blogosfera

Sobre bloqueio criativo, pausas para respirar e recomeçar

postado em  •  22 comentários

blow

É, eu voltei. Depois de 1 ano e 3 meses sem escrever para o blog, decidi que era a hora de voltar. Sem alardes, na calada da noite de sábado, sem que alguém pudesse notar. É engraçada a sensação de voltar para um lugar que sempre foi o meu. Deve ser algo como voltar para a terra natal depois de um tempo fora.

Esse ano completei 15 anos blogando, sendo 10 deles aqui no Borboletando. Escrever foi a forma que eu encontrei de me expressar e, principalmente, me relacionar com as pessoas. A timidez e ansiedade atrapalharam, durante muitos anos, a forma com que eu me relacionava com pessoas, principalmente na hora de fazer novos amigos. Sabe aquele medo de falhar, de não ser legal o suficiente e de gaguejar em público? Pois é, trabalhamos desde 1985. Ok, reconheço que tive uma grande melhora nesse ponto nos últimos anos, mas nem por isso ela deixou de existir em algum momento da minha vida.

Quando eu criei meu primeiro fã-clube na adolescência, o das Spice, no fundo eu só queria conhecer pessoas que tivessem algo em comum comigo e me comunicar com elas por cartas. E foi isso que aconteceu durante bons anos, com cartas quase que semanais para os amigos que fiz por todo o Brasil, sendo alguns deles, transportados para vida real. Quando eu fiz meu primeiro registro em blog, o sentimento não foi muito diferente: eu queria um espaço para que eu pudesse não só expor minhas ideias e fazer desabafos, mas ter a oportunidade de conhecer pessoas novas e interagir com aqueles que já faziam parte da minha vida, numa versão virtual daquela troca de cartas que eu fazia aos 11, 12 anos. Aliás, mais do que isso: escrever acabou se tornando uma paixão, uma terapia e válvula de escape para lidar com a ansiedade e os momentos que eu precisava canalizar essa energia.

Nesses 15 anos, a concepção de blog mudou e minha relação com ele também. Se no começo da minha vida como blogueira eu fazia, muitas vezes, mais de um post por dia contando sobre algo que havia acontecido comigo na vida pré-vestibular ou pérolas das primeiras baladas que eu frequentei, essa frequência foi diminuindo e os posts foram ficando cada vez mais escassos. Muito disso se deve ao fato de ter aperfeiçoado minha escrita, em trazer novos temas e ter ficado mais exigente com aquilo que eu compartilhava, além da rotina de estudos + trabalho, que também limitava meu tempo livre disponível. Porém, algo de errado começou a acontecer e essa conta não fechava como de costume. Sentar a bunda na cadeira e abrir o notebook para escrever nos meus momentos de ócio, principalmente aos finais de semana, foi deixando de ser um prazer para virar um daqueles fardos pesados, difíceis de serem carregados. Era a sensação de estar em um lugar completamente branco e insosso, e que mesmo querendo trazer cor e vida para aquele espaço, não conseguia agir. Quanto mais eu tentava, menos eu conseguia e , consequentemente, mais ansiosa eu ficava. Era como se eu abrisse uma matrioska eterna de rascunhos, abandonados sem ter sequer um parágrafo escrito.

Inspiração e motivação: muitas vezes ela até existia, mas pode acabar

Embora trabalhe profissionalmente com planejamento editorial/conteúdo web há quase 10 anos e lide muito bem com os momentos de bloqueio criativo no dia a dia (diga-se de passagem, é absolutamente normal quando você trabalha com criatividade e facilmente resolvido na maioria das vezes com uma pausa para tomar um café na copa ou uma conversa com o colega ao lado), sentia que havia algo de errado quando eu pensava na minha relação com o blog nestes últimos 2 anos. Algo que incomodava e me deixava cada vez menos motivada a escrever, mesmo sobre um tema que me enchesse os olhos ou algo que eu contasse com muito entusiasmo na roda de amigos. Eu simplesmente não conseguia desenvolver nenhum texto, nenhum raciocínio, nada. A cada nova tentativa, era tomada por um tsunami de frustração, inadequação e até um certo desconforto físico, que me fazia respirar fundo e fechar o Word sem mesmo salvar qualquer rascunho para tentar mais tarde. E o que antes era minha forma de canalizar minha ansiedade, foi se tornando combustível para alimentá-la com a auto-cobrança e meu grande bug mental: o medo de falhar e de entregar algo abaixo das minhas próprias expectativas.

Como eu disse neste post, a chegada dos 30 tem me ajudado a compreender muitas coisas, descomplicar outras e a me cobrar menos com relação as coisas, desde aquelas que dependem único e exclusivas de mim às que eu não posso ter controle. Aprender a lidar com a minha ansiedade, embora ela esteja aqui desde sempre, foi essencial nessa caminhada, entendendo que ela não era apenas um traço da minha personalidade, mas algo que atrapalhava minha forma de lidar com as coisas ao meu redor e comigo mesma. A autocobrança continua existindo, o medo de falhar às vezes aparece para lembrar que ele existe, mas estes últimos tempos tem me ensinado a lidar quando eles decidem bater na minha porta para dar um oi. Não vou mentir: nem sempre consigo vencê-la e as vezes o caminho é parar tudo, respirar fundo e tentar mais tarde. Mas, se eu aceitar que eu posso refazer em um outro momento, me dou por satisfeita e me considero uma vencedora nessa batalha interna.

A pausa no blog fez parte deste processo. Mais do que um simples bloqueio criativo, me permitir a tirar este tempo para que eu entendesse que se a minha peça não está encaixando naquele quebra-cabeça, é preciso respirar fundo e recomeçar –as vezes tentando um novo jogo, as vezes sem regras premeditadas, as vezes guardando tudo e tentando de novo outro dia. É como diz em Closing Time do Semisonic, uma das minhas músicas favoritas da vida: “todo novo começo vem do fim de outro começo”. E assim por diante.

Daqui para a frente, não vou prometer. Minha única pretensão é manter este espaço como a mesma leveza que a Victoria dos 16 anos manteria seu diário-agenda: sem roteiros, sem pautas, sem pressão e talvez, com muitas surpresas que os dias reservam para a gente. Quero escrever sobre algo que eu vivi algum dia destes aí, indicar algo que eu ouvi, recordar momentos do passado, falar sobre a última série que eu assisti, sobre algo legal que aconteceu na minha vida. E espero ter você por aqui :).

Blogger Secreto: a revelação!

postado em  •  28 comentários

migocapa

No final do ano passado, a Duds e a Marina fizeram um convite irrecusável: participar de um amigo secreto entre as migas blogueiras. Ao contrário da maioria das pessoas, eu curto muito participar de amigo secreto, sou geralmente a “tia do pavê” puxar o coro da brincadeira e já estava chateada que ia passar 2014 sem participar de nenhum. Não tinha como dizer não <3.

Infelizmente, não consegui participar de todas as atividades propostas na brincadeira, como apresentar o que ia acontecer e, principalmente, montar minha wishlist para minha amiga secreta escolher meu presente, por conta da correria de final do ano. Ou seja: teoricamente, dei um trabalhinho extra para quem tinha me tirado, mas, por outro lado, preciso tirar o chapéu para ela porque ela não poderia ter acertado mais.

Dai que um dia desses, cheguei em casa e encontrei uma caixa com o remetente chamadx Toni. Podia ser de “Antônio” ou algo assim, mas na minha cabeça começou a tocar automaticamente:

Bom, voltando. Abri a caixa e dei de cara com um presente embrulhado em um papel de seda dourado e três papéis com dicas sobre quem era aquele pokemon -e dai a dúvida de qual abrir primeiro, o presente ou ou papel. Fui para os papéis para fazer um suspense maior:

Dica #1: vish

Dica #1: vish

Dica #2: começou a melhorar, mas ainda rola 1dúvida

Dica #2: começou a melhorar, mas ainda rola 1dúvida

Dica #3: AGORA SIM MANOLOS!!!!!!!!1111111

Dica #3: AGORA SIM MANOLOS!!!!!!!!1111111

migo-almofada

O último papelzinho entregou o jogo e antes mesmo de ler a carta-revelação, já saquei que era a gatézima da Ba Moretti. Rolou toda uma emoção quando eu descobri que era ela porque 1) AMO o blog dela 2) porque eu acho a Ba uma querida 3) porque ela acertou demais na escolha do presente e fiquei feliz em ver que, apesar de eu não ter dado pista nenhuma do que eu queria, rolou todo um carinho na escolha. Obrigada Ba, de verdade. A almofada já está na minha cama, ornando perfeitamente com meu flamingo de pelúcia que eu ganhei de outra amiga linda, a Manu.

Agora querem saber quem eu tirei? Bom, vou deixar algumas dicas:
#01 Ela é incrível
#02 É mineira
#03 Escreve para outros blogs tão incríveis quanto o dela
#04 Tem um homeoffice lindo e mega inspirador.

Quer descobrir quem é? Então visita os outros blogs que participaram do Blogger Secreto e descubra <3

Adri – Pequenina Vanilla, Andressa – Era 1x, Ba Moretti – BMRTT, Carol – Alma Camponesa, Celle –Cerise’n’Pepper, Cris – Entre Batons & Cafés, Duds – Pode Chamar de Duds, Gabi –Teoria Criativa, Julia – Twolia, Marina – Querido Click, Pat – Avec Mes Louboutin, Marina – Plataforma 36, Mih – Mobic, Lominha – Sernaiotto

Giro da Blogosfera #13

postado em  •  10 comentários

flamingo-giro

O blog voltou, as publicações voltaram (ainda que em marcha lenta, mas calma que vai galera! HAHAHA), mas 1 coisa estava faltando. E ela voltou, com cara nova e girando mais do que catraca de ônibus sentido Centro em horário de pico. Sim, o Giro da Blogosfera está de volta, para ficar, com direito a um lindíssimo flamingo girando freneticamente e exibindo toda sua fabulosidade em homenagem aos links mais legais da semana.

A seleção desta semana tem uma porção caprichada de posts excelentes de comportamento, relacionamento e feminismo, inspirações para mudar o cabelo nosso de cada dia e uma receita docinha, delícia e saudável que eu pretendo adaptar para uma versão sem leite muito em breve.

giro13

1. Do Superela – “Closer” é um dos meus filmes favoritos da vida todinha e cada vez eu assisto, saio com uma percepção diferente sobre os personagens e da reflexão do filme como um todo. O Daniel analisou 4 frases do filme e fez um paralelo sobre os relacionamentos da vida real.

2. Do Girls With Style – Vira e mexe faço um post sobre comportamento e auto-estima aqui no blog porque é algo que eu venho trabalhando dentro de mim há anos (expliquei melhor no post do #stopthebeautymadness), e sempre tenho vontade de abraçar quem escreve posts incríveis como este. Toma meu abraço, Polly.

3. Do F-utilidades – Ainda sobre o assunto abordado no GWS, quando instalei o jogo da Kim no celular, achei tudo muito divertido, com exceção dos dates que eu marcava com os boys que detonavam o visual da minha personagem em qualquer ocasião, por mais que ela “se arrumasse”. E sabemos que, infelizmente, isso não acontece apenas no jogo. A Carla também teve essa mesma sensação e fez uma reflexão sobre os boys detonadores de auto-estima. E fica um conselho: miga, você não merece alguém que não te aceite como é.

4. Do Depois dos Quinze – No meio do ~~~~modismo~~~ (o que eu acho, particularmente ótimo!) e MUITO achismo (o que não é nada bom) em torno do feminismo, é muito bacana ver blogs grandes e direcionados ao público jovem falando sobre isso, desmistificando preconceitos e visões turvas sobre o assunto. A lindeza da Gabi fez um post ultra bacana introduzindo o assunto e vai fazer uma série sobre. Para acompanhar!

5. Do Beautiful Mess – 2015 batendo na porta, chegou a hora de pensar em uma agenda não só para organizar a vida, mas lembrar daquilo que interessa -inclusive nos momentos mais complicados. Essa ideia do”Beautiful Mess é, além de bem criativa e fácil, uma forma de mostrar que a vida também pode ser boa apesar de todos os perrengues. Já pode copiar? <3 (em inglês)

6. Do Fashionismo – AMO/SOU tranças e acho que só não ganha do coque no quesito ‘penteado favorito para todos os momentos, do trabalho à festa de gala’. A The fez uma seleção de 15 penteados usando trança totalmente copiáveis e fáceis de reproduzir em casa. Inspiração para aquele programa de última hora ou para mudar a cara no dia-a-dia sem tomar muito tempo.

7. Da Paula Abrahão – Quando vi essa receita de Crumble de Ameixa com Amêndoas da Paulinha, pensei logo em uma adaptação sem leite, substituindo a manteiga por azeite frutado, óleo de coco ou margarina. Vou tentar fazer e se der certo, conto pra vocês!

Se eu pudesse mudar o significado de ‘musa’ no dicionário, certamente colocaria como sinônimo Gwen Stefani. Eu apenas não sei lidar com a maravilhosidade que é esta mulher. Ela canta, tem uma banda incrível, soube se reinventar solo, é casada com outro muso, tem filhos lindos, sabe usar melhor que ninguém o combo batom vermelho e delineador before it was cool e de quebra, faz músicas ótimas. Quando eu crescer, quero ser Gwen <3.

Viu um link legal e quer compartilhar comigo? Sugere nos comentários ou no grupo do blog no Facebook! :)

Giro da Blogosfera #11

postado em  •  4 comentários

Ela andava meio sumida, mas sentiu falta dos leitores mais incrí­veis da blogosfera e voltou. Sim, estou falando de mim e principalmente do…

giro

No meio da correria que minha vida virou nos últimos 2 meses, não quis acumular mixtapes e giros aqui no blog, por isso, ela ficou em hiato. Até agosto, quando minha vida continuará a 1000 por hora, a TAG ficará sumidinha, mas prometo que logo mais ela volta com força total ao ritmo semanal \o/.

A seleção de links desta vez tem tanto posts da última semana, quanto coisas mais ~~~antigas~~~ mas que valem o compartilhamento. Espero que gostem e compartilhem estes links que eu separei com tanto carinho para vocês <3

A Paloma fez um desafio bem legal para quem precisa fazer uma faxina para se tornar mais criativo. Vamos participar? Que tal salvar a máscara de cí­lios ressecada antes de comprar uma nova? Dica pra vida lá no Coisas de Diva! Buzzfeed fez uma lista de amor com as razíµes porque 1999 foi a melhor ano do POP :) A Gabi fez uma lista com links legais para entender mais sobre o Feminismo :) Um amor vdd amor eterno por este blog, cheio de receitas delí­cias e saudáveis. Esse bolinho fica ótimo <3 Chorando na fofura desse DIY no Alma Camponesa. Além de gatinho, dá pra pensar em outros formatos :D í‰rnica sempre mandando mega bem nos posts lá no Image Map

Tem uma dia de post para o próximo giro? Manda nos comentários ou compartilha comigo no grupo do blog no Facebook! :)