Londres

Comprando na Gringa: Amazon UK

postado em  •  36 comentários

Sempre fui uma pessoa consumista, preciso admitir. Mas nos últimos anos, ando com uma master preguiça de fazer uma das coisas que eu mais gosto na vida que é sair para fazer compras. Poderia ser hipócrita e dizer que existem coisas mais importantes na vida que o dinheiro não compra (e sim, elas são!) mas eu gosto de poder me dar ao luxo de me presentear com coisas que me fazem mais feliz. Aliás, quem não gosta?

shopping

Bom, durante algum tempo, embora adepta convicta de e-commerce, tive um pé atrás com compras na gringa e por isso, demorei (muito!) para entrar na onda das lojas internacionais. Mas aí­ foi só ter a primeira experiência, positiva de cara, para virar adepta de carteirinha e praticamente abolir boa parte das minhas compras no Brasil, inclusive em lojas fí­sicas. Não é a toa que meu mais novo apelido entre os amigos é rainha da muamba, porque quase toda semana tem compra nova chegando em casa HAHAHA!

Com essa fama, vários amigos começaram a me pedir dicas de como e onde comprar determinadas coisas, além de como foram minhas experiências nestes sites internacionais. Por isso, resolvi compartilhar alguns dos meus delí­rios de consumo nas minhas lojas favoritas aqui no blog, e encorajar quem sempre quis se arriscar mas ainda tem algum receio.

comprandonagringa

E para abrir esta maravilhosa série de posts, resolvi falar sobre meu mais novo ví­cio: o Amazon UK, a versão do Reino Unido para um dos maiores sites de compra do mundo. Ok, você deve estar neste momento querendo me perguntar qual a diferença entre o charme o funk a versão EUA e UK, certo? Pois então, a diferença está no valor do frete e das taxas, o que significa uma diferença absurda na hora de fechar o carrinho. Ao contrário da versão americana, o Amazon UK não cobra taxas de importação e o frete do Reino Unido para o Brasil é bem amigável, em torno de 3 libras (mais ou menos R$12, quase o valor do frete de um sedex para o mesmo estado). E embora os preços estejam em libras, o valor é mais ou menos equivalente ao que seria em dólar, nada absurdo e muito mais em conta do que no Brasil.

Além dos produtos vendidos pela própria Amazon, dá para comprar pelos sellers, vendedores afiliados ao site e que costumam oferecer por um preço mais em conta. Os sellers também vendem além dos produtos novinhos, versíµes usadas em excelente estado por preços módicos ”“alguns chegam até a £0,01. E olha que nem é truque: comprei alguns destes CDs de £0,01 e vieram perfeitos, tanto o encarte quando a mí­dia em si. O meu do Aqua e o do Semisonic, por exemplo, chegaram inteirinhos e funcionando lindamente, assim como meu DVD do Clueless, que saiu em torno de £2,50.

A grande vantagem de comprar no Amazon UK, além da questão do frete e das taxas, está em comprar coisas que não foram lançadas aqui no Brasil, estão fora de linha ou ainda, custam absurdamente caro por aqui. Grande parte da minha coleção do Killers, por exemplo, comprei por lá ”“ do Hot Fuss Limited Edition que não foi lançado aqui aos vinis as lojas brasileiras cobram até 4x mais do que na gringa. Refiz também minha coleção de álbuns do Garbage, do Hole e das Spice Girls, que foram tirados de circulação.

amazonuk1

amazonuk3

A entrega costuma variar, mas a média de acordo com as minhas experiências, é de 2 semanas. Já aconteceu de receber em mais ou menos 1 semana, e já aconteceu também de demorar mais de 2 meses (caso do meu Direct Hits, que eu comprei na pré-venda em setembro, enviaram no começo de novembro e só recebi semana passada :B). O lado bom é que o Amazon se responsabiliza pela entrega e caso aconteça alguma coisa pelo meio do caminho, eles mesmos entram em contato para avisar, além de estornar o valor e fazer um novo envio como pedido de desculpas. Como não amar? <3 Enfim. Se você é dos meus e gosta de ter uma cópia fí­sica dos seus álbuns e filmes favoritos, o Amazon UK é uma excelente opção para completar sua coleção da sua banda favorita ou encontrar aquele álbum que não vende mais no Brasil por um preço bem acessí­vel e sem taxas!

Dose de amor do dia: Londres por Peggy Lee

postado em  •  7 comentários

Se existe uma outra cidade no mundo capaz de despertar o mesmo amor que eu sinto por São Paulo, essa cidade é Londres. E essa paixão vem desde que eu me entendo por gente, por conta das histórias que minha mãe contava sobre a Rainha Victoria e a relação que ela fazia com meu nome. Com o passar dos anos, meu fascí­nio pela terra da rainha, do chá das 5, do Big Ben, das Spice e da Sam só aumentou, principalmente depois da minha breve passagem pela cidade em 2010, que ganhou até uma série de posts aqui no blog. E sim, apesar de terem passado quase 3 anos, admito que ainda não superei e já tenho planos de recuperar parte do meu coração, que ficou por lá.

Ontem um amigo compartilhou comigo um link apresentando 101 razíµes para morar em Londres pelo menos 1 vez na vida e fiquei pensando que apenas um seria o suficiente para me convencer a ficar lá de vez. Mas daí­, como se não bastasse isso, a Narda me manda hoje o link mais repleto de amor já visto em toda vida.

í‰ que a cantora Katrina Leskanich, em parceria com a escritora Sher Harper, lançaram o livro “Peggy Lee Loves London: My London Guide”, que tem como modelo/musa a cadelinha de Katrina, Peggy Lee. Segundo a própria Katrina, apesar dela viver em Londres desde a década de 80, foi na companhia de Peggy que ela passou a explorar mais a cidade, principalmente pontos fora do circuito tradicional. Por este motivo, ela achou justo transformar sua fiel escudeira em modelo para seus cliques e inspiração para o guia.

FAZENDO PASSEIO CLICHíŠ NA ABBEY ROAD <3

FAZENDO PASSEIO CLICHíŠ NA ABBEY ROAD <3

DANDO UM PASSEIO CASUAL PELA PORTOBELLO ROAD

DANDO UM PASSEIO CASUAL PELA PORTOBELLO ROAD

Continue lendo →

burn apresenta: Guetta Meets Guetta

postado em  •  Comentar

O que acontece quando a música eletrí´nica encontra a arte urbana?

No dia 01, burn fundiu esses dois mundos para uma noite de colaboraçíµes artí­sticas inovadoras. Liderado por Thierry Guetta (aka Mr Brainwash) de Exit Through the Gift Shop, artistas de todo o mundo fizeram uma exibição de arte em um local secreto de Londres ao som do DJ David Guetta.

Todo o espetáculo foi documentado por Mr. Braiwash e burn e dará origem ao novo ví­deo-clipe de David Guetta que deve ser lançado no final de setembro. No canal de burn já dá pra ter uma palhinha do que rolou por lá:

E burn aproveita para dar ao público a chance de se tornar parte dessa colaboração histórica ao convidá-lo a enviar sua ”˜inspiração criativa”™. A coleção de imagens ”“ de arte, arquitetura, espaços urbanos, pessoas ”“ será parte de uma colagem online e é a confirmação de que a criatividade inspirada não tem limites. E o mais bacana é que um vencedor será selecionado entre os participantes e ganhará passagem e entrada VIP para Guetta Meets Guetta, que acontece no Brasil em novembro.

Para ficar por dentro do projeto, contribuir com a sua inspiração criativa e, de quebra, concorrer para conferir o Guetta Meets Guetta aqui no Brasil, acesse o site.

#Destino: Londres – London Eye

postado em  •  18 comentários

Waterloo Station
County Hall Belvedere Road | Site

Londres é uma cidade tão incrí­vel e facinante que é muito difí­cil escolher um lugar favorito, mas se eu tivesse que escolher seria sem sombra de dúvidas a London Eye por uma série de motivos, mas o principal deles é porque ela sintetiza tudo o que eu senti durante os 8 dias que eu passei lá.

Eu, que sempre tive pavor de altura e verdadeiro horror a rodas gigantes, esqueci tudo quando entrei na cabine da London Eye: a visão, de qualquer altura ou ângulo é tão facinante que anestesia tudo. A visão, de encher os olhos, sintetiza o porque Londres ganhou meu coração.


Continue lendo →