hehehe

Anos 90: pequenos prazeres que as novas gerações jamais terão

postado em  •  127 comentários

Quem acompanha o blog, já sacou o quanto eu amo/sou os anos 90 né? Não sei se foi o fato de ter sido a primeira década que eu tive o prazer de viver completamente, mas cada vez mais chego a conclusão de que esta foi a melhor época ever ”“e olha que eu sou super entusiasta dos anos 80.

Depois de ter feito aquela lista das bandas que um dia nos amamos mas acabamos esquecendo que elas existem alguns anos depois e inspirada pelos posts incrí­veis e mega nostálgicos do Buzz Feed, resolvi eleger algumas das coisas que mais me marcaram ou me fizeram feliz nos anos 90 e que a nova geração, seja essa que nasceu no final desta década maravilhosa ou dos meus futuros filhos, não terão o prazer de vivenciar.

Agora pega na minha mão, dá o play e vem comigo nesta viagem pelo tunel do tempo!

Fazer mixtape de raiz na fita K7

Uma das minhas lembranças mais fortes da adolescência são das “mixtapes” que eu fazia, gravando as músicas que eu mais gostava no rádio numa fita K7. E era uma tarefa árdua: deixava o REC+play+pause devidamente posicionadas no ponto que eu queria que fosse gravada e rádio sintonizada a espera da tal música. Ah, e na maioria das vezes, você demorava um século para descobrir quem cantava e qual era o nome da música. Demorei meses para descobrir o nome do “No Doubt” e que a música que eu gostava chamava “Don”™t Speak”. Sente o drama.

K7

Quando eu viajava para a praia, levava uma porção de fitas K7 para fazer maravilhosas mixtapes lá, já que a rádio local tinha um programa diário a noite que só tocava pop e rock ”“e eu fazia a festa ligando para pedir músicas. O mais engraçado é que, de tanto ligar lá, o locutor virou brother e eu descobri que a gente tinha quase a mesma idade (eu tinha uns 13 e ele 16), e ele deixava a música até o final para eu poder gravar. Maravilhoso! HAHAHAHAHA

E, se hoje a gente fica rezando para vazar o novo single do nosso artista favorito, naquela época, o jeito era ficar atendo as vinhetas que anunciariam quando e que horas a música seria lançada. Eu lembro até hoje, quando os BSB lançaram “I Want It That Way”, fiz plantão em casa para gravar a tal música na Jovem Pan.

Nessa época, eu tinha 3 grandes pesadelos: o da fica acabar bem quando eu consegui gravar a música, de gravar uma música por cima da hora e, principalmente, da fita embolar. Mas esse último, aprendi um truque valiosí­ssimo:

SE VOCíŠ SABE A RELAí‡íƒO ENTRE ESTES 2 OBJETOS, PARABí‰NS: VOCíŠ ESTí VELHO!

SE VOCíŠ SABE A RELAí‡íƒO ENTRE ESTES 2 OBJETOS, PARABí‰NS, VOCíŠ ESTí VELHO!

Enfim, agradeça ao Napster, Kazaa, 4Shared, iTunes e Shazan e outras maravilhas da tecnologia pela graça alcançada da música fresquinha e disponí­vel quando você bem entende.

Ter uma banda cover (mesmo que de mentirinha)

Duvido que nunca na sua vida, mesmo que por brincadeira em uma festa, você brincou de ser um grande í­dolo pop ou do rock. Como boa filha dos anos 80 e adolescente nos anos 90, brincava com as minhas amigas (oi Anne, oi Jessica eu sei que vocês estão lendo este post! HAHAHAHA) de imitar as Spice Girls. Comecei sendo a Mel C, depois a Anne (que era ruiva, logo era a Geri) ficou loira e nós trocamos os personagens porque euzinha fiquei ruiva. Daí­ eu virei a ~Geri~ e ela virou a Emma.

FAZER COVER DAS SPICE GIRLS, QUEM NUNCA?

FAZER COVER DAS SPICE GIRLS, QUEM NUNCA?

Quando eu me reunia com as amigas que curtiam os Backstreet Boys, nós brincávamos de ser as Backstreet Girls e a divisão não era por semelhanças, mas entre os nossos favoritos. Sendo assim, eu era o, quero dizer, a Nick.
Continue lendo →

15 músicas para você cantar e arrasar no Karaokê

postado em  •  37 comentários

Quem nunca sonhou em ser um pop/rockstar, que atire a primeira pedra! HAHAHAHAHA

Eu confesso que, por muitos anos, sonhei em ser uma grande diva da múica, dessas com toda a pompa estilo Mariah e Whitney. Depois quis ser meio rockstar e até ensaiei montar uma banda cover de Garbage. Claro que os 2 projetos deram errado por motivos de: eu canto mal. Sim, eu tentei fazer aula de canto, mas não tive paciência, conclui que eu não tinha talento suficiente e achei melhor ser publicitária mesmo rsssssss.

EXPECTATIVA X REALIDADE NO KARAOKíŠ: MIRA NA WHITNEY E ACERTA NO JUSTUS

EXPECTATIVA X REALIDADE: MIREI NA WHITNEY E ACERTEI NO JUSTUS

Talvez seja por esse diva frustrada feelings que um dos meus programas favoritos para fazer com amigos seja ir ao karaokê. Admito que tenho um pouco de resistência de ir naqueles super tradicionais, como os da Liberdade aqui em SP, mas me solto (até demais) quando fechamos uma cabine só para nós. Acho divertidíssimo, até porque não só eu, mas meus amigos são super performáticos, e acabamos transformando aquele micro-palco em uma super estrutura digna de uma grande diva (ok, exagerei!).

E foi pensando nas nossas performances e momentos épicos (e de vergonha própria) que eu montei essa lista com 15 hits clássicos para arrasar no karaokê. Será que você já performou alguma dessas músicas?

#01 “Listen To Your Heart”, Roxette

“Listen to your heart when he’s calling for you, listen to your heart, there’s nothing else you can do. I don’t know where you’re goiiiiiiiiiiiiiiiiiing and I don’t know why, but listen to your heart before you tell him goodbyeeeeeeeeeeeee”

Quando o Roxette foi lançado, certeza que o plano era emplacar nas rádios, nos elevadores, nos consultórios de dentistas e claro, em karaokês -mas mesmo assim, eu amo ouvir e também cantar. É o tipo de música para você soltar a voz, incentivando os amigos a fazerem o coro e balançarem os bracinhos de um lado para o outro /o/ \o\ /o/ \o\.

tumblr_mgd868aVfM1rissi9o1_500

#02 “Evidências”, Chitãozinho e Xororó

“E nessa loucura de dizer que não te quero, vou negando as aparências, disfarçando as evidências mas pra que viver fingindo, se eu não posso enganar meu coração? Eu sei que te amo!”

Ir num karaokê e NíO CANTAR Evidências é quase uma heresia. Aliás, acho que deveria ter escrito na porta: só será permitida a entrada se você assinar este termo de que cantará Evidências em algum momento da noite.
Continue lendo →