brandonlicious

10 famosos que eu pegaria de forma sexy sem ser vulgar

postado em  •  64 comentários

Quem nunca teve uma paixonite platí´nica na adolescência por algum famoso, que atire a primeira pedra, HAHAHAHAHA!

Acho que eu nunca contei aqui no blog, mas quando eu tinha uns 12 anos, eu jurava que um dia eu ia me casar com o Nick Carter, com direito a idealizar vestido de noiva, na festa do casamento, pensar no nome dos filhos e o quanto eu gostaria que eles se parecessem com o pai.

Alguns anos depois, a gente sabe que esse tipo de relação é praticamente impossí­vel de acontecer (não vou dizer completamente, porque vai que né?), mas certamente a gente ainda guarda aquele sentimento adolescente de criar mentalmente uma famí­lia digna de comercial de margarina com algum famoso que te atraia de alguma maneira. Ou pelo menos, como seria fazer o boy uns 15 minutinhos numa festa ou num domingo chuvoso. Quem nunca, não é mesmo?

CASUALMENTE CHEGANDO NO BACKSTAGE

CASUALMENTE CHEGANDO NO BACKSTAGE

A Carolda criou um meme sexy sem ser vulgar e engraçadí­ssimo sobre os 10 famosos que ela daria. Mas como este é um blog familiar (ou minha famí­lia lê e comenta este weblog), fiz uma adaptação deste belí­ssimo meme para “10 famosos que eu pegaria”. Assim como a versão da Carolda, as regras consistem apenas em nomes + fotos e do porque da escolha.

Vamos aos meus musos?

#10: Morrissey

VAI DIZER QUE NUM DOMINGO A TOA EM CASA DOS ANOS 80 VOCíŠ NíƒO PEGAVA?

VAI DIZER QUE NUM DOMINGO A TOA EM CASA DOS ANOS 80 VOCíŠ NíƒO PEGAVA?

Ok, mais ou menos. Acho Morrissey um cara interessante, não necessariamente gato, mas que envelheceu muití­ssimo bem. Além disso, ele é autor/interprete de uma das minhas músicas favoritas ever. Ou seja: um conjunto de motivos suficientes para me convencer de que ele seria um bom partido ”“ao menos, por uns 15 minutinhos.

morrissey-gif

#09: Ryan Gosling

NOSSO EX-QUASE BSB FAVORITO <3

NOSSO EX-QUASE BSB FAVORITO <3

Já tive minha fase de loiros na adolescência (oi Nick Carter!) e hoje em dia acho que de oxigenada já basta euzinha, mas vamos combinar que Ryan Gosling é um dos caras mais bonitos e interessantes de Hollywood. E, como se não bastasse o fato de ser gatézimo, o moço vive pra lá e para cá com seu cachorro, o que ganha alguns milhares de pontos na escala Vic de Requisitos que vai de 0 a quantas tequilas eu tomei 100000000.

pegaria-ryan2

Me perdoem amigas e leitoras catlovers e o hipsterismo do Instagram com homens tatuados acompanhados de gatos, mas não tem nada mais sexy do que um homem bonito e que seja apaixonado por cachorros. Ok, exagerei, tem sim, mas BTW acho fofo.

REAí‡íƒO DO RYAN AO SABER QUE ENTROU NESTA LISTA (RISOS)

REAí‡íƒO DO RYAN AO SABER QUE ENTROU NESTA LISTA (RISOS)

Continue lendo →

The Killers sendo maravilhosos no Lollapalooza Brasil 2013

postado em  •  11 comentários

Não é nenhum segredo o quanto eu sou apaixonada pelo The Killers. Embora seja uma pessoa movida a música e gostar de vários artistas, poucos alcançam o status de “amor incondicional” no meu coração ”“e claro que Brandon e sua trupe fazem parte deste ~seleto~ grupo, junto com o Garbage.

Acompanho a banda praticamente desde o “Hot Fuss”, de 2005. Se Garbage foi a banda da minha adolescência, posso dizer que Killers é a banda da minha vida adulta. E preciso confessar que a cada oportunidade que eu tenho de ver a banda ao vivo, este amor só aumenta. E a expectativa de vê-los é sempre gigante, acompanhada de uma certa ansiedade em vê-los novamente.

Quem já teve a oportunidade de conferir a performance ao vivo da banda de Las Vegas, ou pelo menos através de ví­deos ou do maravilhoso DVD Live From Albert Hall, sabe que Brandon, Dave, Mark e Ronnie não se contentam com pouca coisa. Além de uma setlist poderosa, a banda esbanja simpatia e carisma, com performances inesquecí­veis. E me perdoem os haters, mas se tem uma coisa que o Killers sabe fazer bem é fazer um show de encher os olhos. E o show desta sexta-feira no Lollapalooza Brasil 2013, não poderia ser diferente. Ou melhor, foi. E para a melhor.

EUZINHA FAZENDO UMA PONTA NA FOTO OFICIAL DO SHOW DO LOLLAPALOOZA 2013!

EU (SETA) E BRANDONLINDO NA FOTO OFICIAL DO SHOW: UM DIA DIFICIL NA VIDA DAS INIMIGAS

Cheguei no Jockey por volta das 13h30, dei uma volta e, ao ver que eu conseguiria um bom lugar no palco “Cidade Jardim”, dedidi ficar por lá. A partir das 14h, consegui um espacinho na grade que separava o público do palco e achei por bem ficar por lá. Dali em diante, foram horas de espera, sem comer, sem beber água, sem ir ao banheiro, sem circular, dores nos pés e nas costas. Mas eu sabia que aquele esforço valeria a pena ”“e valeu!

Depois de uma longa espera e muitos gritos durante a montagem (principalmente quando o sintetizador com o raio iluminado de Brandon chegou), a banda entrou no palco com um dos seus maiores hits, Mr. Brightside, e botou o Jockey inteiro abaixo. Brandon ficou tão emocionado que era visí­vel que ele estava tremendo nas primeiras músicas do show, e assim como restante da banda, que parecia desacreditar em tudo aquilo –nesse trecho dá pra ver a cara de surpresa dele. Durante a terceira música, “The Way It Was” (Battle Born, 2012), BFlow aproveitou para cumprimentar o público em português, muito amor.

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno1_500

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno2_500

tumblr_mkhsmwkAKu1qhcbmno3_500

Gifs por oversunsetplain.tumblr.com

GIFS POR OVERSUNSETPLAIN.TUMBLR.COM

Daí­ em diante, o que se viu nas outras 1h30 de apresentação foi um show recheado de grandes hits da banda e pouquí­ssimas músicas do último álbum. Acredito que esta escolha se deva ao fato de não ser um show independente da banda, mas um formato festival, considerando que nem sempre o público presente é fã da banda a ponto de conhecer músicas que não sejam single, assim como o Brandon puxando coros em músicas não singles do BB. De qualquer forma, senti falta de músicas como Bones, Here With Me, Flesh and Bone (próximo single) e a faixa-tí­tulo da tour, Battle Born. A estrutura do palco estava linda, contando com backdrops incrí­veis e iluminação, que mudava de acordo com a era/single da banda, e efeitos especiais, como uma “bomba” inesperada em “Miss Atomic Bomb”, papéis picados em formato de raios e “K” na maravilhosa “All These Things That I’ve Done” e chuva de fogos em “When You Were Young”.

O que me deixou mais impressionada é o fato da banda estar a cada nova tour, em melhor forma ”“ e olha que os shows sempre foram fantásticos. Os CDs podem decepcionar os fãs mais xiitas (não euzinha, porque eu amo o Day and Age e o Battle Born, rsss), mas não dá para negar que no palco os filhos de Nevada estão ainda melhores, tanto em termos de carisma, quanto forma: Brandon está cantando mais do que nunca (e olha que 2 semanas atrás ele cancelou shows por conta de uma faringite) e está cada vez mais performático, carismático e usando seu poder de persuasão para conquistar plateias, que respondem prontamente com vozes, mãos e palmas.
Continue lendo →