produtos

Project Pan 10 e o consumo consciente

postado em  •  16 comentários

Uma das coisas nas quais eu me orgulho de ter aprendido mais especialmente no último ano, foi ser mais consciente no que se diz respeito a consumo. Ano passado fiz um post-desabafo no blog sobre o quanto eu era consumista e que eu estava tentando aprender a comprar menos e melhor. Se um pouco antes daquele post eu fazia aloca da perfumaria, hoje elejo apenas aquilo que vai satisfazer meu desejo e minha necessidade daquele momento. Por isso, não hesito de pagar ás vezes mais caro por uma coisa que eu sei que vai valer a pena e que eu quero muito. Não é status, mas sim a consciência que eu criei ao longo desses anos de compre pouco, mas compre bem.

Na mesma época que eu escrevi aquele post, fiz uma seleção daquilo que eu costumava usar com mais freqí¼ência e outras que eu havia comprado por impulso, como sombras coloridas e esmaltes em cores que eu não costumo usar e acabei passando para frente. Isso sem dizer nas coisas que eu recebo das assessorias e agências, que acabam ficando acumuladas aqui por causa das minhas restriçíµes alérgicas í  alguns produtos. Do que restou, fiz um pacto comigo mesma: só voltaria a comprar coisas novas quando conseguisse eliminar parte das coisas que restaram, que realmente faziam parte do meu dia-a-dia, como bases, corretivos, delineadores, blush, máscaras de cí­lios e batons. Nesse pacto, também inclui produtos de cabelo e perfumes, coisas que eu também tenho aos montes aqui em casa.

Logo depois de ter feito esse pacto comigo mesma, conheci o Project Pan através de um post no Vende na Farmácia, que surgiu entre as blogueiras e videologgers de beleza gringas e ganhou algumas adeptas aqui no Brasil ”“inclusive a própria Loo. A idéia é mais ou menos como aqueles memes da blogosfera old school, aonde você elege até 10 produtos que estejam perto do prazo de validade ou próximos de acabar para usar até o fim. O nome é inspirado no fundinho que a gente vê quando o pó ou base compacta começa a apresentar seus primeiros indí­cios do fim.

O RESULTADO DOS MEUS "PANS"

O mais legal dessa experiência é que além de conseguir eliminar as coisas antes do prazo de validade (maquiagem estraga, tá?), é que eu estou aprendendo a fidelizar alguns produtos e elegendo o que eu quero levar para a vida. Claro que estar aberta a testar coisas novas é bem bacana, mas vamos combinar que tão bom quanto isso é encontrar um produto certo, daquele que parece que foi feito sob medida para atender nossas necessidades sem precisar sair gastando horrores a busca do cosmético perfeito. No meu caso, elegi minhas bases (Studio Fix da MAC para o dia e Nude da Dior para a noite), o delineador (fluid line da MAC) e o corretivo (Studio Fix da MAC) como os itens honour concour da minha penteadeira.

Para quem curtiu a idéia e quer aderir ao projeto, vale a pena ler também o post da Gabi do Lipstick Corner que foi a última adepta do desafio e abriu um grupo no Flickr para que outras meninas compartilhem a experiência :D

Os favoritos: o que eu usei, ouvi e amei em 2011!

postado em  •  9 comentários

Todo final de ano é uma coisa meio clichê, mas ao mesmo tempo mega divertido: é hora de fazer um balanço sobre tudo que rolou ao longo do ano inteiro, fazer uma retrospectiva sobre o que valeu a pena de verdade e também sobre o que vale mudar nesta nova fase que virá.

Influenciada pela Gabi e pelas meninas do TPM Moderna, resolvi brincar de eleger meus favoritos de 2011, mas não só sobre meus produtos favoritos de beleza mas também sobre as coisas que eu andei usando, ouvindo, conhecendo e até escrevendo ao longo deste ano <3

2011 foi um ano que eu tive uma mudança gritante nos meus hábitos de consumo, principalmente no quesito cosméticos. Deixei de sair comprando tudo que eu via na minha frente e decidi investir em produtos que realmente atendessem meus desejos e necessidades, mesmo que eu tivesse que pagar um pouco mais caro por eles.

Como comecei meu ano voltando de viagem internacional, trouxe na bagagem muitos produtos importados que aqui custam o olho da cara, mas lá fora são equivalente ao que pagamos aqui em marcas digamos assim, mais acessí­veis como a linha premium da Natura, Boticário e Contém 1g. Por isso, 99% dos produtos listados abaixo são importados e ficam como dica para quem está ou tem algum conhecido com viagem marcada para a gringa.

01) Melhor Base: Dior Nude
Uma das coisas mais difí­ceis na categoria maquiagem é, sem dúvidas encontrar uma base que atenda todas as nossas necessidades, ou seja, que cubra todas as imperfeiçíµes ao mesmo tempo que não dê aquele aspecto pesado “massa corrida feelings”, com um aspecto bem natural e iluminado. Conheci essa base num evento da Dior ano passado, mas só tive a oportunidade de comprá-la quando passei no freeshop voltando de Londres e falo que é, de longe, a melhor base que eu já tive na minha vida. Sempre que eu uso, alguém me pergunta o que eu fiz para estar com a pele boa -favor segurarem os risos, seus safadinhos.

02) Melhor Batom: Ruby Woo, MAC
Sempre fui o tipo de pessoa que achava batom vermelho lindo, mas nos outros. Mas aí­ tudo mudou quando comprei meu primeiro Ruby Woo, o batom mais divo e lindo que eu já tive na vida -disse a pessoa que tem uma coleção de batons na penteadeira.

03) Melhor Blush: Dame, MAC
Blush bom é aquele que dá cara de saúde sem parecer que você é namorada do Chris Brown como bem disse o Edipo do QDNG. Gosto de blushes rosados, que não pesam tanto no resultado final mas que ao mesmo tempo, dê uma carinha de saúde para esta pessoa que abomina sol. Gosto do Dame porque ele econsegue ser rosinha sem me deixar um cosplay do Baby (sim, o porquinho atrapalhado) de tão rosa e ao mesmo tempo tem um brilho discreto.

04) Melhor Corretivo: Studio Fix, MAC
Esse corretivo é tipo “honour concour” da minha necessárie. Uso há uns 2 anos e é o melhor corretivo que eu já tive -e olha que eu perdi a conta de quantos eu já experimentei. Para quem tem olheiras, é uma ótima opção porque além de cobrir tudo, segura bem o dia inteiro \o/

05) Melhor Perfume: Womanity. Thierry Mugler
Foi amor a primeira espirrada/cheirada. Confesso que fui sentir só pela curiosidade de sentir o cheiro do “primeiro perfume salgado do mundo” e fiquei encantada pela fragrí¢ncia. Não se deixe levar pela descrição que diz que tem caviar como nota e na idéia do salgado porque ele não tem nada disso. Tem um cheiro maravilhoso de figo, é doce sem ser enjoativo, daqueles perfumes que todo mundo elogia e pergunta qual é. Conseguiu a proeza de tirar o posto do Fantasy depois de 4 anos sendo meu perfume favorito.

06) Melhor Creme: Hydration Angelica, L’occitane
Já passei dos 25 e chegou a hora de incluir alguns tratamentos para garantir que a pele fique boa e mantenha a firmeza né? Sou apaixonada por essa linha de Angelica da L’occitane, porque deixa minha pele mega hidratada sem ficar oleosa. E ainda tem um cheirinho incrí­vel <3

07) Melhor Sombra: Black Tied, MAC
Porque sombra preta é amor, é raio, é estrela, é luar. Essa da MAC é mega pigmentada e tem uns brilhinhos lindos. í‰ amí´!

08) Melhor Lápis de Olho: Contour Clubbing, Bourjois
Outro “honour concour” da minha necessárie. Uso há uns 3 anos e não troco de jeito nenhum. O preço é bem acessí­vel em se tratando de uma marca de make gringa e das boas (por volta de R$35), é mega pigmentado e por ser a prova d’agua, resiste firme a um dia inteiro de trabalho. Fora que dura horrores!

09) Melhor Máscara de Cí­lios (aka Rí­mel): Diorshow Extase, Dior
Máscara das boas, daquela que encorpa, alonga e não deixa os cí­lios empelotados. Se você gosta de cí­lios estilo Pííííí, essa é uma ótima opção. Como aqui no Brasil o preço dele é bem salgadinho, fica a dica: no Duty Free custa por volta de $32 (mais ou menos R$60), mas existe aqueles packs-amigos aonde você leva 2 com um mega desconto (se eu não me engano, paguei $40). Se você está de viagem marcada ou conhece alguém que vai para a gringa em breve, é uma ótima pedida :D

10) Melhor Filtro Solar: Minessol, ROC
Como cheguei nos 25 e agora a lei da gravidade começa a atuar no meu rosto, chegou a hora de trocar os ácidos e cremes antiacne por produtos para evitar o envelhecimento da pele, e claro que entre eles não pode faltar um bom filtro solar. O Minessol foi indicação das meninas do trabalho e não decepcionou. Passo de manhã, depois de lavar o rosto e passar hidratante, antes de fazer a maquiagem :D

11) Melhor linha para cabelo: Extreme, Redken
De todos os produtos que eu usei para o cabelo ao longo de 2011 (e olha que não foram poucos! HAHAHA), o destaque fica para essa linha maravilinda da Redken. Cabelo fica mega hidratado, fofinho, com brilho e não pesa depois de tantos usos. AMOR define.

12) Melhor Pó Compacto/Facial: Blot, MAC
í‰ clássico, é queridinho das loucas por maquiagem e sim, é essa Coca Cola toda. Para não ficar com aquela cara ~massa corrida~ feelings, troque a esponjinha pelo pincel de pó que ajuda a dar um acabamento perfeito e sem pesadão.

Continue lendo →

Dossiê do Cabelo: os favoritos dos últimos meses

postado em  •  12 comentários

Em quase 26 anos de vida, acho que essa é a primeira vez que eu estou extremamente satisfeita com meu cabelo. Já contei aqui no blog em algumas oportunidades a minha saga cem busca do cabelo perfeito e das minhas tentativas em busca de produtos aliados dessa minha ~~~luta~~~.

Do meu último post sobre meu cabelo até hoje, algumas coisas mudaram. Como já disse aqui, o primeiro passo foi investir em bons produtos, baseado no lance do custo x benefí­cio. Já gastei tanta grana comprando produtos que não funcionaram pra mim ou me deram alergia que hoje prefiro pagar um pouco mais caro mas ter um retorno bacana e dentro do que eu espero. Fiz mais uma aplicação de Fiberceutic, tratamento que eu considerei decisivo para a melhora dos fios, abri mão da progressiva e segurei até agora para refazer a ombre de novo, que já está marcada para sexta. Dos produtos que eu usei naquela ocasião, alguns continuam na minha rotina, mas muitos outros entraram e ganharam meu coração e um espaço no armário do banheiro.

AS BELEZINHAS MAIS AMADAS DA VEZ <3

Por isso e atendendo a pedidos (aka Dai e Mari do TPM Moderna), preparei um resumo de resenhas com o que eu tenho usado e acho que vale a pena ser indicado e compartilhado!

1-) Extreme, Redken (R$ 149 o conjunto no Beleza na Web): dentre as marcas profissas de produtos para cabelo, a Redken é sem dúvidas a minha favorita. Depois de usar durante longos meses a linha Smooth Down, estou “in love” pela Extreme, que é desenvolvida justamente para reparar e reconstruir os fios. A melhor parte é que ao contrário da maioria das linhas desenvolvidas para este fim, os cabelos ficam bem “flofis”, com brilho e macio, macio tipo a pele da Xuxa com Monange.

2-) Linha Equilí­brio, Doctor Hair (R$ 83,30 o conjunto na Capillos): desde quando a Jí´ fez um alerta aqui no blog sobre os danos causados pelo sulfato, fiquei com vontade de arriscar um produto sem este componente. Conheci a Doctor Hair num evento deles aqui em SP e gostei bastante do conceito, já que eles definem a linha de produtos como “farmacosmético”, funcionando como um tratamento para fios, couro cabeludo e pele, perfeito para quem é mega alérgico a tudo e qualquer coisa tipo eu. O resultado é um cabelo lindo, cheio de vida e com um brilho absurdo. Apesar do preço “salgado” por ser um produto nacional, é bem mais em conta do que os similares gringos. O ponto negativo é que é bem difí­cil de encontrar nas perfumarias. Para quem ficou interessado, no site deles tem uma lista de pontos de venda no paí­s.

03-) Nature Rescue, Redken (R$48 shampoo e R$64 a máscara): outra ótima opção para quem está procurando produtos livres de sulfato. Conheci a linha no evento de apresentação em setembro desde então, tenho usado pelo menos 1x por semana em casa, como um “detox” dos fios. O que eu mais gostei é que apesar de ser livre de sulfato e parabenos, deixa o cabelo com brilho, macio e com cara de saudável.

Continue lendo →

Dossiê do Cabelo Loiro: recuperando o picumã

postado em  •  31 comentários

Quem acompanha o blog desde o comecinho (ou ainda, desde os tempos de 2004/2005, nos tempos de slar.net) já deve ter percebido que eu vivo “borboletando” o cabelo. Como eu já disse em algumas oportunidades, não suporto mesmice e tenho uma certa necessidade de mudar sempre que o marasmo bate em minha porta.

Desde a primeira vez que eu clareei o cabelo, em 2004, venho alternando entre o cabelo loiro e o castanho. Em 2009, depois de 2 anos e meio loira (um recorde!), fiquei morena novamente, mas não durou muito tempo: foi só ver o cabelo da Drew Barrymore que eu enfiei na cabeça que eu ficaria loira a qualquer custo, e só sairia daquela cadeira com AQUELE cabelo. Mas é claro que este “a qualquer custo” teria digamos, seu preço.


Drew Barrymore: minha musa capilar desde 2010

Aí­ começou meu drama capilar. Já tinha ficado loiras outras vezes, mas essa foi a primeira vez que meu cabelo ficou extremamente ressecado. Se nas outras vezes minha preocupação era apenas eliminar os fios amarelados que apareciam após algumas semanas, desta vez era driblar o ressecamento e devolver a maciez e o brilho tirados pela descoloração nas pontas que costumam ser, por natureza, a parte menos favorecida dos cabelos.

Desde então, comecei uma busca incessante por produtos que deixassem meu picumã macio macio (como se eu tivesse passado Monange #NOT). Ao contrário dos outros tempos, que eu caia no papo das vendedoras super solí­citas (cof cof) das perfumarias ou saia comprando tudo que eu via pela frente, resolvi investir meus dinheirinhos em produtos certos, que realmente resolvessem meu problema ao invês de acumular frascos e potinhos no meu banheiro, mesmo que eles custassem mais caros do que eu costumava pagar. m outras palavras, resolvi tirar o escorpião do bolso e começar a comprar, sem medo, produtos de linhas profissionais. í‰ caro? Relativamente sim. Mas ao menos trazem algum resultado e rendem muito mais. Como diz a Loo, caro é pagar R$15 numa coisa que deixa seu cabelo ruim e depois vai ficar enconstado sem uso.

Como sei que eu também não tí´ sozinha nessa (alí´ Bruna, Alyce e Mandy!), resolvi compartilhar um pouco do que eu tenho feito e investido para ajudar azamiga que estão na mesma situação. Ah, e as dicas compartilhadas a seguir servem para todas as cores de cabelo e principalmente, para minhasamiga (sic) que fazem procedimentos quí­micos com frequência como progressiva. VEM COMEEEEEGO!

Continue lendo →