blogs de raiz

10 motivos para sentir saudades da blogosfera moleque

postado em  •  30 comentários

Eu sou uma grande entusiastas dos blogs e acho que isso se deve ao fato de eu ter um desde os primórdios da Internet, em 2002. Da época que Internet banda larga era luxo e que eu tinha que me conectar escondido da minha mãe, para atualizar meu primeiro blog no Blig, um dos primeiros servidores gratuitos da plataforma, e desligar assim que ela pegasse o telefone e ouvisse o chiado caracterí­stico das conexíµes discadas. Isso sem falar nas aulas de educação fí­sica cabuladas para ficar na biblioteca do colégio atualizando meu blog com desabafos, situaçíµes engraçadas e muitos, mas muitos gifs piscantes com mensagens ”“isso antes mesmo dos scraps do Orkut.

blogroots

Os anos passaram, o estilo mudou mas a paixão continua aqui. Nesses quase 12 anos blogando, mudei algumas vezes de endereço, tirei alguns breves perí­odos sabáticos, outras tantas de roupa e raras vezes de estilo -a última, vocês já sabem, me arrependi amargamente e nunca tive vergonha de admitir isso. Mas eu sou o tipo de pessoa que além de nostálgica, mantenho um certo orgulho do meu passado e confesso que gosto de relembrar as coisas legais que marcaram um perí­odo bom da minha vida.

Prova disso foi o que aconteceu no sábado passado. Resolvi aproveitar o dia livre para dar uma organizada no blog que estava í s moscas, trocando algumas coisas do design e corrigindo alguns bugs. Foi na busca incansável pela correção de um erro que eu me dei conta do quanto os antigos fóruns blogueiros eram importantes e o quanto eles faziam falta nessas horas -sempre tinha alguém disposto a ajudar outro amigo blogueiro. Resolvi abrir um status disso no meu Facebook e BOOOOOOOOOM: vários amigos da blogosfera old-school começaram a desenterrar várias coisas que faziam de nós blogueiros mais felizes.

Foi a partir dessa conversa que surgiu a ideia deste post que faz parte de uma blogagem coletiva com vários outros lindos sobre a blogosfera platinum-gold e nossos greatest hits. Spoiler: este post te levará de volta para o ano de 2005 e eu serei sua guia. Pega na minha mão, feche os olhos, dê o play e vem comigo:


#01 ”“ Os posts eram mais livres

blogueiromoleque2

Nicho não era um problema -ninguém se sentia pressionado, mesmo que indiretamente, a nichar o blog. Os blogs moleques levavam a sério mesmo a denominação de serem “diários virtuais” e ninguém se esquivava de falar sobre como tinha sido o dia na escola/faculdade/trabalho, sobre o namorado, sobre o pé na bunda, sobre o que fez no final de semana. Em resumo: todos os check-ins que hoje damos no Foursquare, as mágoas do Facebook ou as indiretas no Twitter, tudo era motivo para um post. Se é que a gente precisava de algum motivo especial para isso.

Continue lendo →