, o resto da banda sequer deu as caras. Poxa gente, era um clipe com uma música inédita da coletí¢nea dos 10 anos de banda, fazer uma pontinha no ví­deo era o mí­nimo né?

Mas para a minha surpresa e de outros fãs, a banda fez um verdadeiro VRí na nossa cara e personificou a expressão “sambou sem prometer”, lançando o clipe da segunda música inédita, a maravilhosa “Just Another Girl”, hoje a tarde, quando ninguém esperava. Minha reação, quando a Sah me mandou o link no Feicetruque, foi mais ou menos essa:

CRí‰DITOS: TALKTOSTRANGERS.TUMBLR.COM

“AI MEU CORASSAUM”

A música, que já era uma delicia cremosa, ficou ainda mais magní­fica com o clipe, digno de uma banda que está comemorando seus 10 anos de carreira e de fazer qualquer fã que se preze querer chorar de tanto amor.

Ao longo dos quase 4:30 de ví­deo, a trajetória da banda é contada através de referências a videografia, aos álbuns lançados e até mesmo os figurinos icí´nicos do mozão Brandon Flowers como o blazer de penas de Day&Age e o extravagante terno dourado de Sam’s Town. E ao contrário de Shot At The Night, a protagonista do clipe é a gatézima Dianna Agron, que interpreta o Brando, enquanto ele aparece, digamos, como “figurante” do próprio ví­deo. O resultado não poderia ser outro e vou além: me arrisco a dizer que é o melhor clipe da banda, pelo menos para mim :D.

Continue lendo →

Coisa linda do dia: The Killers canta The Smiths

postado em  •  6 comentários

Oi gente! Tí´ sumida, tí´ relapsa, to negligente… eu sei. A vida está boa, está corrida e ainda tenho uma monografia para entregar em setembro. Eu até tenho ideias e pautas para escrever aqui no blog, mas preciso confessar que o pouco tempo que acaba sobrando no meio desta loucura, tenho procurado descansar (ou melhor, dormir mesmo). Mas juro que vou arrumar tempo para voltar a escrever com mais frequência aqui :D.

Mas para vocês não acharem que eu morri ou desisti do blog, vim falar sobre amor, ou sobre coisas lindas para você ver neste sábado de outono. Tipo Killers fazendo cover de Ask do Smiths no show de quinta passada (06). Brandon, meu muso-mor absoluto desde 2005, fazendo com que eu garre ainda mais amor por ele -se é que isso é possí­vel.

~Ascho lynda~? Então pega na minha mão e faz um vale a pena ver de novo com a versão que o Brandolindo fez de “There Is A Light That Never Goes Out” em fevereiro ”“e eu já tinha apontado aqui como um dos motivos para ama-lo incondicionalmente.

Ou seja pessoal: se isso não é amor, não sei mais o que pode ser. PLMDDS Brandon, eu sei que você pediu para ser maravilhoso assim no vale do eco, mas vamos parando de esfregar isso o tempo inteiro na cara da sociedade porque eu não tenho mais estruturas para isso hihihi.

HIHIHIHI <3 HIHIHIHI <3[/caption]

The Killers sendo maravilhosos no Lollapalooza Brasil 2013

postado em  •  11 comentários

Não é nenhum segredo o quanto eu sou apaixonada pelo The Killers. Embora seja uma pessoa movida a música e gostar de vários artistas, poucos alcançam o status de “amor incondicional” no meu coração ”“e claro que Brandon e sua trupe fazem parte deste ~seleto~ grupo, junto com o Garbage.

Acompanho a banda praticamente desde o “Hot Fuss”, de 2005. Se Garbage foi a banda da minha adolescência, posso dizer que Killers é a banda da minha vida adulta. E preciso confessar que a cada oportunidade que eu tenho de ver a banda ao vivo, este amor só aumenta. E a expectativa de vê-los é sempre gigante, acompanhada de uma certa ansiedade em vê-los novamente.

Quem já teve a oportunidade de conferir a performance ao vivo da banda de Las Vegas, ou pelo menos através de ví­deos ou do maravilhoso DVD Live From Albert Hall, sabe que Brandon, Dave, Mark e Ronnie não se contentam com pouca coisa. Além de uma setlist poderosa, a banda esbanja simpatia e carisma, com performances inesquecí­veis. E me perdoem os haters, mas se tem uma coisa que o Killers sabe fazer bem é fazer um show de encher os olhos. E o show desta sexta-feira no Lollapalooza Brasil 2013, não poderia ser diferente. Ou melhor, foi. E para a melhor.

EUZINHA FAZENDO UMA PONTA NA FOTO OFICIAL DO SHOW DO LOLLAPALOOZA 2013!

EU (SETA) E BRANDONLINDO NA FOTO OFICIAL DO SHOW: UM DIA DIFICIL NA VIDA DAS INIMIGAS

Cheguei no Jockey por volta das 13h30, dei uma volta e, ao ver que eu conseguiria um bom lugar no palco “Cidade Jardim”, dedidi ficar por lá. A partir das 14h, consegui um espacinho na grade que separava o público do palco e achei por bem ficar por lá. Dali em diante, foram horas de espera, sem comer, sem beber água, sem ir ao banheiro, sem circular, dores nos pés e nas costas. Mas eu sabia que aquele esforço valeria a pena ”“e valeu!

Depois de uma longa espera e muitos gritos durante a montagem (principalmente quando o sintetizador com o raio iluminado de Brandon chegou), a banda entrou no palco com um dos seus maiores hits, Mr. Brightside, e botou o Jockey inteiro abaixo. Brandon ficou tão emocionado que era visí­vel que ele estava tremendo nas primeiras músicas do show, e assim como restante da banda, que parecia desacreditar em tudo aquilo –nesse trecho dá pra ver a cara de surpresa dele. Durante a terceira música, “The Way It Was” (Battle Born, 2012), BFlow aproveitou para cumprimentar o público em português, muito amor.

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno1_500

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno2_500

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno3_500

Gifs por oversunsetplain.tumblr.com

GIFS POR OVERSUNSETPLAIN.TUMBLR.COM

Daí­ em diante, o que se viu nas outras 1h30 de apresentação foi um show recheado de grandes hits da banda e pouquí­ssimas músicas do último álbum. Acredito que esta escolha se deva ao fato de não ser um show independente da banda, mas um formato festival, considerando que nem sempre o público presente é fã da banda a ponto de conhecer músicas que não sejam single, assim como o Brandon puxando coros em músicas não singles do BB. De qualquer forma, senti falta de músicas como Bones, Here With Me, Flesh and Bone (próximo single) e a faixa-tí­tulo da tour, Battle Born. A estrutura do palco estava linda, contando com backdrops incrí­veis e iluminação, que mudava de acordo com a era/single da banda, e efeitos especiais, como uma “bomba” inesperada em “Miss Atomic Bomb”, papéis picados em formato de raios e “K” na maravilhosa “All These Things That I’ve Done” e chuva de fogos em “When You Were Young”.

O que me deixou mais impressionada é o fato da banda estar a cada nova tour, em melhor forma ”“ e olha que os shows sempre foram fantásticos. Os CDs podem decepcionar os fãs mais xiitas (não euzinha, porque eu amo o Day and Age e o Battle Born, rsss), mas não dá para negar que no palco os filhos de Nevada estão ainda melhores, tanto em termos de carisma, quanto forma: Brandon está cantando mais do que nunca (e olha que 2 semanas atrás ele cancelou shows por conta de uma faringite) e está cada vez mais performático, carismático e usando seu poder de persuasão para conquistar plateias, que respondem prontamente com vozes, mãos e palmas.
Continue lendo →

Oba! Tem The Killers dose dupla para animar o feriado \o/

postado em  •  2 comentários

Precisando de um motivo extra para sorrir neste feriado? Então ajoelhe e agradeça a São Brandon pela graça alcançada! HAHAHAHA

BRANDON FLOWERS E SUA TRUPE FAZEM SUA ALEGRIA NESTE FERIADíƒO!

O clipe de “Miss Atomic Bomb”, segundo single da era “Battle Born” (e uma das minhas favoritas do álbum, foi disponibilizado hoje no canal da banda no VEVO. O ví­deo mostra trechos de backstage e do novo show de Brandon Flowers e sua trupe, que deve passar pelo Brasil no dia 29 de março do ano que vem, durante o festival Lollapalooza.

Apesar do ví­deo num primeiro momento parecer sem sal por se tratar de uma compilação de registros da tour, ao mesmo tempo, passa um pouco da energia boa que a banda transmite em suas apresentaçíµes ao vivo e nos deixa bem ansiosos para a nova passagem pelo paí­s <3.

Além disso, a banda também disponibilizou o ví­deo de “Zombie Hands”, canção gravada em 2009 mas que só agora ganhou ~um clipe~ especialmente para a comemoração do Halloween. Tanto a gravação quanto a edição foram bem amadoras, dando todo um toque todo trash a ~produção~. O resultado: tão ruim, mas tão ruim que ficou ótimo! HAHAHAHAHA

Já pode começar o countdown para o Lolla 2013? OBG! <3