música

Comprando na Gringa: Amazon UK

postado em  •  36 comentários

Sempre fui uma pessoa consumista, preciso admitir. Mas nos últimos anos, ando com uma master preguiça de fazer uma das coisas que eu mais gosto na vida que é sair para fazer compras. Poderia ser hipócrita e dizer que existem coisas mais importantes na vida que o dinheiro não compra (e sim, elas são!) mas eu gosto de poder me dar ao luxo de me presentear com coisas que me fazem mais feliz. Aliás, quem não gosta?

shopping

Bom, durante algum tempo, embora adepta convicta de e-commerce, tive um pé atrás com compras na gringa e por isso, demorei (muito!) para entrar na onda das lojas internacionais. Mas aí­ foi só ter a primeira experiência, positiva de cara, para virar adepta de carteirinha e praticamente abolir boa parte das minhas compras no Brasil, inclusive em lojas fí­sicas. Não é a toa que meu mais novo apelido entre os amigos é rainha da muamba, porque quase toda semana tem compra nova chegando em casa HAHAHA!

Com essa fama, vários amigos começaram a me pedir dicas de como e onde comprar determinadas coisas, além de como foram minhas experiências nestes sites internacionais. Por isso, resolvi compartilhar alguns dos meus delí­rios de consumo nas minhas lojas favoritas aqui no blog, e encorajar quem sempre quis se arriscar mas ainda tem algum receio.

comprandonagringa

E para abrir esta maravilhosa série de posts, resolvi falar sobre meu mais novo ví­cio: o Amazon UK, a versão do Reino Unido para um dos maiores sites de compra do mundo. Ok, você deve estar neste momento querendo me perguntar qual a diferença entre o charme o funk a versão EUA e UK, certo? Pois então, a diferença está no valor do frete e das taxas, o que significa uma diferença absurda na hora de fechar o carrinho. Ao contrário da versão americana, o Amazon UK não cobra taxas de importação e o frete do Reino Unido para o Brasil é bem amigável, em torno de 3 libras (mais ou menos R$12, quase o valor do frete de um sedex para o mesmo estado). E embora os preços estejam em libras, o valor é mais ou menos equivalente ao que seria em dólar, nada absurdo e muito mais em conta do que no Brasil.

Além dos produtos vendidos pela própria Amazon, dá para comprar pelos sellers, vendedores afiliados ao site e que costumam oferecer por um preço mais em conta. Os sellers também vendem além dos produtos novinhos, versíµes usadas em excelente estado por preços módicos ”“alguns chegam até a £0,01. E olha que nem é truque: comprei alguns destes CDs de £0,01 e vieram perfeitos, tanto o encarte quando a mí­dia em si. O meu do Aqua e o do Semisonic, por exemplo, chegaram inteirinhos e funcionando lindamente, assim como meu DVD do Clueless, que saiu em torno de £2,50.

A grande vantagem de comprar no Amazon UK, além da questão do frete e das taxas, está em comprar coisas que não foram lançadas aqui no Brasil, estão fora de linha ou ainda, custam absurdamente caro por aqui. Grande parte da minha coleção do Killers, por exemplo, comprei por lá ”“ do Hot Fuss Limited Edition que não foi lançado aqui aos vinis as lojas brasileiras cobram até 4x mais do que na gringa. Refiz também minha coleção de álbuns do Garbage, do Hole e das Spice Girls, que foram tirados de circulação.

amazonuk1

amazonuk3

A entrega costuma variar, mas a média de acordo com as minhas experiências, é de 2 semanas. Já aconteceu de receber em mais ou menos 1 semana, e já aconteceu também de demorar mais de 2 meses (caso do meu Direct Hits, que eu comprei na pré-venda em setembro, enviaram no começo de novembro e só recebi semana passada :B). O lado bom é que o Amazon se responsabiliza pela entrega e caso aconteça alguma coisa pelo meio do caminho, eles mesmos entram em contato para avisar, além de estornar o valor e fazer um novo envio como pedido de desculpas. Como não amar? <3 Enfim. Se você é dos meus e gosta de ter uma cópia fí­sica dos seus álbuns e filmes favoritos, o Amazon UK é uma excelente opção para completar sua coleção da sua banda favorita ou encontrar aquele álbum que não vende mais no Brasil por um preço bem acessí­vel e sem taxas!

21 fatos dos anos 90 que entregam sua idade

postado em  •  161 comentários

Ah, a idade… ela não perdoa. E é assustador ver como o tempo está passando mais rápido a medida que nós vamos ficando mais velhos. A sensação que eu tenho é que grande parte das coisas que eu vivi na minha adolescência aconteceram há no máximo 2/3 anos quando na verdade, já se passaram pelo menos uns… 15 FUCKIN’ ANOS?

AQUELE MOMENTO QUE VOCíŠ PERCEBE QUE ESTí MAIS PERTO DOS 30 DO QUE DOS 18

AQUELE MOMENTO QUE VOCíŠ PERCEBE QUE ESTí MAIS PERTO DOS 30 DO QUE DOS 18

Como sei que vocês adoram meus posts nostálgicos, decidi compartilhar aqui também alguns dos fatos da cultura pop que marcaram algum momento da minha adolescência e que já debutaram ou estão perto de debutar em 2014. Para começar essa viagem, dá o play nessa playlist aqui:

Preparado? Agora engole essa cápsula de Calcitran, pega na minha mão e vem comigo nessa viagem no tunel do tempo.

TimeTunnel

IMPORTANTE: os fatos apresentados a seguir aconteceram entre 1997 e 2000, por este motivo, muitas coisas ficaram de fora. A ideia deste post é mostrar alguns fatos que muitos de nós, na faixa dos 25 a 30 anos, vivemos nas nossas adolescências e centralizar em fatos que já fizeram ou vão fazer 15 anos em 2014. Para ler outros fatos da década de 90 (que aqui sim, vão além de 97-2000), acompanhe a TAG Nostalgia aqui do blog ;)

#01 Britney surge com “Baby One More Time” (1998)

babyonemoretime

Há 15 anos, a menina vestida de colegial enjuriada com a aula e ansiosa para sair para o recreio surgia na sua vida. Há 15 anos, você amou essa menina a ponto de sair na rua de chuquinhas ou reunir as amigas para treinar as coreografias (ou fazer isso no corredor do colégio quem nunca não é mesmo?), ou odiou por recalque por ela ser apontada como namorada do Nick Carter dos Backstreet Boys e posteriormente, do Justin Timberlake nos áureos tempos do NSync.

A canção foi lançada oficialmente no dia 30/09/1998 e o álbum de estréia daquela que seria coroada a princesa do pop anos mais tarde, em 12/01/1999. E o resto da história vocês já sabem, mas vale lembrar que o tempo passa para todos!

britneycriancas

Continue lendo →

Os 10 anos de The Killers no maravilhoso “Just Another Girl”

postado em  •  8 comentários

Tá, não é novidade que Killers é minha banda favorita e eu tenho plena consciência de que ás vezes, os leitores do blog ficam de mimimi porque eu faço fangirling. Por outro lado, o blog é meu, é um reflexo do que eu sou e do que eu gosto, logo, eu escrevo sobre o que eu quiser nele! HAHAHAHA

CRí‰DITOS: BATTLEPORN.TUMBLR.COM

MINHA REAí‡íƒO QUANDO RECLAMAM QUE EU Sí“ FALO DO MOZíƒO

Brincadeiras (ou não) a parte, o Killers completou 10 anos de carreira e para celebrar este marco, lançou sua primeira coletí¢nea, o Direct Hits. Além dos singles lançados pela banda (quer dizer, quase todos porque deixaram “Bones” e
“Here With Me” de fora)
e dos hinos desperdiçados do Battle Born que resolveram reaproveitar na coletí¢nea, “The Way It Was” e “Be Still”, o álbum conta com 1 remix-farofa-uh-uh-aiaiaiai do Calvin Harris para “When You Were Young” e 2 faixas inéditas. A primeira, “Shot At The Night” produzida em parceria com Alexander Gonzalez do M83 (e que eu já babei ovo neste post), virou o single-chefe da coletí¢nea e ganhou um clipe todo fofuxo, com uma fotografia linda mas que eu como fã, confesso que fiquei decepcionada, já que, com exceção do Brandon, o resto da banda sequer deu as caras. Poxa gente, era um clipe com uma música inédita da coletí¢nea dos 10 anos de banda, fazer uma pontinha no ví­deo era o mí­nimo né?

Mas para a minha surpresa e de outros fãs, a banda fez um verdadeiro VRí na nossa cara e personificou a expressão “sambou sem prometer”, lançando o clipe da segunda música inédita, a maravilhosa “Just Another Girl”, hoje a tarde, quando ninguém esperava. Minha reação, quando a Sah me mandou o link no Feicetruque, foi mais ou menos essa:

CRí‰DITOS: TALKTOSTRANGERS.TUMBLR.COM

“AI MEU CORASSAUM”

A música, que já era uma delicia cremosa, ficou ainda mais magní­fica com o clipe, digno de uma banda que está comemorando seus 10 anos de carreira e de fazer qualquer fã que se preze querer chorar de tanto amor.

Ao longo dos quase 4:30 de ví­deo, a trajetória da banda é contada através de referências a videografia, aos álbuns lançados e até mesmo os figurinos icí´nicos do mozão Brandon Flowers como o blazer de penas de Day&Age e o extravagante terno dourado de Sam’s Town. E ao contrário de Shot At The Night, a protagonista do clipe é a gatézima Dianna Agron, que interpreta o Brando, enquanto ele aparece, digamos, como “figurante” do próprio ví­deo. O resultado não poderia ser outro e vou além: me arrisco a dizer que é o melhor clipe da banda, pelo menos para mim :D.

Continue lendo →

Em 1 relacionamento sério com Imagine Dragons

postado em  •  8 comentários

Já disse algumas vezes aqui no blog que eu tenho uma certa resistência e preguiça de conhecer novos artistas. Mas confesso que, por outro lado, essa coisa do meu gosto musical ter estagnado na primeira metade da década passada (sim, estou falando de 2006 e não 1996 rsss) também me incomoda bastante. Nesses últimos 6 anos, alguns novos artistas tem ganhado meu coração e toda vez que eu vicio em algum deles, venho contar e indicar para vocês conhecerem -e o que também é ótimo me forço a sair da minha zona de conforto musical.

Meu mais novo ví­cio é o Imagine Dragons. Conheci a banda em uma coletí¢nea que a Universal mandou aqui para casa com vários outros artistas com uma pegada mais indie/folk, mas só fui me apaixonar mesmo alguns meses depois, assistindo um show da banda no Lollapalooza Chicago. Achei um rock tão delicinha que não me contentei com as amostras e fui ouvir o álbum completo no Deezer e mais recentemente, acabei comprando o CD também (dsclp, mas não consigo abandonar o hábito de comprar cópias fí­sicas!).

IMAGINE DRAGONS: ROCK FOFINHO SEM SER GRUDENTO

IMAGINE DRAGONS: ROCK FOFINHO SEM SER GRUDENTO

Assim como o Killers, o Imagine Dragons também é de Vegas, o que mostra que a cidade do pecado também já pode virar a cidade mais legal do mundo quando lembramos que Britney fará residência lá pelos próximos dois anos. A banda está na ativa desde 2007 e o primeiro álbum, “Night Visions”, foi lançado ano passado. Diga-se de passagem, o álbum é a mais pura delí­cia cremosa da música e dá vontade de ouvir em looping eterno. Sabe aquela trilha delicinha para ouvir num domingo de preguiça? Ou ainda para acompanhar a ida para o trabalho numa manhã ligeralmente ensolarada de primavera? Então, é isso!

A minha favorita até o momento? “It’s Time”, com letra e melodias fofinhas, impossí­vel não viciar e sair cantarolando por aí­ ~~~~~<3.

Agora é só torcer para que a banda venha em breve para o Brasil. Será que no LollaBR 2014 eles estarão escalados para representar Vegas no festival? Tí´ aqui acompanhando e fazendo minha torcida :D.

E para quem quiser conhecer mais sobre a banda, o álbum está disponí­vel na í­ntegra para os assinantes do Deezer e do Rdio.